Oposite
Gatriel
Tipo: Lírico
Postado: 30/11/18 02:44
Editado: 30/11/18 02:45
Gênero(s): Poema
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 9seg a 12seg
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 101
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 25
[Texto Divulgado] "A impureza de uma virgem" Um conto que narra a história de uma moça que gostava do amor sem te-lo. Gostava de imaginar, mesmo pura, como era perder sua pureza.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Oposite

---------------------------------------------------------------------------------------

Escrevo e apago

Penso e paro

Me conserto e me quebro

Sorrio e choro

Vivo porém morto

Ou morto porém vivo?

Já não sei mais.

------------------------------------------------------------------------------------

❖❖❖
Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 11/01/19 20:17

Os devaneios de um poeta são sempre assim. Me identifiquei muito, pois quantas vezes não me peguei pensando/escrevendo isso? Esse poema é como um reflexo só que em forma de palavras.

Meus parabéns ♥