Céu Amarelo
Lelts
Tipo: Lírico
Postado: 06/02/19 21:20
Editado: 22/02/19 19:23
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 40seg a 54seg
Apreciadores: 2
Comentários: 2
Total de Visualizações: 96
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 109
[Texto Divulgado] "Voltando para casa" Estou de volta, e isso é tudo. Sem meias palavras ou versos contidos, apenas eu.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Céu Amarelo

Hoje eu escrevo para passar o tempo, enquanto a tua resposta não vem.

Faz um par de semanas que não me sinto desse jeito: com o coração sendo costurado sem ser realmente preciso. Mesmo assim, se assemelha como na primeira vez. Como se tu fosses o primeiro.

Poderia eu roubar-te um momento da sua própria bagunça de sentimentos?

Queria eu ser capaz de livrar-te dessa dor.

Poderia eu te sentir uma última vez e dizer que está tudo bem, mesmo que teu pensamento guarde outra pessoa?

Queria eu ser capaz de me livrar dessa dor, enquanto a tua resposta não vem, nesta tarde de céu amarelo e chuviscos dourados.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Também disponível no meu blog, diariott.blogspot.com

Apreciadores (2)
Comentários (2)
Postado 07/02/19 19:52

Muito bem escrito e sensível! A dor do narrador é palpável, e quem de nós já não sofreu por amor?

Parabéns! =)

Postado 18/02/19 21:54

''Amor é um fogo que arde sem se ver. É ferida que dói, e não se sente. É um contentamento descontente. É dor que desatina sem doer.''

Agradeço os elogios, e muito obrigada por teu comentário!

Postado 13/02/19 01:28

A fofura veio morar nesse texto! Estou apaixonada, mesmo que seja um tiquinho triste.

Obrigada por compartilhar conosco essa obra incrível.

Meus parabéns ♥

Postado 18/02/19 21:50

''O poeta é um fingidor. Finge tão completamente. Que chega a fingir que é dor.''

Sou eu quem deve agradecer teu comentário cheio de carinho, animou meu dia! Obrigada.