Dentro do Outono
Sabrina Ternura
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 19/02/19 00:13
Gênero(s): Drama Romântico
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 3min a 4min
Apreciadores: 3
Comentários: 2
Total de Visualizações: 72
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 540
[Texto Divulgado] "Por trás da porta" O que uma mente insana é capaz de fazer? ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Dentro do Outono

Nós nos conhecemos no Outono. Era frio e você vivia com a rinite atacada. Era gelado e eu vivia com o nariz vermelho. Era álgido, mas ainda assim, quente. Havia algo de acolhedor na maneira que você segurava minha mão sem tê-la tocado ou na forma que eu te via, mesmo estando com os olhos fechados. Havia algo em nós que aquecia profundamente meu coração ao ponto de algo começar a florescer em meio ao caos do frio que nos cercava.

Os meus sentimentos começaram a dar saltos entre as estações, mesmo estivéssemos passando pelo Outono.

Me sentia feliz pela sua presença, assim como os banhistas na praia aproveitando o Sol, durante o Verão.

Me sentia aquecida em seu coração, mesmo que o Inverno do lado de fora fosse o pior possível.

Me apaixonei por você durante uma primavera que nunca existiu, pois ela foi real somente dentro de mim.

Te amei quando as folhas das árvores já estavam no chão, indicando a chegada nada sutil do Outono.

Por mais que eu quisesse ter encontrado seus olhos quando as flores estivessem desabrochando, foi durante a estação menos romântica possível que tudo aconteceu, porém passei a amar o Outono, porque ele me lembra você. Ele é aquela estação que chega de fininho, entra na nossa rotina sem pedir licença e faz a maior bagunça do lado de fora de casa, deixando folhas espalhadas pelo chão, deixando narizes vermelhos e rinites atacadas. Contudo, ainda assim, existe um toque peculiar que torna-o belo, encantador e acolhedor. É impossível passar pelo Outono sem se apaixonar por ele. Sendo assim, o Outono é exatamente como você.

Enquanto escrevo isso, o Sol emana um brilho enfraquecido do lado de fora. O vento começa a mudar, revelando através da brisa levemente gelada, que uma nova estação se aproxima. Diferentemente de um ano atrás, você não está mais apaixonado por mim, mas, em contrapartida, eu te amo e por isso tenho que fazer uma confissão.

Na estação que mais ansiei ter me apaixonado por você, eu estava nos braços de outra pessoa. A Primavera real enfim havia chegado, mas meu coração ainda estava vivendo no nosso Outono. A primeira Primavera em que te amei, você não estava comigo e foi por isso que contei uma mentira: Sarah ama outro que não é Henry.

Menti durante a Primavera que jurei, em segredo, te amar.

O que veio depois disso, foi uma sequência desastrosa de mudar toda a situação, porque eu queria desesperadamente morar no seu coração, mais uma vez. No entanto, quando percebi, o tempo havia passado. O Sol já está deixando de brilhar no céu e o vento frio já deixa meu nariz vermelho e a sua rinite atacada de novo.

O Outono se aproxima mais uma vez, mas você permanece inalcançável como na Primavera. A estação mudou, porém nós permanecemos sendo apenas “eu” e “você”. Apenas Sarah, a garota que amou um garoto durante o Outono, enquanto vivia uma Primavera. Apenas Henry, o garoto que amou uma garota mentirosa dentro de uma estação nada romântica.

Uma nova estação se aproxima.

Ela é a mesma de quando nos apaixonamos, mas nós não.

Porque, naquele antigo Outono eu estava apaixonada por você e neste novo Outono, eu te amo.

❖❖❖
Apreciadores (3)
Comentários (2)
Postado 19/02/19 15:40

Belíssimo texto, minha nobre companheira e amiga. Os detalhes, a riqueza de expressões e emoções, o significado oculto nisso tudo.

Realmente inspirador!

Postado 22/02/19 20:39

Fico muito feliz pela presença e pelo comentário. Sempre bom tê-lo por aqui!

Obrigada <333

Postado 19/03/19 15:04

Que lindo texto, estou apaixonada ❤️