Encara-me.
Pequena Estrela
Tipo: Lírico
Postado: 11/05/19 19:49
Editado: 11/05/19 20:13
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 40seg a 53seg
Apreciadores: 0
Comentários: 1
Total de Visualizações: 48
Usuários que Visualizaram: 2
Palavras: 107
[Texto Divulgado] "Frágil ponto azul" No coração do espaço um objeto de origem desconhecida é encontrado. De onde ele terá vindo? Quem o construiu?
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Apreciem a drabble, (coisa curta pra variar)

A ultima de hoje.

Beijão.

Capítulo Único Encara-me.

Tentaram por ao chão a dama de aço, faze-la correr ou desistir, ir para outras margens.

Já conseguiram arrancar lagrimas amargas de rancor daqueles olhos tão selvagens.

Seu grito de ódio ecoava por todo o lugar.

Seu riso cavernoso batia como tapas nos rostos convencidos.

Para ela era divertido provocar.

Mas ninguém nunca a encarou de verdade.

A alma podre dos covardes não suportava.

A alma do maldoso fracassava

Corria e se isolava com aquela boca que feria.

Com o olhar que matava.

Encara-me, se for capaz.

Encara-me se tiver coragem.

Posso cair pela agressão bruta.

Mas é a sua alma que perecerá sob minha palavra absoluta.

❖❖❖
Notas de Rodapé

É ISTO MEU AMORES

BEIJOCAS.

Apreciadores (0) Nenhum usuário apreciou este texto ainda.
Comentários (1)
Postado 11/05/19 20:08

Ui! Adorei o toque no final. Me lembrou muito os personagens hieromantes que eu jogava

Postado 11/05/19 20:15

Hahaha! Foi ótimo fazer esta coisinha pra finalizar.

Valeu pelo comentário, espero ler outra coisa sua em breve novamente, mal vejo a hora.