Despertar
Yvi
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 18/03/16 14:03
Editado: 08/03/17 15:27
Gênero(s): Drama
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 6
Comentários: 4
Total de Visualizações: 361
Usuários que Visualizaram: 12
Palavras: 198
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de doze anos
Capítulo Único Despertar

Logo mais este lugar será palco de meu despertar. A sala será decorada com velas - cuidado para não apagá-las enquanto chora sem parar - e flores tão brancas como a neve que há pouco caía lá fora.

A ansiedade toma conta de mim à medida que a hora vai se aproximando. Não acredito que finalmente encontrei a coragem que faltava para despertar de meu sonho. Finalmente será hora de acordar e aceitar o meu destino com um sorriso nos lábios.

Estou agora me despedindo do meu velho e único amigo, com a promessa de que nunca mais iremos nos ver novamente. Aquela será a última vez que nos olharemos e nos abraçaremos. Ele me pareceu um pouco triste. Quando a primeira lágrimas se formou em seus olhos, pedi para que não chorasse e lhe contei que estou realmente feliz. Talvez eu sinta falta dele mais tarde, mas a moça que segura a foice em uma das mãos me falou que um dia eu e ele estaremos juntos mais uma vez.

O relógio fez tic e depois tac. As batidas do meu coração se aceleraram e depois pararam. A porta se abriu, a escuridão surgiu e minha alma finalmente partiu.

❖❖❖
Apreciadores (6)
Comentários (4)
Comentário Favorito
Postado 21/04/16 20:27

A aceitação da inevitalidade leva ao questionamento se, de fato, a continuidade da existência é perene ou efêmera. Se efêmera, torna-se compreensível o temor que quase todos sentem do fim; já se perene, abre-se um universo de considerações acerca do quão importante de fato são nossas ações enquanto presentes.

Belo texto, belo texto.

Postado 21/04/16 20:41

Obrigada! <3

Postado 19/03/16 11:39

Se a moça da foice garantiu, então, de fato, não há tanta necessidade de lamentação.

Belo texto. Parabéns.

Postado 22/03/16 20:33

Obrigada.

Postado 19/03/16 11:44

Se a moça da foice diz, é porque é assim que é. Mas ele não tem como saber disso. Para ele, é o fim.

Gemt, socorr, que texto maravilhoso. Parabéns.

Postado 22/03/16 20:33

Obrigada!

Postado 04/04/16 00:38

Eu não falei muita coisa contigo sobre esse texto antes porque não seria nada justo, ainda mais eu sendo a jurada. Mas eu de fato gostei dele, apesar de ter fugido um pouco do assunto por causa da ausência de motivação para o desejo de morrer. Senti essa ausência, sabe? Não se sabe o porquê do protagonisto ter desejado a morte. Seria por ter apenas um amigo? Vai saber.

E é interessante como ele confia na garota da foice, ao ponto de acreditar fielmente que logo se encontrará com o amigo que deixará para trás. É triste, mas muito realista. E a rima da última estrofe? Se foi proposital ou não, só sei que foi sensacional. Um desfecho ótimo, por assim dizer.

O que mais? Eu gostei do texto em si. Parabéns, Gemada. <3

Postado 04/04/16 14:29

Entendi!

Obrigada, Gema! <3