Vou ter que te mostrar... a realidade
Zeref the white
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 09/07/19 12:01
Editado: 09/07/19 22:26
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 1
Comentários: 2
Total de Visualizações: 190
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 297
[Texto Divulgado] "A esperança na sombra da morte." Ódio ou Esperança? Qual desses sentimentos poderia proteger o amor?
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Vou te mandar pro hospital dessa vez, com uma parada respiratória

Capítulo Único Vou ter que te mostrar... a realidade

Estavamos nós dois, nus, naquele quarto frio, de madrugada. Nos amavamos, embora voce nao reconheça isso.

E mais que isso. Eu te queria . Te desejava. Ao extremo.

Comecei passando a língua em seu pescoço enquanto por meu próprio corpo sentia calafrios e arrepios indecentes, mas pouco importava.

Dei umas chupadas gostosas em seu pescoço enquanto meu pau ficava duro

Ah que delícia você é. Fui além e beijei você. Primeiro normal e depois eroticamente. Queria você soltinha.

Passei os dedos por teus labios e desci até seus seios aconchegantes, onde passei vagarosamente meu pau duro até sentir ali varias esguichadas.

Hum... vc lubrificadinha seria uma delicia. Passei a mao por teus seios, te assegurando que te trataria com cuidado no ápice, e desci com dois dedos na sua buceta. Nao demorou muito para você se render.

E logo voce, apos algumas caricias indecentes em seu interior, gozou em meu dedo

Eu retirei devagar os dedos, para nao te machucar, lambi os dedos e senti teu gostinho.

E com cuidado te penetrei . Nao uma, mas num vem e vai ritmado mas gostoso.

Até nossos líquidos se misturarem.

Retirei meu pau e desci suavemente para suas coxas, enquanto segurava seus seios.

Seus gemidos e arranhoes eram musica tentadora aos meus ouvidos. E eu gozei em tuas coxas. E passei aquele líquido por ela a te lubrificar.

Você se virou. Queria que eu terminasse.

E eu devagar primeiro enfiei meus dedos cheios de porra, para preparar terreno.

Depois retirei e enfiei meu pau.

E começamos. Vem e vai. Fraco e forte. Intenso . Ate a exaustao.

Ate todo meu liquido estar em voce.

Nao era o bastante. Voce se virou.

Abriu sua bucetinha.

Eu te lambi e lambi....

Esse é o meu desejo.

E no fim eu te disse te amo.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Como diria hermanoteu: isso pertence ao dissimulado kkkk

Apreciadores (1)
Comentários (2)
Postado 09/07/19 13:06

Céus.... meus pulmões vão estourar de tanto respirar fundo e suspirar mano, vou queimar no inferno...

Postado 09/07/19 13:10

Eu avisei. Mas ainda nao dei tudo que podia, ainda nao mostrei para você o segredo absoluto, esse sim é assustador. Mas vc nao me deu um desafio a altura

Postado 30/07/19 18:12

Foi muito rápido... eu não cheguei nem perto de gozar...!

Aquela falta de detalhes: os comentários no meio do texto, a conversa entre gemidos e até o tirar de roupas; fez MUITA falta!!!!

Deveria procurar por textos eróticos mesmo que curtos para ter uma base mais sólida, amigo.

Não vou avaliar tanto, pois vejo os mesmos defeitos/faltavas que vi no outro texto.

Agardeço por compartilhar seu texto e espero ver mais deste gênero em suas mãos.

<3

Postado 30/07/19 21:18

Ah... nao esperava mesmo despertar algo em você com esse texto. Apenas o recomendei. Com certeza fará melhor que eu em seus texto pois essa nao e minha especialidade