delicadamente surda
Hiancia
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 10/07/19 17:46
Gênero(s): Suspense
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 27seg a 36seg
Apreciadores: 1
Comentários: 2
Total de Visualizações: 49
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 72
[Texto Divulgado] "Os meninos e o poeta." Posso até nem ser aquilo tudo como autor, nem é mesmo o pretendido, não obstante, tomar um cafézinho com o poeta é uma honra que vou levar dessa divertida existência.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único delicadamente surda

...

com as pontas dos dedos, eu toco a lama

dentro húmus de uma alegria irisada

trazem-me as flores de uma beleza envelhecida

as cinzas numa lareira de marmóre se entrançando

nos últimos fios de sangue do horizonte

os sons dos passos sobre os caminhos que não andei

assombram os corredores e vibram os arcos escurecidos

não sou eu observando sobre um trono de serpentes

tampouco estou entre as paredes e os fantasmas

❖❖❖
Apreciadores (1)
Comentários (2)
Postado 11/07/19 18:35

O texto transborda uma atmosfera mórbida e sombria, mas mesmo assim, o brilho melancólico e solitário deste eu-lírico, revela uma beleza que ecoa em cada verso.

Obrigada por compartilhar conosco.

Meus parabéns ♥♥♥

Postado 11/07/19 18:41

Um texto deveras interessante, com uma tematica pouco usual mas perfeitamente colocada. Sensacional