algo ainda falta
6 de Janeiro
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 18/08/19 15:37
Editado: 18/08/19 15:42
Avaliação: 9.6
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 5
Comentários: 5
Total de Visualizações: 668
Usuários que Visualizaram: 11
Palavras: 241
[Texto Divulgado] "Renascentismo" "And it's good to be alive Crying into cereal at midnight If they ever let me out, I'm gonna really let it out"
Não recomendado para menores de dez anos
Notas de Cabeçalho

Oi.

Capítulo Único algo ainda falta

Agora a pouco, sabe... Há literalmente poucos minutos, minhas lágrimas molharam a cama e nossos braços, você fez força para chorar, eu acreditei, mas quando me olhei no espelho não havia um só vestígio de lágrimas pingadas em minha camisa.

Eu continuo chorando depois de estarmos curados, você liga o som alto e manda beijos de lado.

Do outro lado da sala.

Ainda quero ficar no silêncio.

Quero voltar a criar as poesias que eu criava com o transbordar de cada sentimento... Hoje em dia, vivo medicada, sem a depressão devastadora que pela Sertralina foi controlada... No entanto, ela que me inspirava.

Estou bem.

Alguma coisa sempre me falta.

Estou em minha casa com as pessoas que amo, tenho você e seu sorriso sempre que eu acordo; tenho amigos bons e um emprego confortável que me sufoca ao dar-me o que necessito, tenho um Deus que me ama sem que eu mereça... Céus... O que ainda me falta?

Eu tenho talento para zombar do que me machuca, eu sou só risos pelos corredores e bares da cidade. Sou só risos quando me incomodo com essa política suja e deslavada com a qual já estamos acostumados.

Zombo de meus dentes tortos, calvície e gordura acumulada.

Me sinto linda quando estou nua e sozinha em meu próprio quarto. A dor vem quando eu piso para fora de casa.

Deus me livre! Algo ainda falta.

Não estou mais depressiva, mas ainda me sinto empacada.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Não sei se é depressão. Não sei o que falta. Só sei que estou triste.

Por enquanto esta constatação me basta.

Apreciadores (5)
Comentários (5)
Postado 30/08/19 19:20

Tem algo de universal na sua narrativa, mesmo que pareça ser do pessoal. Tem uma beleza em si, que é diferente. Neutra em sua composição.

É diferente.

Meus parabéns!

Postado 07/09/19 16:39

Uau, que narrativa. Parece ter me levado a visualizar cada trecho da sua escrita, incrivel. Parabéns.

Postado 31/07/20 14:19

Essa sensação de vazio do narrador é algo realmente universal. Ter tudo e não ter nada, ao mesmo tempo, é algo que conheço bem. Nem todas as coisas do mundo conseguem substituir esse vazio, mas, comigo, o tempo trouxe a resposta. Espero que o tempo traga para você as respostas que trouxe para mim.

Parabéns por esse texto incrível ♥

Postado 16/08/20 16:56

Doeu no coração a reflexão do quanto o ser humano é insaciável...

Nada basta para preencher o vazio que em certos momentos de calma nos vem...

Parabéns por está reflexão profunda e tocante!

Postado 20/08/20 13:41

Acho que, de certa forma, em casa nos sentimos protegidos. São pessoas conhecidas, que te conhecem. Fora, as coisas são um pouco diferentes. Não sei bem, mas acho que talvez seja algo assim.

Eu espero que as coisas estejam bem.

Parabéns!

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto