Veredito
Tipo: Lírico
Postado: 07/09/19 16:44
Editado: 07/09/19 16:46
Gênero(s): Drama Poema
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 39seg a 53seg
Apreciadores: 4
Comentários: 3
Total de Visualizações: 521
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 106
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Veredito

Você deve decidir entre ir embora e ficar.

Se entregar ou recuar.

Se aquecer ou esfriar.

Entre um minuto, um segundo ou uma hora.

Falsos sonhos teus, nunca nos levariam às minhas dedicatórias.

Dos teus "não amores", as minhas condolências.

Das suas mentiras, criei minha pequena cegueira,

Não prestando atenção nas tuas ausências.

E que ausência...

Corpo não presente, mente não presente e coração não tão contente.

Nós não pensamos na falta...

Não no início,

Talvez no meio,

Mas no fim.

Agora que preencheu a parte que lhe restava, já pode seguir enfim.

Quando não tiver mais ninguém lá por você, chore um rio por mim.

❖❖❖
Apreciadores (4)
Comentários (3)
Postado 31/07/20 14:43

Eu amo a maneira que você escreve livremente e passeia pelo coração do leitor com tamanha facilidade. O eu lírico consegue nos transportar para a situação descrita e acompanhamos ela com admiração, pois nem todos conseguem ter essa coragem de expressar um veredito. É preciso muita sinceridade e força de vontade para de dizer aquilo que aflinge o coração, mas é muito melhor do que viver no eterno impasse. Ou fica ou vai, afinal o amor não aceita metades.

Obrigada por compartilhar esse poema lindo conosco!

Parabéns ♥

Postado 21/08/20 18:32

Amei!

Profundo, tocante, capaz até de me fazer visualizar o momento do diálogo...

Parabéns!

Postado 19/10/22 19:27

Pode parecer tão simples aos olhos de quem vê de fora.

Mas é tão cruel quando está acontecendo em nossa vida.

Essas decisões que, para os outros parecem sempre tão pequenas, quando acontecem conosco, são decisões pesadas, opressivas, tristes...

Muito bom poder ler sobre isso!