O lado escuro dos desejos - II
O forjador
Tipo: Lírico
Postado: 13/06/20 14:55
Gênero(s): Erótico ou Adulto
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 45seg a 1min
Apreciadores: 0
Comentários: 0
Total de Visualizações: 23
Usuários que Visualizaram: 3
Palavras: 122
[Texto Divulgado] "lugar quente" é o que cantam os pássaros todos os dias espero que eu continue falando a língua deles. 
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Bem, amigos, verei um posterior se me sentir inspirado

Capítulo Único O lado escuro dos desejos - II

Me lembro do pouco que a mim revelou, acendendo desejos indecentes por tua pessoa.

Eu não me importava em toda noite me masturbar enquanto imaginava nossos corpos se tocando sensualmente.

Me ver gozar ao imaginar teus seios macios, na qual eu podia lamber, tocar e apertar.

Enquanto sinto meu pau invadir sua intimidade pulsante, num ritmo frenético e nós, ofegantes.

Não resistíamos a isso, exceto talvez por mim, que mesmo me levando ao apice, sabia que deveria parar.

Ou minha alma e corpo seriam consumidos. Pela simples imaginação de te ter minha..

Queria neste momento que tudo fosse como antes e, na mais podre imaginação, você fosse minha e se fisesse minha.

Como eu quero ser teu.

É melhor parar por aqui...

❖❖❖
Notas de Rodapé

Talvez eu poste algo melhor depois...

Apreciadores (0) Nenhum usuário apreciou este texto ainda.
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!