Alma repartida
Urizen
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 16/06/20 19:48
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 65
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 160
[Texto Divulgado] "Dia 17...." Dia 17, dia tão comum, mas ainda sim tão especial... dia de reatar laços de sentir de novo.
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Capítulo Único Alma repartida

Lá estava eu, tão singelo e sem graça, vendo tu passar.

Poderia eu deixar de te desejar? Eras bela aos meus olhos como a lótus a desabrochar, mas havia algo em ti que não pude enxergar.

A verdadeira beleza, sutil e ao mesmo tempo irresistível, me fazia menos humano e mais animal.

Sabia que, em dado momento, aquilo escaparia de meus lábios. Você o previra.

Essa foi minha ruína, o deserto escaldante que passei a viver.

Só podia te contemplar, sem nunca te ter.

Como minha

Só minha

Até a razão se transformar em loucura.

Não sei em que ponto parei, erguendo entre nós uma barreira. Que não era feita de obras mas de palavras.

Viverás em meus pensamentos. Muito embora eu não devesse.

Pois a raiz daquilo tudo enterrei no inferno. E aqui, no deserto, jaz apenas uma casca temporária.

Do que já fui.

Do que queria ter feito.

Ah, seu doce gosto, seu suor, me levaria aos extremos...

❖❖❖
Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 03/08/20 18:45

Tudo no texto é perfeito! As rimas, o ritmo, a mensagem... O narrador nos encanta com seu desejo envolto em tristeza. É impossível deixar de ler. A sensação de querer alguém e não poder tê-lo é compartilhada por tantos e foi muito bem representado na narrativa cheia de lirismo.

Obrigada por compartilhar essa obra incrível conosco!

Parabéns. Akuma! ♥

Postado 03/08/20 19:07

Ahhhh obrigado mesmo por seu doce comentário, Brina. Mas não é para tanto.... são apenas... pensamentos perdidos