Obra-prima
O forjador
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 17/06/20 16:12
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 0
Comentários: 0
Total de Visualizações: 27
Usuários que Visualizaram: 2
Palavras: 188
[Texto Divulgado] "A última mitologia " Apresentarei aqui meu conteúdo definitivo. Pelo menos por um tempo. Varios personagens interessantes e outros menos aparecerão Apreciem
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Feito por aquele que não possui tempo...

Capítulo Único Obra-prima

Era uma manhã ensolarada, as cerejeiras caiam suavemente sobre as lajes que o levavam ao seu local de trabalho.

Ele caminho devagar, apreciando toda paisagem e toda vida por onde ia. Realmente se deu conta que sabia pouco.

Chegando a ourivesaria, olhou cuidadosamente cada placa de metal que haveria de trabalhar. Escolheu a que mais lhe agradou.

E começou. Poliu aqui, limpou ali..aplainava e voltava a limpar.

Seu rosto podia ser refletido nela.

Continuou. A polir, afiar e lixar. Queria mais que uma obra.

Queria A Obra.

Quase exausto, mergulhou o aço ainda quente numa tigela de águas frias, fazendo com que ele se endurecesse.

E detalhe a detalhe trabalhou. Testou o equilíbrio, a velocidade e a resistência.

A seu gosto, estavam ótimos. Estariam ao gosto do dono.

Por fim, fez o cabo conforme lhe fora instruído. Bonito.

Num tom roxo escuro.

E para que suas memórias não se perdecem, gravou em kanji ali a frase que a marcaria:

Hime.

O velho por fim desmaiou. Não de sono ou cansasso, mas pelo pelo peso de longos anos vividos.

Nunca disse quem era ou porque viera.

E nunca perguntaram.

❖❖❖
Apreciadores (0) Nenhum usuário apreciou este texto ainda.
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!