Rest in peace
O forjador
Tipo: Lírico
Postado: 20/06/20 18:12
Editado: 21/06/20 12:45
Gênero(s): Poema Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 41seg a 55seg
Apreciadores: 0
Comentários: 0
Total de Visualizações: 33
Usuários que Visualizaram: 2
Palavras: 111
[Texto Divulgado] "De Olhos Fechados" Até quando o que você vê ou ouve é real? ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Apreciem

Capítulo Único Rest in peace

Olhando o mundo naquele momento ele percebeu que nada do que fizera valera a pena.

Por sua convicção, seu povo estava aprisionado ou morto. Por sua fé, perdera seu senso de humanidade.

Sentia a dor apenas de si próprio, a dor da derrota por ter tombado a frente.

Que fizeras de ti, oh rei louco?

Abandonaste tua donzela, mataste teu povo e te condenaste por orgulho.

Que ironia.

Lutou para ser amado.

Perdeu a guerra por amor.

Olhou para seu executor com um sorriso que dizia " se fizer, faça rápido"

Sentiu a lamina sobre seu pescoço.

E uma última vez desejou estar com ela.

Antes que sua vida se esvaisse

❖❖❖
Apreciadores (0) Nenhum usuário apreciou este texto ainda.
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!