A canção de Orfeu
O forjador
Tipo: Lírico
Postado: 23/06/20 14:49
Editado: 23/06/20 17:29
Gênero(s): Romântico
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 47seg a 1min
Apreciadores: 2
Comentários: 1
Total de Visualizações: 88
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 126
Este texto foi escrito para o concurso "Junho do Amor – Distância" Pelo mês dos namorados trago uma proposta clássica, fazer um texto romântico, contudo, o novo é o tema da distância. Ver mais sobre o concurso!
Livre para todos os públicos
Capítulo Único A canção de Orfeu

No jardim do Elíseos, começo a tocar. Lembro-me de quanto és bela, do seu imenso amar.

Oh Eurídice, porque ao Tartaros vieste parar. Eras linda, em vida, mas já não posso te tocar.

Nosso amor permanece. Sempre irá durar.

Enquanto soar a melodia. E Hades aprovar.

Pois este deus cruél não se importa das pessoas separar.

Na distância de nossas existências, me pergunto se ainda podes me ouvir.

Rir ou chorar.

Pois tudo aqui tende a esfriar.

Tanathos é uma realidade para todos os seres vivos

E Hipnos com os corações gosta de jogar.

Esta melodia é um sonho ou um desabafar.

Já perdi a esperança de uma resposta encontrar

Contemple Hades o jardim que nunca irá mudar.

No amor ou na dor, é melhor parar.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Postado por: Aüle

Apreciadores (2)
Comentários (1)
Postado 03/07/20 22:07 Editado 03/07/20 22:09

Eu já havia ouvido falar da história de Orfeus, mas nunca levei muito em consideração, contudo, seu texto mostra um pouco da mágia de Orfeu.

As rimas suaves dão um toque calmo e pensativo a obra, bem como sua estrutura.

Sem muito mais a dizer, agradeço por participar do Concurso e por compartilhar sua obra.

Consulti a página do concurso para ver sua pontuação.

Assinado uma pequena vampira, <3