Legado
Blodreina
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 27/07/20 20:38
Gênero(s): Fantasia
Avaliação: 9.14
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 10
Comentários: 9
Total de Visualizações: 307
Usuários que Visualizaram: 17
Palavras: 170
Este texto foi escrito para o concurso "2ª Edição - Concurso de Contos – Profecia " A ideia do concurso, como sua primeira edição, é a produção de contos que, dessa vez, tenham o tema da profetização. Então, digo: “Vamos prever o futuro e toda a consequência desse ato!” Ver mais sobre o concurso!
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Depois de anos sem postar nada....

Capítulo Único Legado

Hey, Kate, não me olhe desse jeito! Não é como se você não soubesse o que estava para acontecer. Não é preciso uma bola de cristal para adivinhar que o eterno não dura pela eternidade.

Você seguiu muito bem os passos de nosso querido pai e governou seu inferno com maestria, mas eu cheguei primeiro. É o meu destino! As linhas que foram escritas para nós finalmente se cruzaram e você não pode fazer nada para impedir.

Seu reinado foi belo, minha irmã, mas você é fraca e não existe espaço para incertezas neste reino. Venha, Kate, tente lutar contra seu destino. Não hesite, minha irmã, eu não tenho medo de me machucar. Coloque um sorriso no rosto e aceite de braços abertos que é a hora do seu fim.

Nas ruínas do que outrora fora um grandioso templo do conhecimento, palavras talhadas jaziam.

“Não repare na bagunça e faça silêncio

A profecia finalmente se cumpriu

A princesa Aurora ao seu trono subiu

E o fim a ela sucumbiu! ”

❖❖❖
Notas de Rodapé

É, acho que é isso. '-'

Apreciadores (10)
Comentários (9)
Comentário Favorito
Postado 23/09/20 23:13

Eu amo tanto o quanto a Kate está viva em nossos - seus - textos, e trazer a Aurora à tona realmente foi magnífico; um prelúdio do que se seguirá. A narração tem um ar misterioso, pois tudo que se passa aos leitores são suposições do que outrora ocorreu.

Kate reinou com maestria, isso é fato, mas até os grandes tem seu declínio pós-ascensão. Infelizmente quando o passado e presente divergem, torna-se demasiado difícil conciliar e manter o mesmo rumo. O que antes era ofuscado pela inteligência da Kate, hoje se torna a sombra mais forte no abismo do inferno. Não há como não sentir a dor; a perda dessa felicidade.

O interessante é que há uma abordagem que remete a uma possível luta pelo poder (seria o destino? Quem sabe); uma luta celestial - ou infernal, né - entre dois seres que de origem igual, porém com mentes e ações discernidas. Uma verdadeira guerra entre anjo e demônio.

Todos os segredos que Aurora manteve para si durante todo o reinado de Kate agora emergem das profundas, trazendo consigo a revelação de ser a primeira no trono (novamente, quem diria né?).

Não resta nada, senão submeter a essa aceitação; a essa profecia profana.

Não resta nada, senão vislumbrar que Kate sucumbiu no inferno, mas na esperança de seu renascimento.

Eu amei o texto. Sério.

Amo-te, gema ♡

Postado 24/09/20 20:11

Nossa Kate é maravidiva. <3

Postado 27/07/20 21:39

Kate... Winslet? Beckinsale? Não? Ok....

Apesar de ser o teu "normal", achei meio... vago... ou não... Enfim... Bem escrito, como sempre :)

Postado 02/08/20 20:11

Da um desconto, amor! ;-;

Mais de ano sem nem pensar em escrever....

Postado 28/07/20 18:57

Muito bem escrito, embora algumas coisas deixem alguns questionamentos. Só que estes questionamentos é que são interessantes

Postado 02/08/20 20:12

Obrigada! :)

Postado 28/07/20 20:33

Meu Deus, que saudades que eu estava da Kate e das desventuras dela... Você é sempre perfeita e certeira em tudo que se dispõe a escrever Ivy, parabéns! Amei! Que nostalgia <3

Postado 02/08/20 20:13

OMG! Você lembra da Kate!

Fico até sem jeito com tanto elogio. Obrigada!! <33

Postado 29/07/20 17:12

Olá, senhorita * - *

Acertei bem o momento em que resolvi olhar como estavam as coisas por aqui!

É tão bom poder ler algo seu, me enche de boas memórias dos tempos olds da Academia.

Adorei demais esse escrito, está memorável!!!

E nas linhas finais, quando diz que "a profecia finalmente se cumpriu", subiu até um arrepio aqui, foi demais!

Parabéns, e abraços!!!!!

Postado 02/08/20 20:14

Oiiii!!! Muito tempo, né? Fico feliz que tenha voltado e mais feliz ainda por ter gostado do que escrevi.

Obrigada!

Postado 30/07/20 23:10 Editado 30/07/20 23:11

Retorno de Kate e o seu... Coincidência? Hmmmmmmmm...

O texto possui muitos questionamentos e o tom misterioso prende a atenção do leitor do começo ao fim. O mais interessante e, creio eu, que é ai que mora toda a genialidade do texto, é que há um tom profético nas palavras e acredito que isso eleve a narrativa a um patamar que responde esses questionamentos de forma indireta. Profecias não são simples frases com sentido, se fossem, não seriam profecias afinal, rs. Essa atmosfera de transmissão de um legado combina perfeitamente com as palavras proféticas narradas. Tudo se encaixa, mesmo que não exista respostas ali. Cabe a você trazer essas respostas com mais textos u.u cof cof

Obrigada por compartilhar conosco! É ótimo ler suas obras depois de tanto tempo! Sempre me inspiram a querer matar alguém depois... cof cof

Boa sorte no concurso, Flavinha! ♥

Carinhosamente,

Brina Ternura.

Postado 02/08/20 20:17

O meu, o seu, o dela, o de todo mundo!! kkkkkkkkkk

Brina e seus comentários que não podem ser respondidos exatamente! kkkkkk Adoro isso! Como senti falta.

Muito obrigada.

PS: Tinha que ser carinhosamente? Sério? Ta beleza. Tive uma ideia aqui, se der certo, peço desculpas e se não der, desculpa também kkkkkkkkkkkkkkkk

Postado 08/08/20 12:05

Sei que é tudo macabro, mas eu achei fofinho, pq vc escreveu com essas palavras todas rimando tão fofas, e um ritmo de leitura muito bom, que faz a gente sentir dó da Kate, e eu adorei seu texto *_*

Postado 08/08/20 20:38

Pode te morder?

Muito obrigada!! <33333

Postado 14/08/20 20:09

O ar de mistério e a certeza de esperar algo grandioso começa na sinopse, deixando o leitor mais que interessado.

Ao iniciar a leitura toda uma trama desconhecida por quem lê mostra-se como um herdeiro sumido desejando reivindicar sua parte da herança. Não sei quem são ou o que um dia foram/serão, mas conforme os olhos correm as linhas o leitor toma um lado (mesmo que secretamente): Desejar o melhor a Kate ou concordar com os devidos direitos do primogênito?

É encantador a forma como sutilmente coloca o tema do concurso em meio a briga, seja no primeiro parágrafo ou quando a protagonista diz (creio ser uma moça de nome Aurora, certo?): “As linhas que foram escritas para nós finalmente se cruzaram”.

O término da história em versos rimados e sonoros fecha a obra com chaves de ouro, deixando um desejo de a mais desse mundo e personagens adoráveis – mesmo que mortais.

Adorei seu texto, a forma como usou o tema e a formatação que dá mais ênfase no trocadilho de palavras, agradeço por compartilhar sua obra e participar do concurso.

Visite a página do concurso mais tarde e veja o resultado.

Assinado uma pequena vampira, <3

Postado 14/08/20 22:37

Sim, sim. A Aurora chegou para acabar com a Kate.

Eu acabei vendo o resultado antes de ler o comentário (sou ansiosa) e fiquei feliz com a minha colocação! :)

Muito obrigada! <3

Postado 16/08/20 13:07

Senti uma referência a Ozymandias aí no final hahaha...

Muito bom o texto! Parabéns!

Postado 16/08/20 17:13

kkkk Sei de nada disso não! u-u kkkkkkk

Obrigada!