Quem sou eu?
Monise
Tipo: Lírico
Postado: 04/09/20 01:36
Editado: 04/09/20 01:39
Gênero(s): Poema Reflexivo
Avaliação: 9
Tempo de Leitura: 46seg a 1min
Apreciadores: 5
Comentários: 4
Total de Visualizações: 67
Usuários que Visualizaram: 7
Palavras: 123
[Texto Divulgado] "De Flor a dor, enfim a liberdade!" Romance erótico em 12 capítulos, contextualizado entre 1578 a 1583 aproximadamente. Período este das turbulências na luta pela sucessão real de Portugal, cujo rei morrera sem deixar herdeiros ao trono. Numa investida do duque de Alba em formar uma aliança com a Alemanha através do casamento de seu primogênito com a filha do duque de Baviera, Katrina descobre o amor e todo fogo da paixão.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Poema nascido hoje quando fazia o exercício de uma formação EAD.

Espero que gostem...

Abraços!

Capítulo Único Quem sou eu?

Quem sou?

Eu sou um coração

Eu sinto as coisas com bastante intensidade

Sou feita de experiências

De sonhos e conflitos

Sou feita de carne e osso

Mas às vezes pareço de pedra...

Me deixo endurecer

Me deixo emudecer

Pela dor que me leva

Só sei que sinto, sinto

E às vezes sinto muito...

Muito amor, muita paixão

Muita dor, muita humilhação

Muita alegria, muito entusiasmo

Muita tristeza, muito sarcasmo

Sirvo para servir

Amo ajudar, amo criar

Sou feita por meus pais

Mas também sou feita de sonhos e ais

Há algo divino que em mim pulsa

Uma força que me move

E que me impulsa

Impulsiona a amar a cada ser do universo

E também a abraçar com o carinho desses versos...

❖❖❖
Apreciadores (5)
Comentários (4)
Comentário Favorito
Postado 04/09/20 22:22

É incrível ver o quanto as palavras são sua área de domínio e o quanto a alma fica leve após a leitura das suas palavras.

O eu lírico deste poema apresenta ao leitor tantas respostas palpáveis que deveriam ser um mantra. Mentalizar e absorver cada um desses versos é tudo o que o leitor pode fazer, quando percebe que quer ser como essa voz que fala, poetiza e ensina. As rimas são muito bem construídas e geram uma sonoridade incrível conforme a leitura avança. Esse poema é como uma música viciante que o leitor nunca cansará de ouvir e cantarolar.

Obrigada por compartilhar essa obra incrível e necessária conosco!

Parabéns, Monise

Postado 05/09/20 00:02

Agradecida Sabrina! Suas palavras são um constante incentivo, sinto-me muito acolhida por elas, são como um bálsamo para minha autoestima... <3

Postado 04/09/20 10:25

QUE POEMA MAGNIFICO, cheio de significado, melodia, totalmente palpavel, simplesmente fantastico!

Postado 05/09/20 00:02

Obrigada!

Fico feliz que tenha apreciado! :)

Postado 04/09/20 15:42

Me lembrou "Motivo" de Cecília Meireles, por alguma razão kkkk

Parabéns pelo seu texto <3

Postado 05/09/20 00:05

Que honra evocar esse poema!

Muito lisonjeada, indo agora reler a maravilhosa Cecília Meirelles...

Agradeço muito seu comentário!

Postado 04/09/20 20:09

Essas lindas linhas estão repletas de uma doce beleza!!

Adorei poder lê-las!!

A senhorita escreve com a alma e o coração!!

Um grande abraço <3

Postado 04/09/20 23:59

Obrigada você por estar aqui e comentar meus textos!