De Flor a dor, enfim a liberdade! (Em Andamento)
Monise
Usuários Acompanhando
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 04/09/20 22:58
Editado: 17/09/20 00:46
Qtd. de Capítulos: 8
Cap. Postado: 04/09/20 22:58
Cap. Editado: 05/09/20 13:31
Avaliação: 9.82
Tempo de Leitura: 5min a 7min
Apreciadores: 4
Comentários: 4
Total de Visualizações: 100
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 845
[Texto Divulgado] "A promessa." Quando pegou o ônibus de manhã, mal sabia ele que um simples encontro inusitado acarretaria numa promessa que mudaria totalmente sua rotina.
Não recomendado para menores de dezoito anos
De Flor a dor, enfim a liberdade!
Notas de Cabeçalho

Confesso que nunca escrevi algo assim, mas me deu muita vontade de ousar...

Esta autora não se responsabiliza pelos desejos despertados e muito menos pelas expectativas que o leitor possa ter.

Este é um romance que corre devagar, apesar de intenso...

Espero que gostem...

Capítulo 1 As núpcias

Katrina nem podia acreditar que chegara o grande dia. Foram meses se preparando para o seu suntuoso destino...

Como única filha do mais poderoso nobre da Baviera, o castelo em que morava chegava a ser comparado ao do rei.

Seu pai, o grande duque, além de nobre tinha grande tino para os negócios e ao contrário de outros nobres soubera multiplicar o tesouro de seus ancestrais quadruplicando seus domínios e tendo um poderoso exército.

Era amigo íntimo da família real alemã, um homem formidável, carismático e honrado por todos.

Inimigos, ele até os tinha, mas na mesma medida em que era amável e cordial, sabia ser implacável com aqueles que ousassem enfrentá-lo, a última vez em que dera provas de seu furor renderam lendas e um respeito por parte dos outros nobres que o temiam muito mais do que ao rei da Alemanha.

Devido a isso o rei propos-lhe um grande negócio...

O grande duque de Alba crescia em poder e tinha como objetivo que seu filho mais velho fosse rei de Portugal.

O príncipe reinante era uma criança frágil e parecia indiscutível que jamais chegaria a idade adulta, não havendo outros herdeiros o duque e seus filhos estavam entre as cinco famílias mais próximas da linha de sucessão.

O rei da Alemanha e o duque eram amigos íntimos e ele desejava que seu filho mais velho se casasse com uma nobre de Alemã para unir forças por laços de sangue.

Como todas as filhas do rei já haviam sido desposadas, o rei desejava que a filha do duque de Baviera desposasse o filho do duque de Alba e talvez se tornasse a futura rainha de Portugal!

Era uma grande proposta, mas que vantagem o duque de Alba teria com esse consórcio?

_O dote, meu bom amigo, o dote e seu auxílio militar! Bem sei que seu exército é quase tão poderoso quanto o meu e que sua fortuna se iguala a minha, se é que não me sobrepujas... - disse o rei piscando o olho.

_Sendo assim, o que posso dizer?! Que se faça a vontade de sua majestade! Mas quais os termos do contrato?

_O emissário do duque de Alba se encontra aqui e irá falar-lhe pessoalmente, meu caro _ respondeu o rei em excelente humor.

E dois anos haviam se passado desde essa conversa e Katrina teve que aprender o Castellano e a história de Portugal, bem como os títulos de nobreza, a árvore da família e tantas outras coisas...

Sorte que o pai sempre prezara pela educação de todos os filhos igualmente e ela já sabia as línguas antigas, um pouco de filosofia e cálculo, se não fosse isso, estava perdida!

Também teve que aprimorar sua beleza com diversos tratamentos, exercitar-se, aprender a montar, a caçar e a jogar cartas e outros jogos comuns na corte portuguesa, fora um período árduo de preparação, mas agora chegara o grande dia!

A festa fora belíssima, digna de uma rainha! Todos os nobres do reino trouxeram seus presentes, e ela, nunca se sentira tão bela, tão nobre e tão poderosa...

Contudo seu coração estava a mil, saia-lhe pela boca! Era hora de cumprir suas funções de esposa, como seria isso? A mãe e a ama lhe explicaram quão rudes eram os homens e que ela apenas deveria calar e ceder a tudo que o esposo fizesse.

Seu peito arfava, por mais que tentasse não conseguia se acalmar...

Disseram-lhe que estaria nua perante ele! E ela mal o conhecia... Era belo, apesar de ser bem mais velho que ela, ela agora tinha 17 anos e ele 32!

É verdade que foi bem gentil com ela, usava palavras que a faziam arrepiar pela entonação da voz, mesmo não sendo palavras indignas... Disseram-lhe que seu pai o havia feito estudar na Itália e também na França para que tivesse conhecimento de como funcionavam essas grandes nações e pudesse ser um grande rei!

Como eram diferentes! Ela nunca havia saído de sua cidade, mal saía do castelo, nunca sozinha.

Virgem, totalmente pura, mal conseguia entender algumas conversas que por acaso escapavam em sua presença...

E agora ia consumar o casamento! Vieram suas damas de companhia e a preparam, nem acreditava, agora tinha seis criadas para cuidar dela! Três de sua terra e três vindas de Portugal.

E ali estava ela, com uma bela camisola vinda da França, disseram-lhe ser presente do noivo e que ela deveria usar nas núpcias.

Estava bela, sem dúvida alguma! Os longos cabelos cacheados, caindo em ondas cintura abaixo, a pele rosada e sedosa depois de tanto tratamento de beleza, o corpo roliço, mas totalmente firme e bem torneado, há quem a comparasse com aquelas estátuas das musas gregas...

Todas saíram e o esposo entrou sorrindo...

_Boa noite minha linda criança, como és formosa! E como tua visão me agrada!

Ele chegou-se até ela, deu-lhe um beijo na testa e a fez se sentar na penteadeira.

Começou a mexer em seus cabelos, enrolava os cachos nos dedos e suavemente dizia em seu ouvido:

_Calma criança! Não tenho pressa, tu és uma flor que quero fazer desabrochar...

❖❖❖
Notas de Rodapé

Estava acostumada a escrever publicamente, somente textos técnicos da minha profissão, artigos científicos...

Poesias e outros textos eram somente para meu próprio deleite. Amando a oportunidade de poder expô-los aqui!

Com relação aos personagens principais da obra, principalmente Katrina e seu esposo, não há descrição física propositadamente, para que o leitor possa projetar-se totalmente nas personagens... Aproveite a viagem!

Apreciadores (4)
Comentários (4)
Comentário Favorito
Postado 05/09/20 13:56

Em nome do Eterno Incêndio, mas que obra estupenda temos aqui! Logo nos parágrafos iniciais somos agraciados com toda a primazia narrativa e descritiva que a autora habilmente tece, nos concedendo um texto rico em detalhes e cuja trama vai lenta e certamente fazendo a nossas expectativas se elevarem conforme o capítulo flui suave, porém robusto dos olhos para a imaginação...

Eu adorei a ambientação, bemo cuidado que a autora teve desde o início com os detalhes acerca da época e do cenário sociopolítico onde a história se passa, mas principalmente com o modo perfeito de retratar as inseguranças e ponderações da protagonista, criando assim um clima sutil, todavia poderoso que nos toma de imediato! Excelente, simplesmente excelente!

Meus mais sinceros parabéns, Srta Monise! Que sua obra seja a primeira de muitas de cunho 18+ de sua autoria a figurar e incendiar este antro maldito!

Atenciosamente,

Um ser que anseia por um lote de terra em pradarias flamejantes, Diablair.

Postado 10/09/20 17:17

Que honra receber um comentário seu!

Confesso que tinha um certo receio, pois sua fama o precede...

Agraciada pelo seu comentário!

Obrigada por tirar um tempinho para ler meu conto. :)

Postado 05/09/20 12:40

Que obra de arte maravilhosa! Sua descrição de cena, de sentimentos, a forma como você vai pincelando as palavras e nos induzindo a mergulhar profundamente nesta outra era... Nestas pessoas, neste antro de mistérios... Tudo sutilmente bem colocado...! Que espetacular! Fico feliz demais por tê-lo postado! Me faltam palavras para elogiar este primeiro capítulo que ficou perfeitamente instigante... Quente e ao mesmo tempo refrescante! Que poderes você tem sobre a nossa mente, senhorita P... Parabéns por reger esta orquestra!

Postado 10/09/20 17:18

Agradecida!

Seus comentários foram um grande incentivo para mim!

Postado 07/09/20 23:54

Fico impressionada com esse primeiro capítulo, a forma com criou a situação para o casamento e mesmo não conhecendo bem os personagens principais noto desde já um carisma e graça tamanha neles.

Sua escrita é de uma impecável beleza com uma fluidez que trona o texto curto de tão rápido que passa quando o leitor afunda nessa trama de dramas ainda não anunciados por completo hahhaha!

Desculpe os devaneios e minhas possíveis rinhas perdidas haha! Espero não a ter ofendido.

Amei esse primeiro capítulo e espero ter o prazer de ler até o final dessa história, agradeço por compartilhar sua obra e desejo que continue.

Assinado uma pura e pequena vampira, <3

Postado 10/09/20 17:21

Muito feliz que tenha gostado!

E tem umas surpresinhas vindo por aí...

Muito agradecida e feliz por você se dispor a acompanhar...

Foi uma grata surpresa! :)

Postado 16/09/20 21:33

Senhorita Monise!!

Estou encantada com esse primeiro capítulo <3

Amei o modo como você está escrevendo essa história, amei toda a ambientação, e a caracterização dos personagens!!

Já estou completamente apaixonada por Katrina * - *

Achei que tudo o aqui presente me remeteu a um leve erotismo, suave, que, tal como a flor, irá desabrochar cada vez mais intensa nos próximos capítulos!

Muitíssimo obrigada por estar compartilhando conosco essa história incrível, senhorita Monise <3

Um enorme abraço <3

Postado 16/09/20 21:58

Muito feliz em ter você aqui :)

Obrigada pelo carinho! :*