Ogígia II
thaistardust
Tipo: Lírico
Postado: 08/09/20 18:02
Editado: 14/10/20 01:52
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 57seg a 1min
Apreciadores: 3
Comentários: 2
Total de Visualizações: 702
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 152
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de catorze anos
Notas de Cabeçalho

Bom, em Ogígia I eu contei sobre meu medo e minha repulsa em relação ao amor romântico, trago-lhes a continuação.

Ogígia II é o momento onde eu me distancio um pouco da ilha (Ogígia ou Ogygia, é uma ilha mencionada por Homero na Odisseia livro V como o repouso da ninfa Calipso) e vou um pouco mais para o horizonte.

Espero que vocês gostem!

Boa leitura!

:)

Capítulo Único Ogígia II

Eu queimaria de dentro para fora

para ter mais.

Você chegou em uma época e tanto,

onde eu procurava um amor

de cinema, de novela, de livro.

Um amor complexo

com frazes e poemas de efeito.

Mas tudo foi ao contrário.

O amor que você trouxe não foi nada

difícil ou complexo.

Houveram e ainda há poemas,

sem rimas porque nós dois

somos péssimos nessa arte.

Talvez, algum dia, haja filme.

Mas é estranho, porque foi tão fácil.

Fácil ouvir você falar outras línguas,

fácil o jeito que você me fez dançar,

cantar, pintar e escrever

nos braços de um fim inevitável.

E querer viver eternamente nessa vida.

E eu sei, eu sei, meu amor.

Que apesar de toda sua história de dor,

você nunca me deixaria.

Mas que boa amante seria eu

se te obrigasse a ficar?

Logo você, que me ensinou que o amor não obriga.

O amor simplesmente é.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Espero que tenham gostado! Caso não tenham lido ainda a primeira parte, vou destacá-la!

Obrigada, gratidão!

:)

Apreciadores (3)
Comentários (2)
Postado 09/09/20 15:09

Querida senhorita Thaís!

Pude me enxergar bastante nessas linhas, e senti isso como um nó na garganta, e um aperto no coração...

São pensamentos melancólicos e bonitos, melancólicos pois retrata uma tristeza, mas bonito pois se trata do amor...

Eu amei poder ler esse poema que me apertou a alma!

Um enorme abraço para a senhorita <3 <3 <3

Postado 09/09/20 23:31

Olá, querida Mei! Muita gratidão por seu carinho e apoio!

Nós em gargantas, apertos em corações, beleza, melancolia... para mim, são todos sinônimos do amor!

A tristeza faz parte, mas eu acredito que podemos aprender a ver além dela e foi isso o que tentei fazer com essa trilogia (ainda não sei dizer quando postarei a terceira e última parte).

Novamente, fico extremamente feliz em saber que lhe agradei, minha eterna gratidão, senhorita!

Um grande beijo e um abraço afetuoso! <3

:)

Postado 11/09/20 00:45

Thais... Que obra preciosa, doce,, acolhedora, quente, fria, ardida... Um mix acentuado de sensações... Obrigada por tê-lo escrito... O amor simplesmente é.

Não há algo mais verdadeiro e puro do que isto.

Postado 11/09/20 01:10

Gratidão, Ana!! Fico muito feliz que você tenha gostado!!

E exato, toda essa vivência que relato foi um mix imenso de sensações onde a única maneira que encontrei de tentar entender foi escrevendo!

Muito obrigada do fundo de meu coração!!

:)

Outras obras de thaistardust

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Poema

Outras obras do gênero Reflexivo