Dançar com o demônio sob a luz do luar
Meiling Yukari
Tipo: Roteiro (Cena)
Postado: 14/10/20 17:09
Editado: 19/10/20 18:03
Avaliação: 9.8
Tempo de Leitura: 5min a 7min
Apreciadores: 4
Comentários: 3
Total de Visualizações: 104
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 895
[Texto Divulgado] "Mais uma noite" "Cá estamos novamente, eu e os meus demônios, prontos para mais uma noite..."
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Notas de Cabeçalho

Texto feito em um momento de delírio insano...

Preciso urgentemente voltar para o lado de Satã...

Capa feita por minha inestimável Meiling Yukari.

Música tema inspiracional: The Storm (OST Drácula)

https://www.youtube.com/watch?v=_wVwlmJIJnY&t

P.S. Imaginem o roteiro como um curta-metragem cheio de efeitos ruins no final.

Capítulo Único Dançar com o demônio sob a luz do luar

CENA 1 – QUARTO DA PRINCESA

A Princesa está deitada nua, de costas para a janela aberta.

O Homem entra como uma sombra sorrateira deslizando pelo vento, esgueirando-se janela a dentro. Ele está inteiro vestido de preto.

Aproxima-se devagar da Princesa, e toca-lhe o ombro nu com a ponta de seus dedos encobertos pela luva.

A Princesa estremece e vira-se em direção ao Homem.

PRINCESA: Meu amor, estou cada vez mais fraca...

HOMEM: Vou dar um jeito de te tirar do castelo. Não se preocupe, meu bem.

PRINCESA: Os guardas nunca me deixarão sair com vida... Eu te amo tanto... Por que não me tira daqui com seus poderes? Não quero ficar presa aqui dentro para sempre...

HOMEM: Meu bem, não posso usar meus poderes, você não aguentaria viajar nas sombras, morreria de exaustão.

PRINCESA: Eu não ligo de morrer... contanto que seja fora daqui... contanto que seja em seus braços... meu amor...

O Homem deita-se ao lado da Princesa, beijando-a afetuosamente.

CENA 2 – QUARTO DO REI

O Rei anda em círculos em seus aposentos.

Um soldado bate à porta.

REI: Pode entrar.

SOLDADO 1: Senhor, nossos guardas têm certeza que o homem entrou nos aposentos da Princesa.

REI: Então, mandem invadir.

SOLDADO 1: E com a Princesa, o que faremos?

REI: Ela já está moribunda, não me importa que minha filha morra, contanto que aquele maldito não tente prejudicar a honra de nossa dinastia. Prefiro minha filha morta, do que fugida com um porco imundo, sem eira nem beira.

SOLDADO 1: Sim, senhor. Irei dar ordens para todos os soldados se prepararem para matar.

CENA 3 – QUARTO DA PRINCESA

O casal está se beijando avidamente. As pernas da Princesa estão ao redor do Homem.

PRINCESA: Eu estou decidida, meu amor, quero morrer... Meu pai não liga para minha vida... Ele prefere a honra do que a minha felicidade... E por causa de meu corpo fraco, não conseguirei fugir contigo... pelo menos não com vida...

O Homem tenta disfarçar suas lágrimas. Então vai se abaixando e beijando todo o corpo de sua amada. Beija-lhe longa e demoradamente em sua intimidade, ouvindo os sons de seus suspiros e gemidos, até senti-la se desmanchando de prazer em sua boca.

CENA 4 – CORREDORES

SOLDADO 1: A ordem é para matar!

SOLDADO 2: Até mesmo a Princesa?

SOLDADO 1: A ordem é para não sobrar ninguém vivo. Depois o Rei colocará a culpa no Homem pela morte de sua filha.

SOLDADO 3: Essa dinastia é podre...

SOLDADO 1: Cuidado com o que diz.

SOLDADO 2: Mas ele está certo...

Soldado 1 olha furioso para seus dois colegas, e então crava sua espada no coração do Soldado 2, logo em seguida degolando o Soldado 3.

Todos os soldados presentes fingem não ligar para a cena, desviando os olhos.

SOLDADO 1: Isso é para todos vocês aprenderem, que quem dá as ordens é o Rei, e nós não devemos questionar.

CENA 5 – QUARTO DA PRINCESA

Os dois apaixonados começam a ouvir batidas na porta. Os soldados estão tentando arrombá-la.

A Princesa enrola o lençol no corpo, o improvisando como vestido.

PRINCESA: EU NÃO TENHO MEDO DA MORTE!

A porta cede e os soldados vão entrando.

A Princesa corre com seu amado até a janela.

SOLDADO 1: Vocês não terão escapatória.

PRINCESA: Tenho escapatória sim. Serei livre na morte. E meu amado conseguirá fugir, poderá viver.

SOLDADO 1: Ninguém sobreviveria a uma queda dessas, e mesmo que sobrevivesse, temos um exército contra esse patife.

Todos os soldados riem, seus olhos cegados pela podridão da dinastia. Todos com sede de poder, sendo manipulados pelo Rei.

SOLDADO 1: ATACAR!

O Homem então sobe no parapeito da janela, com sua amada em seus braços.

HOMEM: Você está pronta, meu bem?

PRINCESA: Sim, meu amor... quero morrer nas sombras, junto contigo.

HOMEM: Então venha, minha querida, dançar com o demônio sob a luz do luar.

E assim, o Homem concentrou todas as suas forças nas trevas ali presentes. Ele tinha poderes para viajar dentro das sombras de forma segura, mas decidiu que também iria se sacrificar, pois ele queria morrer junto de sua amada.

Então, usou seus poderes para flutuar com a ajuda das sombras, e foram subindo em direção das nuvens, como se estivessem dançando sob a luz do luar.

O frágil corpo da Princesa começou a se desfazer ainda nos braços de seu amado, transformando-se em um misto de gosma derretida e sangue purulento.

E então, após já estar sozinho, abraçando apenas ao lençol que a cobria, agora encharcado de suas lágrimas pesarosas, ele próprio começou a borbulhar em fogo que o explodia de dentro para fora, dilacerando suas vísceras, sua carne, e até mesmo sua alma.

Ali morria o último dos Anjos das Trevas, em um sacrifício de amor.

As sombras explodiram e lançaram os restos mortais dos apaixonados em uma chuva de gosta fétida, sangue podre, e fogo, que caiu por cima dos soldados que estavam com seus rostos desfigurados de incredulidade e medo, nenhum deles conseguindo entender como um simples homem humano poderia realizar tal ato...

CENA 6 – TRONO

O Rei está sentado em seu trono, sorrindo o seu sorriso mais podre e hipócrita, igual a sua dinastia.

REI: Princesa nojenta, teve o que mereceu por querer desmerecer a honra de nossa família. Meu filho sim, agora poderá ser o Príncipe Herdeiro e continuar minha linhagem, sem ninguém para nos atrapalhar.

FIM

❖❖❖
Notas de Rodapé

Gratíssimo por quaisquer (improváveis) leituras e reviews!

*** O título do roteiro faz uma referêncio ao filme do Batman, no qual o Coringa fala esta frase.

Apreciadores (4)
Comentários (3)
Comentário Favorito
Postado 17/10/20 07:41

Carajo, Mei(n) Engel... Isso tudo foi tão belo e tão triste que não pude deixar de relembrar d'O Príncipe das Sombras...

Foi uma obra breve, porém intensa como a autora sempre o foi/será. E essa sua capacidade de imbuir tantos sentimentos em suas obras é verdadeiramente admirável... Meus sinceros parabéns e muito obrigado por mais esta demonstração de afeto e Doença!

Atenciosamente,

Um ser que vai adorar dançar com você seja onde e como for, Diablair.

Postado 17/10/20 23:07

Aaaahhh aquele filme que você recomendou para mim assistir! NECESSITO ver esse filme logo * - *

Fico tão feliz com seus elogios sobre a carga sentimental de minha escrita, muito obrigada, de todo coração, querido Diab <3

Um grande abraço, de uma Princisa que sou eu, para um Anjo das Trevas que é você <3

Atenciosamente, uma criatura que vai adorar dançar com você seja onde e como for,

Meiling <3

Postado 16/10/20 15:27

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! SERÁ QUE EU TÔ SURTANDO?

Que obra extraordinária! A qualidade desse roteiro é extremamente elevada e nos faz entrar de cabeça nos acontecimentos. É impossível não ler freneticamente e não se emocionar com o fim dos amantes. Rei maldito, tomara que morra engasgado com uma azeitona.

Obrigada por compartilhar esse texto conosco!

Parabéns ♥​

Postado 17/10/20 23:02

Ter uma deusa dos roteiros vindo dizer que meu roteiro é de qualidade... é um elogio do mais alto nível * - *

Um brinde a morte por engasgo do Rei kkkkk

Muito obrigada, Divina Brina dos Roteiros <3

Um grande abraço <3

Postado 17/10/20 20:40

Desculpa, mas eu tô chorando de rir com a situação da troca destrocada! Mano!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Maravilhoso! Que situação, gente! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Que roteiro lindo! Na moral, Meilícia, você se dá muito bem com esse tipo de texto. É encantador!! Menos esse rei aí. Vou nem dizer nada.

Parabéns!!

Postado 17/10/20 23:10

Essa troca destrocada kkkkkkkkkk

E eu fiz questão de deixar o nome dele gigantesco na capa kkkkkkkk

Aaaahhhh, Flavinha, fico tão imensamente alegre e grata com seus elogios <3

Fico tão feliz que você ache que me dou bem com os roteiros * - *

Muito obrigada!!

Um grande abraço <3

Outras obras de Meiling Yukari

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto

Outras obras do gênero Fantasia