Madame T.
Sabrina Ternura
Tipo: Roteiro (Cena)
Postado: 23/10/20 04:13
Editado: 12/01/21 17:32
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 7min a 9min
Apreciadores: 7
Comentários: 7
Total de Visualizações: 785
Usuários que Visualizaram: 20
Palavras: 1154
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de dezoito anos

Esta obra participou do Evento Academia de Ouro 2020, ganhando na categoria Roteiro (Cena).
Para saber mais sobre o Evento e os ganhadores, acesse o tópico de Resultados.

Notas de Cabeçalho

Eternamente para @Felps, que convenceu-me que me ama muito e que é o ser mais convencido da Terra. Amo você sempre e além

Capítulo Único Madame T.

CENA ÚNICA: INT. CABANA DA FLORESTA - NOITE

Uma mulher de longos cabelos castanhos está sentada diante de uma mesa coberta com um pano preto, cheia de objetos místicos: uma bola de cristal no centro, uma pilha de cartas, pequenos ossos e algumas flores secas. Várias velas pretas e vermelhas estão espalhadas pelo local. Ela encara a lareira acesa. Abruptamente a porta é aberta e uma mulher encapuzada entra. Ao fechar a porta, ela caminha até a mesa, sentando-se na cadeira vaga da outra ponta.

MULHER DESCONHECIDA: Madame T., sinto muito em vir no meio da noite… Meu nome é Iris e eu preciso saber sobre algumas coisas do meu futuro…

MADAME T.: Certo… Vejamos o que as cartas mostram…

[Madame T. passa a mão em cima da pilha de cartas e todas elas se espalham pela mesa, formando uma meia lua]

MADAME T.: Escolha três cartas sem virá-las, por favor.

[A mulher inclina o corpo, a fim de consultar melhor as cartas]

MADAME T.: Trata-se de um homem, estou certa?

[Iris levanta abruptamente a cabeça, notando que os olhos de Madame T. estão completamente brancos]

IRIS: Sim, mas como a senhora sabe? Não escolhi as cartas ainda e…

MADAME T.: Só isso faria uma vaca como você vir até mim.

[Iris arregala os olhos e coloca as duas mãos sobre a mesa]

IRIS: Senhora, desculpe, mas você poderia repetir o que disse?

MADAME T.: Há um homem em seu coração. Você o deseja ardentemente. Pensou até mesmo em engravidar somente para fazê-lo ficar ao seu lado. O que você não esperava, era a chegada de uma outra mulher… mulher esta, que possui o coração dele.

[Iris solta um suspiro de horror]

IRIS: Os espíritos lhe contaram isso? Oh, Deusa, até mesmo seus servos sabem de minha agonia… Recorri a senhora, pois preciso trazê-lo de volta. Aquela assassina imunda o roubou de mim com alguma magia das trevas, sei disso… Black jamais me trocaria por…

A frase de Iris é interrompida, pois Madame T. enfia uma adaga de cor azul em sua mão direita, perfurando completamente a palma da mulher e a mesa. Iris grita, enquanto encara seu sangue escorrendo pela toalha preta. Lágrimas brotam em seus olhos, mas uma expressão de medo é tudo o que ela carrega agora, pois Madame T. já não é mais a mesma, sua aparência mudou: seus cabelos estão escuros como a noite sombria, assim como seus olhos, a pele antes alva agora é morena. Madame T. sorri diabolicamente para Iris.

MADAME T.: Sabe o que as cartas mostram a mim, querida Iris? Que é hora de morrer.

[Iris, ainda se contorcendo de dor, cospe no chão com ódio]

IRIS: Era você desde o início, assassina imunda! Você roubou Black de mim, eu irei mat…

[Iris é interrompida por uma voz masculina desconhecida que subitamente aparece no local]

DESCONHECIDO: Eu nunca te pertenci para ser roubado de você. Meu coração estava destinado a ser dessa mulher e não seu. Te salvei naquele dia e te dei abrigo uma única vez, mas isso não significa que eu sinta algo por você, além de pena.

MADAME T.: Ah, Black, querido… Você demorou.

[Black de aproxima de Madame T., colocando a mão no ombro da mulher. Iris chora]

IRIS: As nossas noites de amor não significaram nada para você?

[Black arqueia uma sobrancelha, confuso]

BLACK: Nunca me deitei com você. São fantasias suas. Nós nos encontramos uma única vez. Você ficou sozinha naquela cabana, depois que te salvei. E tenho certeza disso, pois deixei você lá para ir encontrar a minha mulher.

Iris solta um grito desumano. Escamas aparecem em seu corpo e barbatanas em seu pescoço. No ímpeto de se soltar, ela empurra a mesa, mas é surpreendida sendo levada até o chão. Madame T. solta uma risadinha e caminha até Iris. Ao chegar diante da mulher caída, ela se abaixa.

MADAME T.: Você acha mesmo que eu não sei o que você é? Sabe, querida Selkie¹, você é a primeira de sua raça que sou designada a matar como Hunter e, para a minha surpresa durante as investigações, descubro que você se apaixonou pelo meu marido. Você começou a segui-lo e fantasiar coisas com ele. Queira imaginar o ímpeto de alegria que me consumiu, quando soube que iria te matar. Foi muita sorte eu ter encontrado um par de adagas que consegue prender espíritos da água no arsenal do meu marido.

IRIS: Você é uma maldita ladra! Que a Deusa te queime viva!

[Madame T. desfere um golpe no rosto de Iris, deixando-na desnorteada. Os olhos de Madame T. ficam completamente negros. Black dá dois passos para trás, sentando-se em uma das cadeiras]

MADAME T.: Jamais… diga… o nome… de minha Mestra… EM VÃO!

Madame T., tomada pela raiva, pega Iris pelo pescoço, puxando com tamanha violência o corpo da Selkie que sua mão foi arrancada do braço, permanecendo presa pela adaga na mesa, enquanto o restante de seu corpo é prensado contra a parede mais próxima. Madame T. enfia sua mão na barriga de Iris até perfurá-la. Ao colocar toda sua mão dentro do corpo, Madame T. puxa todo o seu estômago de Iris para fora, fazendo a Selkie cuspir sangue.

MADAME T.: Vamos ao gran finale.

[Madame T. retira de seu cinto uma outra adaga e a coloca lentamente bem no centro da testa de Iris, que agoniza durante o processo. Quando a adaga atravessa completamente a cabeça da Selkie, Madame T. se afasta e passa a caminhar na direção de Black, que está sentado em uma cadeira de frente a Iris. Ao chegar diante do homem, Madame T. se senta no colo dele]

MADAME T.: Você não morreria só com esses golpes. Seria necessário um golpe de alma para te fazer morrer. Selkies só amam uma vez em suas existências e você deu o azar de se apaixonar pelo meu homem. O seu amor foi a sua ruína.

Iris se contorce em vão, enquanto lágrimas azuis caem de seu rosto cheio de escamas. Madame T. beija Black. O homem passeia as mãos pelo corpo da mulher, o que faz Iris gritar como se estivesse sendo açoitada. Conforme o ato do casal se intensifica, chamas negras começam a tomar o corpo de Iris, inclusive sua mão que não faz mais parte dele. Iris passa a desaparecer. Quando o barulho das adagas tocando o chão é ouvido, o casal para o beijo.

BLACK: Você sabe que não precisamos parar, não é?

MADAME T.: Eu sei, mas gosto de te torturar e fazê-lo esperar.

[Ambos riem, enquanto se abraçam]

MADAME T.: Tem mais alguma ex-namorada-que-nunca-foi-namorada que eu precise lidar?

BLACK: Talvez. Viver por 200 anos sendo o solteiro mais bonito do Submundo gerou grandes conflitos entre as mulheres.

MADAME T.: Você é muito convencido…

[Black aproxima o rosto do pescoço de Madame T.]

BLACK: A única convicção que tenho é que sou louco por você, Madame Tortura.

FIM DA CENA.

❖❖❖
Notas de Rodapé

¹ Selkies são criaturas mitológicas encontradas no folclore das Ilhas Faroé, Islândia, Irlanda e Escócia. A palavra deriva do escocês primitivo selich, (do inglês antigo seolh significando foca). Os selkies são ditos viverem como focas no mar, mas mudam a sua pele para se tornar humanos na terra. - Fonte: Wikipédia

Nessa obra, decidi criar uma selkie feminina dentro de uma mitologia criada por mim mesma (o fato delas se apaixonarem somente uma vez, a prisão da adaga, a loucura que as faz fantasiar estarem com alguém que elas amam sem que isso realmente esteja acontecendo e o jeito a ferida de alma que as faz morrer, são fatos fictícios). Se vocês se interessarem e quiserem saber na íntegra o que são tais seres, recomendo a leitura do link destacado acima, onde vocês poderão ler acerca das muitas lendas envolvendo selkies.

Obrigada por terem lido ♥

Apreciadores (7)
Comentários (7)
Comentário Favorito
Postado 25/10/20 21:54

A genialidade desse roteiro é sem procedentes. Senhor do céu, existe perfeição mais perfeita que essa? E novamente temos uma aula gratuita, diferenciada e moderna sobre mitologia. Eu amo as suas referências, e o modo como você as trazem para o enredo.

Todos os detalhes foram minuciosamente escritos, com uma maestria impressionante. Ao mesmo tempo em que nos encanta e intriga com os temas, nos prende pelo pequeno aprendizado (seja ele envolvendo seres místicos/mitológicos, seja a exposição das consequências de desejar e fantasiar com o homem alheio).

Aliás, menina burra, né? Foi logo se meter com uma das trindades do apocalipse.

Admiro a maneira como você consegue mesclar tantos gêneros sem torná-los cansativos ou sem coerência. No começo eu realmente pensei que fosse uma alusão à Imperatriz, e que a Madame T fosse se vingar. Mas o plot foi melhor do que isso.

Parabéns pela excelente obra, Tortura ♡

Postado 26/10/20 02:32

Fico encantada que você tenha gostado! Meu coração fica contente em saber que estou indo bem nos roteiros e ser elogiada pela maior escritora de roteiros do site, me enche de alegria.

Obrigada pela presença e comentário, Pam ♥

Postado 23/10/20 12:38

Esse foi o primeiro roteiro que li. Confesso que tive receio de a leitura não ser tão imersiva, mas felizmente eu me enganei.

Parabéns pela narrativa cativante!

Postado 23/10/20 18:28

Fico feliz que tenha sido uma experiência boa!

Muito obrigada pela presença e comentário ♥

Postado 23/10/20 14:25 Editado 23/10/20 14:26

AAAAAAAA, SOCORRO, MINHA DEUSA, QUE ROTEIRO FOI ESSE AAAAAAA * --- *

A Tortura realmente é muito ótima nessa coisa de torturar kkkkk

Mas olha, que cena mais adorável, sempre bom fazer umas pessoas aí queimarem até desaparecer depois de passar por uma dor excruciante...

Belo e moral, eu amei isso aqui, e a Tortura e o Black foram um casal incrível, lindo e maravilhoso <3

Abracinhos para esses dois <3

P.S. que capa liiindaaaaa * --- *

Postado 23/10/20 18:28

Fico feliz que tenha gostado!

Muito obrigada pela presença e comentário, Mei ♥

Postado 23/10/20 19:15

É um dos melhores roteiros que já li. Muito cativante e me prendeu do início ao fim. Por favor, poste mais ❤

Postado 23/10/20 20:47

Fico feliz que tenha gostado!

Muito obrigada pela presença e comentário ♥

Postado 23/10/20 19:24

cativante e que prende qualquer leitor! Fascinante como sempre!

Abraços!

Postado 23/10/20 20:47

Fico muito feliz em saber que gostou!

Muito obrigada pela presença e comentário, Girassol ♥

Postado 24/10/20 17:14

Com a mais absoluta certeza, este foi o melhor roteiro que li em toda a minha vida!

Sabrina...Eu te amo, você sempre consegue superar toda e qualquer expectativa, quebra de realidade e conhecimento que eu possuo! Que roteiro genial, desde a formulação técnica dele, até as descrições, diálogos, sensações, sentimentos, cores, texturas...

Que a deusa te abrace, que talento que você tem! Amei demais esse roteiro, é realmente uma obra de arte, meu coração está batendo tão forte, pois eu fiquei muuuuuito empolgada com essa história. De verdade, fiquei com pena da Selkie, ser uma criatura estranha e incompreendida que só é capaz de se apaixonar uma única vez, e por um ato de loucura, acaba sendo morta por dois caçadores... Adoraria ver mais sobre a história da pobre íris,

Sei que o texto não era sobre se condoer com a Íris, mas não consigo não sentir a dor dela... é muito triste ser fadada a uma existência assim, mas por outro lado, que bom que ela morreu logo, já pensou passar a eternidade amando e fantasiando com este homem que a detesta?

Melhor desaparecer para sempre mesmo!

Enfim, amei com todo meu coração este roteiro, você é incrível!!! Parabéns por esta obra impecável! <3

Postado 26/10/20 02:31

Realmente, o destino dela foi cruel. Como eu disse, fiz essa alterações para conseguir fazer sentido as coisas na narração. A mitologia dos Selkies é linda e eles merecem amor!

VOCÊ É FOFA, ME ABRAÇA!

Obrigada pela presença e comentário, 6 ♥

Postado 26/10/21 23:43 Editado 26/10/21 23:44

Me lembro muito bem do contexto em que esse roteiro foi escrito kkkkkkkk. Você é genial e não me canso de dizer o quanto suas obras conseguem abarcar criatividade, paixão e um toquezinho de maldade. Me abstenho de comentar sobre esse final kkkkk, mas é certo que a ficção imita a realidade e o convencimento do Blake imita o meu.

É uma honra imensa ter um roteiro tão incrível dedicado a minha pessoa. Te amo muito e além <3

Parabéns, meu amor :)

Postado 30/10/21 23:16

KKKKKKKKKKKKK o contexto dessa obra, por Deus, um dos melhores!

Sobre seu convencimento: diga-se de passagem que me irrita, mas eu adoro.

Obrigada pela presença e comentário, meu amor ♥ Te amo muito e além!

Outras obras de Sabrina Ternura

Outras obras do gênero Ação

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto

Outras obras do gênero Fantasia