Inexistir
OFF
Tipo: Lírico
Postado: 09/11/20 21:03
Editado: 11/11/20 00:47
Gênero(s): Poema Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 13seg a 17seg
Apreciadores: 4
Comentários: 2
Total de Visualizações: 87
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 35
[Texto Divulgado] "Iminnar" Tudo o que ela precisa é completar o treinamento e se provar, para si mesma e o fantástico mundo que lhe cerca.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Lembrei de ti, Deusa...

Não a Divina Brina, obviamente, mas a Deusa a quem gosto de pensar que ainda espreita nas trevas e no silêncio.

A ti dedico esta... Coisa, Deusa.

Capítulo Único Inexistir

Inexistir:

Qual impacto teria

Já que nunca haveria

Quem está a inquerir?

Inexistir:

O constante devaneio,

O insistente anseio

Ao âmago destruir.

Inexistir:

Soaria melhor,

Bem mais verossímel.

Inexistir:

O desejo maior

E totalmente impossível...

❖❖❖
Notas de Rodapé

Haha.

Apreciadores (4)
Comentários (2)
Postado 09/11/20 23:01

Compreendi exatamente o que me caberia compreender. Ou seja, nadinha de nada.

Hahaha.

Mas né que isso é bom. Adoro não entender um texto que não preciso entender.

Postado 10/11/20 00:00

Lamento pela eventual confusão, Sr Aristeles.

Muitíssimo obrigado pela leitura e feedback... Gratíssimo...

Postado 11/01/21 23:03

Que obra extraordinária. O lirismo nestes versos é como um eco na alma... É como se eles conseguissem enxergar o que há no interior do leitor. No fundo, todos nós queremos algo que não conseguimos; inexistir é, na grande maioria das vezes, essa coisa que não conseguimos alcançar.

Obrigada por compartilhar conosco!

Parabéns, Tio Diab ♥