Teen Angel (Romance Gay)
Diego
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 07/12/20 11:02
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 8min a 10min
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 342
Usuários que Visualizaram: 7
Palavras: 1283
[Texto Divulgado] "Deusa Solidão" Sinopse
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Oiiii genteeee

É a minha primeira história aqui, espero que gostem

Capítulo Único Teen Angel (Romance Gay)

Gabriel

Porque o meu eco é a unica voz que volta, a minha sombra é o único amigo que tenho

- Está observando de novos os humanos? - Meu pai chega perguntando

Bom para encurtar um pouco a história, meu nome é Gabriel Angel, eu sou um anjo em treinamento, ainda não me aceitei de fato como tal, então não sou um anjo completo

Eu estava prestes a ganhar uma missão do próprio criador, estava super nervoso, e meu passatempo favorito era observar os humanos, eles eram tão únicos, eles erravam, esse era o que mais os invejava, os anjos não tem livre arbítrio, já os humanos sim, eu queria poder tomar as minhas próprias decisões as vezes, só as vezes já seria legal

- Sim pai - Falo o olhando

Meu pai se chama Raziel, ele é um dos únicos e maiores arcanjos existentes, pelo que me lembro, só existem 12 agora, os outros foram mortos, ou seguiram Uriel, longa história

Ele tem olhos dourados, suas asas eram tão brancos, ele tem pele clara e seus cabelos são brancos, ele era muito bonito, porém, muito bravo, nossa relação não era tão boa

- Tio, o criador está chamando - Meu primo Azrael entra no meu quarto

Eu o odiava com todas as minhas forças, ele era muito chato, meus pais o tratavam como um filho, até hoje não entendo como várias deusas o queriam por perto, e até ter ele como marido, eu não entendo mesmo, o cara era insuportável, mal vejo a hora de ficar longe dele

Meu pai sai voando do meu quarto e ele continua ali

- O que foi? - Pergunto

- Nada - Ele dá um sorriso debochado - Inútil

Na hora que Azrael ia dar voo, me deu uma raiva tão imensa, me concentrei em suas asas e elas congelaram o fazendo cair no chão

- Seu idiota - Azrael fala e o olho com pura fúria em meus olhos

Tá vamos resumir: O pai de Azrael chegou e me pegou quase o matando, eu era mais forte que ele, só não queria demonstrar, porque seria mais um ponto para os anjos querer que eu assumisse todos os meus poderes, e eu não queria isso

Pouco tempo depois eu estava de frente com o criador, seu nome é Mael

- Olá Mael - Falo

- Já faz tempo hein Gabriel, você nunca mais veio falar comigo - Mael dá uma risada e olha para Azrael - Sabe que não permitimos brigas, ainda mais familiares, mas vamos ao ponto, Gabriel quero que vá a terra e encontre o arcanjo da cura Raphael

Eu fiquei surpreso com o pedido, existiam tantos anjos mais capacitados do que eu, e ele escolheu a mim, por que?

- Espere meu senhor, podemos indicar o Azrael - A minha mãe fala - Ele é mais experiente, enquanto o Gabriel só foi uma única vez a Terra

- Bom, não nego que Azrael tenha mais experiência, mas dessa vez, eu quero ver como Gabriel irá se sair, ele precisa decidir se vai se tornar um anjo ou não - Mael fala

- Eu quero ir - Falo

- Mas não vai, eu não permito - Meu pai fala

- Eu que tenho que permitir ou não - Mael fala - Quero falar com vocês dois, Gabriel espere lá fora

Saio da sala de Mael e fico andando, o céu é muito lindo, vários castelos, e vários anjos voando para lá e para cá, era incrível

Ficar lá fora esperando era horrível, era péssimo não saber o que estava acontecendo, se eu ouvisse a conversa meu pai saberia e eu estaria ferrado, deito ali mesmo no chão esperando a droga de uma resposta

Eles três saíram da sala, e eu via o olhar decepcionado do papai, ele me olhava assim o tempo todo

- Você vai para a Terra, mas irá com Azrael, vocês dois vão ficar na casa de um druida - Mael fala e reviro os olhos

- É mesmo necessário? - Pergunto

- Se quiser ir - Meu pai fala

- Raziel - Mael fala - Ele vai se sair bem

- Eu espero que sim - Meu pai fala e sai dali

Eu vou até meu quarto e pego as minhas coisas, volto para a sala no castelo de Mael, tá é bem diferente do que pensam

Azrael já esperava

Mael dá um leve sorriso e pega alguma coisa na gaveta

Ele vem até mim e coloca um colar no meu pescoço

- Agora sim, pronto já podem ir, e lembrem-se, vocês não podem usar seus poderes na Terra, cuidado para não revelar que são anjos - Mael fala - Amo vocês

Mael estala os dedos, e caímos, fomos caindo, caindo, fechei brevemente meus olhos

Tudo que mantive escondido em mim, rapidamente veio a tona, simplesmente não entendo o que tá acontecendo. Parece que tudo estava vindo, eu não sabia o que estava acontecendo comigo, eu sentia meu lado celestial ser aprisionado em mim

Olá, olá

Tem alguém ai?

Por que eu não ouço nenhum som

Sozinho, sozinho

Eu realmente não sei como o mundo é, mas sinto falta agora

Eu estou no limite e estou gritando meu nome

Como um tolo no topo dos meus pulmões

Ás vezes fecho meus olhos e finjo estar bem

Mas nunca é o suficiente

Abro meus olhos após sentir o sol preencher os meus olhos, uou, não era forte assim como o de Mael, mas era intenso mesmo assim

- Bom dia - Um homem branco de olhos castanhos fala

Ele era muito bonito, acaba sorrindo para mim

- Vamos logo Gabriel, ah vamos mudar seu nome, muito celestial, seu nome será Diego - O homem fala - Meu nome é Matteo, e vamos vou te levar para a escola, Azrael já está lá, você demorou mais para acordar

- Desculpe - Falo

- Não precisa se desculpar, ah bonito colar - Matteo fala - Vou deixar você descobrir as propriedades dele, e bom... Vamos logo, o uniforme tá em cima da mesinha e a bolsa está no chão

- Ok - Falo e ele sai do quarto

Olho no espelho e fico vendo meu corpo, era péssimo, meus olhos não estavam mais dourados e sim azuis, meus cabelos estavam castanhos, eu estava tão diferente

Visto o uniforme, pego a bolsa e saio dali

Era tão estranho vestir esse tipo de roupa

- Vamos - Matteo fala e abre a porta do carro para mim, entro e ele dá partida no carro

Sim eu sabia exatamente o que as coisas eram, eu observava os humanos demais, então estava por dentro de tudo

- Tenha um bom dia - Matteo fala e sai dali

Entro na escola e vejo vários alunos, eles me olhavam, tanto garotas como garotos, isso era estranho, enfim talvez atenção

- Senhor Cordeiro - A mulher fala me olhando - Vamos comigo, vou te mostrar o seu quarto, dai seu colega te leva para a aula

Fomos andando até chegar em um determinado quarto

Entrei lá e vi alguns cartazes, de... Vampiros, lobos, e até demônios, mas era de rpg, não tinha nada haver com a verdade. O outro lado do quarto tinha alguns desenhos incrivelmente lindos, oxe, um dos desenhos era eu na minha forma de anjo, como assim? Era um quarto simples, porém, muito bonito, então coloquei as minhas coisas no lugar e toquei no meu colar, poxa, era incrível enfim estar aqui

Fiquei olhando ao redor do quarto, era lindo mesmo, eu estava vivendo uma experiência completamente nova

Porque meu eco eco

É a unica voz que volta

Sombra, Sombra

É o único amigo que tenho

Escute, escute

Eu aceitaria um sussurro seu, se isto fosse a unica coisa que você tem para me dar

Mas não é, não é

Você poderia vir e me salvar

Tentar me tirar dessa loucura da minha cabeça

- Olhe só, temos um cantor entre nós - Olho para trás e vejo uma garota branca de cabelos pretos

Ai não, agora sim começou um silêncio absoluto

❖❖❖
Notas de Rodapé

Espero que tenham gostadoo

Basicamente o nome desse primeiro capítulo é "The angel".

Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 17/12/20 20:25

Que capítulo divertido e cativante. A leitura foi super agradável e leve! Os personagens são incríveis e as intrigas familiares realmente deixam tudo mais intenso. Espero que tudo dê certo para esses personagens no futuro!

Seja bem-vindo à Academia de Contos! Espero que tenha uma ótima experiência por aqui e nos presenteie com obras maravilhosas!

Parabéns, Diego ♥