Desgaste
D
Tipo: Lírico
Postado: 05/02/21 10:12
Editado: 21/05/22 16:03
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 43seg a 57seg
Apreciadores: 5
Comentários: 5
Total de Visualizações: 363
Usuários que Visualizaram: 12
Palavras: 115
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Capítulo Único Desgaste

Cá estou eu novamente;

Quantos anos se passaram? A quanto tempo me privo de me libertar?

Fraco, quebrado, exausto

Sinto dor em cada célula do meu corpo

Sinto o peso de todas as decisões tomadas

O que fazer quando a única pessoa a sofrer as consequências sou eu?

Me fiz, refiz e desfiz tantas vezes que hoje me pergunto se algum dia cheguei a ser eu mesmo

Me conheço tão pouco que não compreendo o que faço

Mas, me conheço tão bem ao ponto de saber que não é o que quero

Minha cabeça pesa, meu corpo sofre e meu ser está cada vez mais vazio

Preciso me livrar disso, só ainda não sei como

❖❖❖
Apreciadores (5)
Comentários (5)
Comentário Favorito
Postado 20/02/21 23:58

Damn! That was deep, girl. Me identifiquei bastante com a frustração embebida nas palavras. Me tocou de verdade. Esta de parabens, ficou sensacional.

Postado 05/02/21 11:01

Acredito que foram poucas vezes que me vi/senti tão completamente retratado e/ou representado por uma obra neste antro maldito...

Queria ter palavras melhores para lhe elogiar e agradecer por um texto que parece tão (per)feito para mim que ressoa no meu âmago vazio e sombrio... Mas não conseguiria agora. Provavelmente nunca o farei...

De todo o modo, muitíssimo obrigado e, caso tal texto seja intimista... Sinto muito também, Srta Desgaste.

Atenciosamente,

Um ser que só vê um jeito para sair disso tudo, mas ainda não pode fazê-lo, Diablair.

Postado 14/02/21 23:01

Também me indago sobre isto tudo, sobre como me tornei este maremoto de decepções e temores. Sua obra é nua, real, tão singela e forte... Parece que Deus me trouxe até aqui, apenas para eu saber que não estou sozinha. Obrigada por compartilhar conosco, espero que seu coração, possa estar leve e certo de que as coisas se resolvem uma hora ou outra, pois o meu, tende a se enganar.

Sem mais, te parabenizo por esta obra delicadamente triste, eu estava precisando de um abraço frio para me trazer mais quentura.

Espero ler mais obras suas! <3

Postado 14/05/21 13:26 Editado 14/05/21 13:29

Esse é um texto tão real, tão forte...

Acho que é humanamente impossível para um ser humano ler essas palavras tão duras e cruéis e não se identificar com elas...

Talvez alguns menos e outros mais, pois todos temos vidas e vivências tão diferentes... Mas eu acredito que em alguma medida, todos nós somos assim, todos nos sentimos assim...

E por isso que esse é um ótimo texto! Pois o leitor universalmente se entrega e pode se senitr abraçado por cada palavra aqui escrita!!

Muito bom mesmo, senhorita Jonna!!

Um grande abraço <3

Postado 17/05/22 23:48

No fim, eu acredito na morte como única salvadora definitiva. Morrer liberta os que estão mortos, mas aprisiona os que ainda vivem.