Há quem acredite em musas
Nyels
Tipo: Lírico
Postado: 18/02/21 00:47
Gênero(s): Cotidiano Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 47seg a 1min
Apreciadores: 4
Comentários: 4
Total de Visualizações: 83
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 127
[Texto Divulgado] "Escrevendo O Rei de Amarelo" Uma professora de Literatura e Escrita Criativa decide trazer para a realidade uma peça fictícia que deixa seus leitores loucos. O que poderia dar errado?
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Há quem acredite em musas

Disseram-me que minha musa existe, em algum lugar, à espera do momento certo para mostrar-se em sua altivez. Como primeiro impulso neguei, é claro. Que musa seria a inspiração de uma garota como eu?, desejei saber. Recém-chegada a essa vida, ainda tão crua, desprovida de grandes suavidades de temperamento.

Não sei se a desejo, musa de doces encantos. Faltariam-me palavras para lidar com sua sensibilidade ― tão refinada, e ácida, e exigente. Musas são seres complexos.

Não saberia lidar com a minha, ainda que me caísse sobre colo em plena luz do dia. Uma folha travessa fugida do vento.

Talvez eu prefira tê-la longe, esperando. Sempre esperando. Um texto escrito almejando o potencial do que poderia ser, caso a tivesse encontrado; esperançosa de que a encontraria, um dia.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Meu texto de estreia!

Apreciadores (4)
Comentários (4)
Comentário Favorito
Postado 18/02/21 01:26

Ah, Srta Nyels... As musas existem sim e certamente a sua está em algum lugar e em algum momento (provavelmente sem que a senhorita sequer espere ou mesmo procure), ela vai surgir na sua vida e depois disso... Tudo irá mudar.

Isso pode até não ocorrer hoje, nem em breve... Mas, certamente irá!

Aproveitando o ensejo, seja muito bem vinda a este antro maldito, espero com toda a sinceridade que a senhorita possa se entreter e se desenvolver ao máximo com o acervo substancial de obras existente neste site, bem como possa fazer algumas belas amizades (ou mesmo encontrar sua musa por aqui também; há seres nesta vida e neste mundo que tiveram tão raro privilégio)!

Adorei sua obra, li com um misto de nostalgia e identificação, pois lembrei-me demais do tempo em que eu era e pensava igualzinho à protagonista! O modo como a narrativa foi feita me foi tão natural, leve e agradável que parecia mais uma recordação em minha mente... Que coisa inusitada e diferente de sentir ao se ler uma obra!

Meus mais sinceros parabéns, realmente apreciei muito este conto, causou-me boas sensações e lembranças! Muitíssimo obrigado por isso! Gratíssimo, gratíssimo!

Atenciosamente,

um ser com/sem musa, Diablair.

Postado 20/02/21 17:23

Parabéns pela estréia, Nyels!

Nunca parei para pensar em musas...

Não creio que eu tenha calibre para ter uma exclusivamente minha, creio que no máximo ela me atire um beijo ou uma piscadela e quem sabe se atenta eu estiver surja uma obra-prima...

Mas como sou distraída acho que minha musa já desistiu de mim... Rsrsrsrs.

Obrigada por compartilhar conosco.

Postado 25/02/21 16:27

Que texto mais lindo!! Essa foi uma leitura tão sensível, tão bela!! Exatamente igual a uma musa...

Gostei tanto de poder ler algo tão doce e tão poético!! A senhorita é extremamente talentosa com as palavras!!

Obrigada por ter vindo até a Academia de Contos!! Espero muito que goste daqui <3

Um grande abraço <3

Postado 04/03/21 00:03

Saudações!

Muito obrigado por compartilhar conosco suas palavras. Às vezes, quando a gente menos espera, coisas boas aparecem na nossa vida. Seja um animal de estimação tão querido que se torna nosso melhor amigo, seja uma musa para guiar nossa inspiração de cada dia. Belo texto, cheio de imagens leves e sutis, como um sonho tranquilo de fim de tarde, parabéns!

Aliás, espero que goste de ficar por aqui, a Academia é um lugar incrível, acho que você vai gostar.

Até.