Irmãs de perpétua aberração (Em Andamento)
Calígula
Usuários Acompanhando
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 24/02/21 08:02
Editado: 23/07/21 08:55
Qtd. de Capítulos: 14
Cap. Postado: 24/02/21 08:02
Cap. Editado: 12/04/21 16:03
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 7
Comentários: 5
Total de Visualizações: 426
Usuários que Visualizaram: 12
Palavras: 370
[Texto Divulgado] "Deusa Solidão" Sinopse
Não recomendado para menores de dezoito anos
Irmãs de perpétua aberração
Notas de Cabeçalho

"Sur l'oreiller du mal c'est Satan Trismégiste

Qui berce longuement notre esprit enchanté,

Et le riche métal de notre volonté

Est tout vaporisé par ce savant chimiste"

Capítulo I 23 de fevereiro

O tédio é realmente um perigo para jovens moças. Não… provavelmente é um perigo para todos. Porém é bem possível que para jovens desocupadas como nós ele se torne ainda mais problemático.

É claro que o que fizemos hoje não seria considerado certo pela maioria. Espero que isso nunca chegue aos ouvidos de minha mãe… mas, por fim, como chegaria? Nenhuma das outras garotas contará para alguém, creio eu. E por sorte terminamos tudo antes que uma das madres pudesse nos descobrir.

Óbvio que tudo não passou de brincadeira, mas os demais certamente não entenderiam… Óbvio também que tudo foi feito aos risos, uma tolice de quem não tem absolutamente mais nada para fazer no mundo além de… não sei, rezar? esperar que possa sair daqui, se é que um dia realmente minha família consentirá com isso? Não sei, realmente não sei… Tudo perde sentido. As coisas perdem seu gosto e… enfim, não importa.

Foi tudo um jogo. É claro que tinha que ter saído das ideias de Catherine… Beijar-nos levemente os lábios, depois dar as mãos e cantar em uma língua que eu sequer compreendo na esperança que algum fantasma aparecesse e… falasse? brincasse? mostrasse qualquer coisa de minimamente interessante nesse lugar tão vazio e tão insuportável? Estupidez… Sei bem que essas coisas não existem. Sequer sei se Deus (ou deveria escrever deus?) existe. Não sei de nada… como uma boa jovem ignorante que sou.

Besteiras de pessoas que não têm mais o que fazer, já disse.

Mas se é assim, então por que me sinto tão culpada? Não é a primeira vez que quebro alguma regra, longe disso. Certamente já fiz coisas muito mais “sérias” e nunca senti nada do tipo… Por que estou tão estupidamente feliz e ao mesmo tempo nervosa? Meu coração geralmente não acelera por nada, e agora…

Bem sei que são bizarrices de uma mente fraca. Preconceitos que enfiaram em minha cabeça desde pequena e com os quais realmente nunca me confrontei. E ainda assim…

Mas que seja. Já é tarde. Está chovendo e o barulho das gotas nas folhas das árvores me soa tão agradável quanto sempre. Hora de apagar a vela e dormir.

Talvez sonhe com algo mais interessante que de costume.

❖❖❖
Apreciadores (7)
Comentários (5)
Postado 24/02/21 10:27

SATÃ ME DECAPITE COM UM CUTELO EM CHAMAS, MEU MESTRE/IRMÃO VOLTOU A POSTAR NESTE ANTRO MALDITO! É PARA TODO O INFERNO GLORIFICAR DE PÉ!

Mestre/Irmão, não sabe o quanto estou feliz e empolgado por esta repentina e bem vinda surpresa advinda de sua mente criativa e demoníaca, ainda mais agora que me sinto tão solitário neste lugar cada dia mais abandonado [ao menos pelas pessoas que me são caras e/ou autores(as) prediletos].

Sua narrativa como sempre me deixa inspirado e as coincidências indiretas que sua obra contém aos meus olhos (depois te explico no Whats, se quiser saber mais detalhes) são ainda mais estimulantes! Ler este capítulo ao som de Ave, Lúcifer da banda Os Mutantes se provou uma experiência um tanto perturbadora, como se fosse um prenúncio do que virá. E isso, meu velho, me apetece demais!

Estou mais que entusiasmado para saber se vai rolar algo no mais puro misto de Bible Black com O Enigma do Horizonte e tenho plena confiança do quanto irás me entreter, ensinar e surpreender com esta obra deliciosamente profana! Oh, Lúcifer, já estou mais que ansioso pela continuação!

Por favor, não desista desta heresia maravilhosa em potencial, Mestre/Irmão! E meus parabéns por postar algo peculiar assim, estávamos precisando de um abalo na estrutura deste antro em coma! Excelso, simplesmente excelso!

Atenciosamente,

um ser que adora quando freiras se beijam e invocam Satã sem querer, Diablair.

Postado 28/02/21 10:32

Bible Black com O Enigma do Horizonte são influências... "ativas". E tem mais. Mais!

Obrigado, meu irmão. Do fundo do coração.

Postado 27/02/21 23:14

Meu Deus (ou deus?), Calígula como é bom te ter de volta!!

Estou animada! Você conseguiu juntar tudo o que eu gosto em uma história: freiras pacaminosas, balsfêmia e tudo mais hahaha

Mal posso esperar pelos próximos capítulos!

Meus parabéns!!!!

:)

Postado 28/02/21 10:33

Espero que continue apreciando! :)

Muito obrigado!

Postado 09/04/21 23:40

Digamos que eu tenha criado vergonha na cara e tenha decidido deixar um comentário na sua obra mesmo após ter lido os capítulos faz um tempo.

Sua história é muito boa. Gosto do modo como você escreve e do estilo da narrativa. Capítulos curtos, como páginas de um diário, me deixam muito próximo dessa realidade tão distante e tão envolvente. Bela obra, Calígula. Bela obra.

Postado 02/08/21 21:03

Eu estou muito entusiasmada com seu romance, que bom que já tem vários capítulos, vou maratonar essa semana, toda esta esfera de paixão, medo, doideras e pecado... Soa bem familiar, você escreve muito bemmm, muito obrigada por postar aqui e por continuar com a história ❤️

Postado 13/10/21 17:47

Por uma forte recomendação da parte do meu querido tio Diablair e por ser uma grande fã sua, cá estou eu, completamente estupefata com esse primeiro capítulo. As minhas expectativas acerca dessa narrativa já eram imensas, agora, porém, tornaram-se incalculáveis.

A crítica ácida presente nas palavras, assim como a construção do ideal da protagonista me deixaram animada para o que virá!

Obrigada por compartilhar essa obra conosco!

​Parabéns, Pablo ♥

Outras obras de Calígula

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto

Outras obras do gênero Sobrenatural

Outras obras do gênero Suspense

Outras obras do gênero Terror ou Horror