as minhas maneiras de amar (Terminado)
Sabrina Ternura
Usuários Acompanhando
Tipo: Antologia Poética
Postado: 09/06/21 00:09
Editado: 13/01/22 01:00
Qtd. de Capítulos: 11
Cap. Postado: 09/06/21 00:09
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 40seg a 54seg
Apreciadores: 6
Comentários: 2
Total de Visualizações: 441
Usuários que Visualizaram: 14
Palavras: 108
[Texto Divulgado] "Renascentismo" "And it's good to be alive Crying into cereal at midnight If they ever let me out, I'm gonna really let it out"
Não recomendado para menores de doze anos
as minhas maneiras de amar

Esta obra participou do Evento Academia de Ouro 2021, ganhando na categoria Antologia Poética.
Para saber mais sobre o Evento e os ganhadores, acesse o tópico de Resultados.

Primeira Maneira eu queria que você tocasse o meu coração.

eu queria que você tocasse o meu coração

sem se preocupar em parti-lo,

como se ele fosse um amontoado

de dor, poeira e solidão,

mas há tanto sofrimento

neste espaço pulsante tão pequeno

que a minha própria dor não me cabe,

ela simplesmente me invade.

eu queria que você tocasse o meu coração

sem nenhuma moderação,

pois só assim eu esqueceria a dor

e me entregaria ao amor,

mas tenho medo que você entre

e simplesmente me atormente

com a ideia de que não há espaço o suficiente

neste coração intrinsecamente doente.

eu queria que você

não tocasse o meu coração,

mas você tocou

e,

profundamente,

me amou.

❖❖❖
Apreciadores (6)
Comentários (2)
Postado 09/06/21 14:08

Um texto que exala uma necessidade pulsante que percorre todos nós. Queremos ser amados e precisamos. Você pintou nos primeiros versos aquela insegurança, o medo que ao ser tocada pelo amor, talvez por não haver espaço entre tantas intempéries? Mas ao final somos recompensados com um belo sim de um amor que ama profundamente e essa a estética no último verso casou perfeitamente.

Obrigado por compartilhar, Sabrina ❤️.

Postado 18/09/21 16:53

Fico feliz em saber que gostou e amei sua interpretação!

Obrigada pela presença e comentário, Silva ♥

Postado 20/06/21 21:25

Eu não sei o que dizer. Não posso dar críticas construtivas porque não entendo de português, poesia ou literatura. Também não posso dar críticas negativas, porque eu adorei o que você escreveu. Mas eu não consigo dizer ou expressar qualquer coisa. Essas coisas de amor me enchem de confusão. O amor é algo que conheço mas não entendo, como muito nesse universo. Isso me entristece.

Postado 18/09/21 16:54

Nem sempre precisamos entender todas as coisas que sentimos. O mais importante é você ter gostado (o que me alegra muito)!

​Obrigada pela presença e comentário, Daikiri ♥

Outras obras de Sabrina Ternura

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Poema

Outras obras do gênero Reflexivo

Outras obras do gênero Romântico