O guia para o fim
Pequena Estrela
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 12/10/21 11:57
Gênero(s): Terror ou Horror
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 3
Comentários: 2
Total de Visualizações: 42
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 391
Este texto foi escrito para o concurso "Concurso de Halloween – Sob o olhar das Lendas" É nas sombras onde as lendas se escondem, observando a todos, e agora em desafio propõem um concurso. Ver mais sobre o concurso!
Não recomendado para menores de catorze anos
Notas de Cabeçalho

Espero que gostem!

Capítulo Único O guia para o fim

Era noite, acabava de embalsamar o ultimo que sobrara, o meu amado.

Tudo que eu conhecia agora se encontrava em covas rasas. Meu amor, meu filho, minha vida e tudo que dava luz a minha existencia que agora ficou vazia.

Caminhava pelas estradas de terra batida, não queria ser vista nas ruas principais, a lua tão clara realçava ainda mais minha fisionomia abatida, destruida pela morte.

Doença, ruina, a perca de tudo que eu conhecia.

_ Os deuses me deixaram _ murmurei ao subir lentamente as escadas de um templo, o templo de Anubis.

Seu corpo escultural em pedra e a cabeça de Chacal me encarava, ele me escutaria?

_ Como eu poderia ter de volta tudo que perdi? _ cai de joelhos perante sua presença inanimada _ Será que no fim, meu coração será mais leve que a pena? Poderei ve-los?

Meu coração doia mais do que conseguia dizer, as palavras saiam como se punhais me rasgassem de dentro para fora.

Insuportável.

Com os olhos fechados, o vento sibilando contra meus ouvidos, sinto uma mão em meu ombro.

_ Não se vire. _ escuto uma voz rouca que me arrepia até os ossos.

Obedeço.

_ Seu sofrimento, sua dor lamuriante me fez chegar aqui.

_ Quem é você? _ sussurrei.

_ Estou na sua frente. _ ele disse, devagar. _ Olhe bem.

Quando abro os olhos, olho diretamente para o templo, para ele.

_ Anubis...

_ Você quer quem ama de volta?

Apenas assenti.

_ O que quer que eu faça por você?

_ Diz primeiro, o por que está aqui?. _ rebati

_ Por compaixão.

_ Não quero sua compaixão, quero apenas a morte.

_ Eu estou aqui agora. _ ele aperta forte as juntas dos meus ombros.

Senti meu corpo flutuar, quando pisquei, estava no topo do templo, era tão alto que sentia o ar gelado das nuvens contra minhas costas.

_ Está a um passo de encontrar quem ama. _ ele disse, eu ainda não via seu rosto, estava sempre atrás de mim o tempo todo.

_ E se eu não tiver o coração tão leve? E se eu não for... para o lado deles?

_ Terá que arriscar.

Eu faria tudo para ve-los, tudo pela possibilidade.

Dei dois passos, logo, não senti mais chão

Uma dor aguda, quase pequena comparada ao meu coração rachado.

Tudo negro.

Tudo claro.

Pude ve-los.

Ele, O Deus Anubis estendia sua mão negra em minha direção.

A peguei.

Ele me guiaria de volta para o que perdi.

❖❖❖
Notas de Rodapé

É isso.

Apreciadores (3)
Comentários (2)
Postado 13/10/21 17:21

Genial! Gostei muito de como você desenvolveu a temática da morte e da dor daqueles que ficam, mesclando esses sentimentos a uma atmosfera religiosa.

Obrigada por compartilhar essa obra conosco! Boa sorte no concurso!

​Parabéns, Estrelinha ♥

Postado 15/10/21 08:36

A mitologia egípcia é uma das mais ricas e Anubis também é um dos meus deuses preferidos. O texto sobre a morte e a forma como você pincela a dor foi tudo muito bem descrito. Parabéns! ❤️