É tudo sobre saber se amar
Daikiri
Tipo: Lírico
Postado: 29/07/22 21:26
Gênero(s): Drabble Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 45seg a 1min
Apreciadores: 2
Comentários: 2
Total de Visualizações: 49
Usuários que Visualizaram: 3
Palavras: 121
[Texto Divulgado] "Renascentismo" "And it's good to be alive Crying into cereal at midnight If they ever let me out, I'm gonna really let it out"
Livre para todos os públicos
Capítulo Único É tudo sobre saber se amar

Não posso pensar que posso conquistar um coração quando ao meu próprio eu tenho receio em aceitar. Não posso acreditar que posso dominar um novo idioma quando mal entendo o que uso para me comunicar. Bagunçado, como meu cabelo, é esse emaranhado de sentimentos. Antes de Marte, veio a lua. Antes do seu amor, tenho que ter o meu. Porque, antes do outro nascer para nossa consciência, nós havíamos nascido. Se nós, que nos conhecemos e interagimos conosco a mais tempo que qualquer um não conseguirmos encontrar motivos para se amar, como que podemos esperar despertar em outro esses sentimentos?

Talvez o amor, em sua parte mais pura (e mais verdadeira), venha do que faz parte de nós, sem sermos nós.

❖❖❖
Apreciadores (2)
Comentários (2)
Postado 30/07/22 19:24 Editado 30/07/22 19:26

Compreendi todo o dilema proposto. Porém, senti que a leitura foi difícil, como se tivesse que atravessar uma cerca de arames farpados para que conseguisse entender a essência de tudo o que foi escrito...

Também acho que poderia melhorar o formato do texto, que foi mais um elemento que acabou travando a leitura.

Já que é um lírico, acho que esses pontos poderiam ser refinados, pois a proposta é muito boa. Espero que considere. E sei, obviamente, que cada um constrói, a partir de suas particularidades, a maneira com que se escreve, pois isso é o que define cada sentimento do autor.

fica aqui minha crítica construtiva. Grato pelo texto!

Postado 30/07/22 22:18

Eu gosto de críticas. Não consigo analisar meus textos apropriadamente, por isso elas são boas pra mim. Eu agradeço.

Postado 31/07/22 00:31

Que obra profunda...

É obre isso que certos "pensadores" falavam, não? É preciso conhcer e acertar a si mesmo todos os dias, pois já disse o Raul: somos metamorfoses. E o amor, como você especifico, está profundamente ligado a se conhecer e outras coisas também.

Gostei muito da sua obra e agradeço por compartilha-la, me fez refletir um pouco maiss sobre.

Asinado: uma pequena vampira, ♥