Treze desejos de Halloween IV
6 de Janeiro
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 06/11/22 05:07
Editado: 06/11/22 08:04
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 4min a 5min
Apreciadores: 2
Comentários: 2
Total de Visualizações: 108
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 708
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Notas de Cabeçalho

Já perdi a conta, o peito pesou de novo, hora de bostejar.

Capítulo Único Treze desejos de Halloween IV

Eu sabia que esses resultados iam me dar

ou 1000000% de desespero,

ou apenas 1% de alívio.

Tento não acompanhar as mentiradas nojentas na internet

sobre pessoas que acham que são ricas

que acham que estão no topo

que acham que fazem parte do clube

mas não fazem

e estão tão doentes, quebradas e cegas,

que literalmente se jogam na frente

de um caminhão

pra provarem seus pontos de merda.

Venho tentando não vender a alma

questiono minha sanidade todos os dias

meu cabelo continua caindo

faço exercícios e continuo engordando

passo a comer menos e melhor

mas continuo me sentindo pesada e fétida

não fumo e não bebo mais

e continuo com aquela tosse horrorosa

meu útero parou de funcionar

acho que estou me desligando sem saber

pedindo demissão da vida

Venho tentando não vender minha alma

eu sabia que o baque do pessoal do ódio

ia ser grande nas nossas costas

mas não imaginava que seria tanto

nunca imaginamos de fato como vai ser

sentir na pele, é sempre pior

por isso prefiro me esbofetar às vezes

pra ver se eu acordo

desse pesadelo todo.

Bendita seja a luta

bendita seja a noite sem pesadelos

bendita seja a coragem de ir

para aquele bar esquerda com os camaradas

sem medo de tomar bala

bendita seja aquela rua sem saída

que nos abre tanto a mente

e tantas portas

Mas agora vivo molhada de medo

de raiva, de tristeza, de arrependimento

refaço meus passos

e vejo claramente os rostos

que me ensinaram a ser assim

como desaprender uma maldição?

Tento não vender a minha alma

mas trabalho o dia todo

com essa bosta de marketing

as profissões do futuro

vão causar doenças incuráveis.

Tô pouco me fodendo pro seu faturamento milhonário

Sabe como o Brasil faturou na crise?

Teve gente que morreu de fome, seu arrombado!

Foda-se que o google não indexou seu site

para o caralho seu feed no instagram

não, inferno, não dá pra trocar a merda da fonte

como eu supero a raiva de ter que fazer um zilhão de alterações?

sem ganhar 1 centavo a mais por isso

meu salário já tá atrasado

JÁ CANSEI DE TRABALHAR IGUAL UMA DESGRAÇADA

e nunca me sentir revigorada - e remunerada.

Não, não diga que eu não trabalhei bem ou o suficiente

bato no peito com a certeza de que sempre fui

a melhor funcionária em cada merda de empresa

aquele imbecil está até hoje procurando

uma redatora que aceite o mesmo salário que eu tinha

e os mesmos abusos

puts, já se passaram três meses

e você não acha né?

Minha boca santa fez questão de falar

muito nada bem da sua empresinha nos quatro

cantos da cidade

ninguém quer trabalhar pra um facista

seu rosto tá marcado.

Talvez vender a alma pro capitalismo

valha mesmo a pena, não é?

Eles querem a cultura do pobre

a música do pobre

a escrita do pobre

as cores do pobre

o trampo foda e

inovador do pobre

mas querem que o pobre

continue sendo pobre

e ai do pobre

que resolver se impor

que resolver pedir um aumento mixuruca

só pra conseguir pagar as contas em dia

enquanto passa noites em claro

só pensando na merda do trabalho

por que essa maldição moderna

impregna no nosso cérebro

e de repente, não tem rolê legal com os amigos

todo mundo só fala o quanto está exausto

e cansado

moído e fodido

de trabalhar.

Minha mãe lavou tanto minha boca com sabão

quando eu era criança

e também tentou táticas mais inteligentes

mais cristãs e amorosas

não adiantou nada

não tem uma single fucking bosta que me faça

me sentir menos pra baixo

do que encher a boca de saliva

e falar a merda que eu quiser falar

Talvez isso me leve pro inferno

ou pra um cargo muito bom

pra uma empresa paz e amor

onde somos uma famia

onde tudo é colaboração

onde aquele bombonzinho de cinquenta centavos

te salva da depressão nojenta

é o sonho de qualquer menina

Tudo isso conclui que vou morrer sozinha

sempre fui peso demais

pra todo mundo carregar

Meu desejo de Halloween é...

Sei lá...

Um meteoro em direção à Terra

que destrói tudo tão rápido

que nem dá tempo de complet...

❖❖❖
Notas de Rodapé

boca suja, português ruim e pontuação inexistente,

atacam novamente

preciso de um psiquiatra e um neurologista urgente

Apreciadores (2)
Comentários (2)
Postado 08/11/22 22:28

A escrita serve justamente pra isso. É pra ser um descarrego da alma, de despejar aquilo que tá machucando dentro da gente. Foi um excelente texto e com boas críticas, parabéns!

Forças aí

Postado 18/11/22 18:19

Eu entrei no texto pensando que era algo de terror escorrendo sangue, mas encontrei algo de terror da vida real...

Infelizmente a vida é uma merda na maior parte das vezes. Infelizmente trabalhar é pior desgraça que já inventaram no mundo, ainda mais assim nesse capitalismo de merda.

Eu sinto muito que você esteja passando por tantas coisas, querida Seis... A vida é muito difícil as vezes...

Envio muitos abraços cheios de carinho para você <3

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Crônica

Outras obras do gênero Reflexivo

Outras obras do gênero Terror ou Horror