Ajuda
Tháiza Lima
Tipo: Lírico
Postado: 17/04/16 20:20
Gênero(s): Crítica Poema Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 7
Comentários: 3
Total de Visualizações: 375
Usuários que Visualizaram: 13
Palavras: 242
[Texto Divulgado] "Um poema sobre a gente " "mas venha para mim anjo, eu juro que me movimento, eu sei que está escuro lá fora, mas preciso de seu brilho para brilhar, então suma daqui escuridão, pois faremos um quarto para a luz" - SOKO
Não recomendado para menores de catorze anos
Notas de Cabeçalho

Somente uma crítica à alienação parental. Céus, eu fico tão revoltada com a ignorância de certos pais à respeito dos sentimentos de uma criança.

E eu estou tentando terminar o texto para esse desafio quinzenal, mas a vida anda tão corrida e embaralhada que nem sei mais o que pretendo fazer ;-; de qualquer modo, boa leitura!

Capítulo Único Ajuda

Eu carrego no meu peito uma tristeza

E carrego em meus olhos lágrimas ressecadas

Carrego em minha boca palavras impronunciáveis

Um apelo por ajuda, uma válvula de pressão

Ajuda-me a escapar, senhor, por obséquio

Necessito de ar, das montanhas, da calmaria

Deixa-me à deriva de uma estrada qualquer

Faz-me a gentileza de deixar-me só

Não tenho mãe, tenho uma estranha

Não tenho pai, tenho um convencido

Não tenho irmã, tenho uma conhecida

Não tenho irmãos, tenho dois amigos

Não tenho identidade

Não tenho história

Minha história é composta por um lado só.

Não tenho passado,

Embora tenha o presente,

Mesmo que o presente seja de uma visão só.

Eu carrego no peito uma angústia

E carrego em meu corpo sangue sem orgulho

Carrego em meus lábios mentiras

Falácias sem vergonha, palavras perfídias

Ajuda-me, senhor, por obséquio

Diz ao senhor meu pai meus sentimentos

Diz-lhe que estou sofrendo

Diz-lhe que estou morrendo

Diz-lhe que vou embora

Diz-lhe o que vou contar-te

Não tenho mãe, nem pai

Nem irmãos, nem irmã

Nem gato, nem cachorro

Nem tios, nem primos

Nem família pela qual sentir amor

Eu tenho mãe por certidão

E tenho pai por conformação

Tenho família por documentação

Sou viva sem ter benção

Diz ao meu senhor, meu pai

Que cansada estou

E que nessa casa não voltarei nunca

Se ele não admitir que é somente um pai

E esquecer a existência de minha mãe.

Ajuda-me, senhor.

Ajuda-me,

Pois já não aguento mais.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Espero que tenham gostado, embora o tema é algo tão repugnante que qualquer escrito a respeito disso me dá uma tristeza imensa. Talvez eu apague, mas precisava desabafar de alguma forma.

Apreciadores (7)
Comentários (3)
Postado 18/04/16 14:10

Nem pense em apagar! É um poema magnífico!

Postado 18/04/16 15:44

Hmm, vou pensar -q

Obrigada <3 fico feliz que embora essa tristeza toda dele você tenha gostado *u*

Postado 18/04/16 16:43

Apesar de ser uma triste mensagem e o tema ser bem "pesado" e sórdido, sua escrita é cativante, espero que um dia você possa se libertar desse sentimento e possa viver uma vida sem amargura e sofrimento, mesmo que seja meio utópico, vou torcer por você. Parabéns pelo texto, no final de tudo, ainda mantém sua beleza. :D

Postado 19/04/16 22:44

Sim, mas olha, a amargura é passageira, uns dias ela vem com força (como quando eu escrevi esse poema), em outros ela é menor. Então me libertar realmente seria impossível, mas saber como lidar com ele é algo que estou aprendendo a fazer.

Muito obrigada, mesmo, por suas palavras, e me alegra ver que mesmo com um tema bem tenso, você gostou do texto <33

Postado 27/07/16 16:10

Menina... que coisa mais triste foi essa?

Me identifiquei bastante com muitas partes e muitos sentimentos expressos em seu maravilhoso poema...

É uma pena que os adultos as vezes se esqueçam, de que eles mesmos já foram crianças algum dia...

Lindíssimo poema...

Postado 13/08/16 23:52

De momento em momento, a gente precisa desabafar um pouco u.u

Ah não ;-; não se identifique, digo, não posso evitar qe você se identifique, mas não desejo isso para ninguém, se sentir estranho na própria família. Os adultos tendem a querer o melhor para os outros, mas eles expressam isso de diferentes formas, e muitas vezes o que um acha ser melhor, é um pensamento egoísta e que não realmente causa bem algum. O jeito é aprender a viver e lidar com o problema, infelizmente.

Muito obrigada que, mesmo com um tema tão denso, você conseguiu achar beleza, obrigada, Meiling ^^