Soneto ao Matricídio Global
Honjok
Tipo: Lírico
Postado: 22/04/16 22:53
Editado: 02/05/16 08:13
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 30seg a 40seg
Apreciadores: 7
Comentários: 5
Total de Visualizações: 299
Usuários que Visualizaram: 14
Palavras: 80
[Texto Divulgado] "Sonho Esquisito." Tive essa noite um sonho esquisito, envolvia um trem que nunca chegava ao seu destino, a madrugada, pessoas conhecidas e desconhecidas. Um abraço de uma pessoa querida...
Não recomendado para menores de doze anos
Notas de Cabeçalho

Este texto era para ser o presente de Amigo Secreto da Srta Bianca Pontes, mas graças a um epic fail no sorteio, acabei tirando outra pessoa. Dedico estes modestos versos a essa talentosa e versátil escritora.

Igualmente em singela homenagem ao Dia da Terra, mundialmente celebrado em Vinte e Dois de Abril.

Não é uma leitura agradável. Todavia, que texto meu o é?

Capítulo Único Soneto ao Matricídio Global

Pare por apenas um instante

E sinta comigo a Morte de Gaia

Que sob a mão inclemente do Homem

Agoniza em tortura velada!

Observe comigo a angústia da Terra,

Seu tênue equilíbrio brutalmente violado

Por um ser auto-amaldiçoado

Com a Fome, a Peste e a Guerra!

Reflita comigo sobre o Fim iminente

Que a maioria nega-se a ver

Mesmo sendo algo tão certo...

Chore comigo por este planeta decadente

Que a Humanidade insiste em perverter

Até vê-lo igualado ao Inferno!

❖❖❖
Notas de Rodapé

Grato pela leitura e por quaisquer reviews. Gratíssimo à Srta Vitória por me alertar quanto a esta triste data.

Apreciadores (7)
Comentários (5)
Postado 23/04/16 00:28

Eu queria saber escrever bonito assim... ;-;

Postado 28/04/16 04:50

A senhorita sabe e o fez/faz. Por vezes e N melhor, ainda por cima. "Shiu ae", por obséquio.

Gratíssimo pela leitura e tremendo elogio! Gratíssimo!

Postado 23/04/16 11:57

Eu queria saber escrever bonito assim... ;-;²

Postado 28/04/16 04:51

A senhorita sabe e o fez/faz. Por vezes e N melhor, ainda por cima. "Shiu ae", por obséquio.

Gratíssimo pela leitura e tremendo elogio! Gratíssimo!

Postado 23/04/16 13:39

Eu queria saber escrever bonito assim... ;-;³

Postado 28/04/16 04:53

A senhorita sabe e o fez/faz. Por vezes e N melhor, ainda por cima. "Shiu ae", por obséquio.

Gratíssimo pela leitura e tremendo elogio! Gratíssimo!

Postado 25/04/16 08:08

Você quer é elogio, isso sim.

Postado 28/04/16 04:59

Na verdade, busco humildemente entreter a senhorita e demais leitores. Seu elogio, que sempre me será deveras precioso e enaltecedor, é uma recompensa secundária...

Gratíssimo pela leitura e apreciação! Gratíssimo!

Postado 25/04/16 11:25

A humanidade se autosabota, isso é fato. Felizmente, a Terra caga para nossa existência. Para ela, tempo não é parâmetro a ser considerado. Se tudo vier ao fim, quiça, daqui há um tempo surge algo novo.

Texto bacana. Parabéns.

Postado 28/04/16 05:10

De fato, concordo com o senhor em tudo. Porém, vale ressaltar que os modos como a autossabotagem da raça humana se dá podem gerar (as vezes em um piscar de olhos) efeitos comprometedores (ou mesmo irreversíveis) ao processo que o senhor sabiamente citou.

Esse é o assustador e triste poder da Humanidade...

Gratíssimo pela leitura, apreciação e comentário! Gratíssimo!

Postado 28/04/16 21:34

Sei não, sei não. Acho que costumam superestimar a capacidade humana.

Postado 02/05/16 08:38

Bom, eu particularmente não considero superestimação. Observo o antes, o agora e como pode acabar se continuar de tal forma. Ecossistemas inteiros foram e continuam sendo extintos até hoje em nome do "progresso", por exemplo... Haja planeta para suportar tanto abuso e descaso...

Outras obras de Honjok

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Poema