Chained
Yvi
Tipo: Lírico
Postado: 27/04/16 17:14
Editado: 08/03/17 15:30
Gênero(s): Drama Poema Romântico
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 32seg a 43seg
Apreciadores: 13
Comentários: 8
Total de Visualizações: 386
Usuários que Visualizaram: 18
Palavras: 86
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

É tudo culpa da Lucia e do Diab!!

Capítulo Único Chained

Como eu posso te amar?

Logo eu, que não tenho nada.

Que sou tão insignificante.

Que nem merecia existir.

Eu não deveria te amar.

Você não deveria ser o meu tudo.

Essa conversa de amor

Deveria simplesmente acabar.

Mas toda vez que te vejo

Quero-te do meu lado

De novo e de novo

Eu sempre venho a ti.

Você é o meu único amor

Aquele com quem quero

Mesmo sem merecer

Viver todos os meus dias.

Quero viver contigo

Esse amor sufocante

Para todo o sempre.

❖❖❖
Apreciadores (13)
Comentários (8)
Comentário Favorito
Postado 03/07/16 21:54

Nossa, me recuso a acreditar que foi você quem escreveu. Hahaha, legal saber que esse sentimento também brota em você. Mas da próxima vez não culpe ninguém no início do texto quando você quiser mostrar seu lado fofo! Hahaha :*

Postado 04/07/16 00:31

Deixe eu me defender! Isso foi escrito a partir dos titulos da OST de Dots...

Eu não tenho lado fofo! Isso não existe em mim u_u

Postado 20/07/16 20:52

AAAh, só o fato de você dizer que se permitiu ser tocada pela OST já é impressionante. hahaha

Postado 27/04/16 23:57

ah o amor...ele que é o culpado..belo , mordidas mil.

Postado 28/04/16 20:50

Você disse mordidas?? *-----------*

Postado 28/04/16 22:17

eu disse??? :O

Postado 28/04/16 22:25

Você disse!! *-*

Postado 28/04/16 22:33

xiu flavinha..rsssssss

Postado 29/04/16 22:58

Eu vi uma relação com "Use-me" nesse poema? Talvez só o tema seja parecido, mas tem o mesmo sentimento , na minha opinião :33 amor sufoca, amor dói, amói destrói, amor ilude. Depois meu pai me pergunta se eu quero casar e reclama quando eu falo que não `_`

Poema lindíssimo, Flávia <3

Postado 30/04/16 21:51

Na verdade, é só o tema que é parecido mesmo. #corre

Eu te entendo!!

Obrigada! <3

Postado 30/04/16 23:58

O amor dói, o amor destrói, o amor acorrenta... O amor constrói.

É incrível como um único sentimento é capaz de contradizer todas as formas de pensamentos e do modo como deveríamos sentir e agir. Essa corrente invísivel que nos prende a alguém é deveras assustador, mas também é uma salvação. Depende muito da situação, depende muito do casal... Depende muito daquele que está sendo preso à essas correntes do amargor.

O nosso querido eu-lírico se encontra em uma perfeita contradição. Ele não se sente digno desse amor, pelo simples fato de se achar tão insignificante ao ponto de pensar não ter nada para oferecer, tampouco uma existência que deveria ser levado em conta.

Ele não queria amar, isso é explícito. Todavia, a pessoa que o conquistou tornou-se seu tudo, e lá no fundo, tudo que ele realmente quer é viver esse amor. Viver todos os seus dias juntos da pessoa amada.

E quem não quer? Todos nós sonhamos com isso, em encontrar nossa alma gêmea e viver ao seu lado, dia após dia, noite após noite, para todo o sempre. E mesmo que o sempre não exista, há como criá-lo no infinito desse sentimento...

Parabéns ♡

Postado 01/05/16 15:34

É imcrível como você fez comentários divosamente divos!

E quem não quer? Cadê o Diab aqui pra dizer que ele não quer?? #corre

Obrigada!

Postado 02/05/16 21:37

Sinceridade mudou de nome hoje em dia...?

Postado 02/05/16 08:18 Editado 02/05/16 08:25

Eu não quero. Satã me guarde de tão inglório destino, em nome de todo o Inferno! Apesar que a parte referente às noites me pareceu deveras agradável...

Postado 02/05/16 20:05

Tô falando! É o exagero em pessoa! kkkkkkk

Postado 02/05/16 08:24

Não vejo como posso ter culpa alguma em algo aqui, mas...

A sensação de indignidade para com a pessoa amada em conflito com o amor sentido e desejo inegável de dar vazão e continuidade a ele gera um conflito interessante (ouso dizer que até mesmo triste) à esse complicado "relacionamento"... É o tipo de obra romântica (o único, na verdade) que consigo compor e/ou ler sem que minhas entranhas se revolvam. Ficou muito bom! Parabéns pela obra, Srta Flávia!

Atenciosamente,

Aquele que não ama nem a si mesmo,

Diablerius.

Postado 02/05/16 20:04

Diab, você é tão dramático e exagerado! <3 kkkkkkkkkkk

Obrigada!

Postado 02/05/16 21:36

Também lhe estimo muito, senhorita Flávia... Bem sabe o quanto...

Postado 02/05/16 21:36

Lindo e cute cute <3

Postado 03/05/16 15:54

Obrigada! <3

Postado 10/05/16 20:30

Mais um belo texto "fofo" da Flavinha... eu teimo que ela escreve melhor fofuras que darkesas, mas minha anjinha é mto cabeça-dura...

Postado 11/05/16 15:49

Se saia! Já disse que darkesas são mil vezes melhores, Alle!!!!

Obrigada! <3333