Humana?!
Sorelly
Tipo: Lírico
Postado: 25/05/16 19:33
Gênero(s): Drama Poema Reflexivo
Avaliação: 9.53
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 21
Comentários: 14
Total de Visualizações: 525
Usuários que Visualizaram: 32
Palavras: 180
[Texto Divulgado] "O Lado Inverso" Era um dia de ensaio normal. Mila aguardava seu primo para realizar o último ensaio antes da apresentação de teatro. Enquanto treinava em frente ao espelho, ela percebe mudanças sutis em seu reflexo. Todos os espelhos da casa escureceram. O que estaria acontecendo?
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Humana?!

Como eu queria voltar a ser humana...

Sentir a felicidade de viver,

Ser livre dessa escuridão que vive em mim,

Ver as trevas de meu coração ter fim,

E não querer desejar tanto morrer.

Como eu queria voltar a ser humana...

Sentir novamente a onda de calor

Aquecer-me em dias de frio,

Não sentir mais meu corpo vazio

E conhecer novamente o amor.

Como eu queria voltar a ser humana...

Sentir sobre mim a liberdade.

Deixar de ser uma serva da escuridão,

Banir a solidão que afunda meu coração,

E saber o verdadeiro significado da felicidade.

Como eu queria voltar a ser humana...

Voltar a enxergar a luz no final.

Sentir-me, pelas pessoas, amada

E não renegada,

Como nessa vida infernal.

Como eu queria voltar a ser humana...

Sair desse túmulo que me enterraste.

Morta, é assim que me sinto.

Queria voltar a ver meu corpo vivo,

Para essa vida que tu amaste.

Feliz e tétrica,

Amada e renegada,

Lembrada e esquecida,

Paciente e zangada,

Segura e medrosa,

Completa... mas nunca vazia.

Enfim, como eu queria me sentir novamente:

Humana...

❖❖❖
Apreciadores (21)
Comentários (14)
Postado 26/05/16 16:42

Sempre encantadora! Oh como essa obra deveria estar num quadro para que todos lessem. De fato, nós meros humanos, muitas vezes nos sentimos tão: "zumbis"? Mortos por dentro, mas em alguns casos, tão vivos por fora. Meus sinceros parabéns ao belíssimo texto!!!!! Sucesso sempre e Viva a Pão-Chan!!!

Postado 26/05/16 17:29

É exatamente isso, e sua frase resume tudo: mortos por dentro, mas em alguns casos, tão vivos por fora. Muito obrigada, linda! ♡

Postado 27/05/16 23:44

Quero um pão pra mim.

Quanto é a mensalidade para eu usufruir de seus textos mas com minha identidade? ;u;

Divooo <3

Postado 28/05/16 23:56

OSADNHUSAHDIHASDHSAIUD' Você <33

Obrigada, Babe ♡

Postado 30/05/16 18:53

Fantástico poema senhorita Pão. Dá-me a imaginar uma vampira ou tanto quanto uma pessoa que perdeu todo o sentir e felicidade de ter todos aqueles desejos, sonhos e momentos mundanos. Um ser que sem desejar perdeu todo encanto de ser humano, que mesmo em seu íntimo, vendo tudo aquilo que deixou de sentir, seria melhor do que ser o que é agora.

Contemplo seu texto como o espelho do meu interior. Belíssima escrita.

Postado 30/05/16 19:36

É exatamente essa sua segunda interpretação *--*

Muito obrigada, Thon ♡

Postado 30/05/16 19:38

Disponha Pãozinho!

Postado 01/06/16 15:15

#AlguémSeguraEssePão

Esse lance de se sentir tudo, menos humano é incrivelmente tenso. Sei lá, é como se você tivesse apenas um corpo vazio, um corpo sem alma que "vive" em modo altomático... Ou algo do tipo. x.x

Parabéns, Pãoderosa.

Postado 02/06/16 20:49

#AlguémSeguraEssePão

Exatamente isso. Uma vida robótica, nada mais nada menos do que isso.

Obrigada, Gema ♡

Postado 04/06/16 23:00

Nossa, esse pão saiu do forno determinado a arrebentar! Que poema fantástico! Acho que o melhor teu que tive o prazer de ler até agora.

Parabéns, hem! E faça o favor de me ensinar a ser assim! <3

Postado 04/06/16 23:18

Awwwn, obrigada, Joylícia ♡

Você que tem que me ensinar a ser diva igual a você!

Postado 27/06/16 21:14

Vivendo no modo automático, sem nunca encontrar a si mesmo, essa foi a mensagem que você me passou, e acho que me sinto mal. Por me identificar tanto em algumas situações.

Postado 27/06/16 21:25

Naaah, não se sinta mal. São características de todo ser humano... Viver em um piloto automático e não perceber/sentir a sua volta ><

Postado 27/06/16 21:56

Alguém gostou da palavra 'tétrica' sahsuahsau

Baum texto, paum.

Postado 27/06/16 22:07

Tétrica é tão cool aushdiuashdihasida

Obrigada, Gio ♡

Postado 01/07/16 09:32

Tétrica ...

Gostei dessa palavra

Alías gostei de tudo

Parabéns!

Postado 02/07/16 22:03

Tétrica ♡

Awwwn, obrigada, moça! Fico feliz que tenha gostado ♡

Postado 09/07/16 11:18

Tétrica = Condição existencial atribuída à ausência/abstinência da Srta Pam na vida das pessoas que não a conhecem e/ou a cercam.

É, creio ser uma definição válida, posto que parece/apareceu antagônica à palavra feliz existente neste belíssimo texto, que simples e magistralmente retrata cada e todo humano a qualquer/todo Tempo neste mundo.Eu poderia dissercir imensamente sobre este conto com facilidade, dada a amplitude do mesmo, mas... Acredito que ele realmente fala perfeitamente por si mesmo.

Aliás, cala fundo na alma. Ou na casca oa onde costuma(va) existir uma.

Nem vou dizer que abre marge para uma "diablairização", embora tal obra seja, a seu próprio modo, aterrorizante e malevolente...

Meus sinceros parabéns por tamanha, crescente e constante maestria, Srta Pam! Seus textos me apetecem na mesma medida que me tetrificam por solopara em minha face horrenda o quanto somos/permanecemos miseráveis, a despeito do (para mim, apenas suposto) esplendor da Vida.

Atenciosamente,

Um ser que se abraçou a inumanidade e chafurda na Escuridão advinda do Vazio, Diablair.

Postado 13/07/16 23:59

Olá pam!

Pessoas normais, pessoa sem dor alguma, sem um enorme vazio no peito veriam esse texto como os pensamentos de alguma criatura morta-viva, como zumbis ou vampiros mas, pessoas como eu, que ja provaram do sofrimento e sabem que a morte pode chegar e reinar em seu corpo enquanto o coração ainda pulsa sabem que, na realidade, o eu lírico do poema nada mais é do que uma humana que morreu interiormente e não se sente mais como tal. Suas obras me admiram, não apenas por serem tão bem escritas e feitas, mas por revelarem muitas faces de mim. Continue assim!

xx, jhen.

Postado 07/08/16 01:42

Gente, que poesia é essa. Me identifiquei ao extremo!

Amei, está muito linda, aos meus olhos está perfeita.

Parabéns, merece todos os "apreciei" possíveis.

Postado 19/02/17 03:22

Eu, eu e eu. Queria saber como faz pra voltar a ser humana... Texto magnifíco, vamos ser amigas? Colegas? Vizinhas? Namoradas? Por favor... <3

Postado 19/02/17 18:39

Vamos ser tudo, gata *moon face*

Obrigada ♡♡♡

Postado 04/01/18 00:19

O estado emocional e mórbido em que se encontra o eu-lírico é um reflexo do que muitos são. Alguns aparentam estar vivos por fora, mas por dentro estão em estado de decomposição. Muitos morrem antes do óbito por conta das balas na alma que a vida atira.

A melancolia ataca com intensas palavras o leitor e mostra que cada estrofe é uma prece não concedida, o que torna tudo ainda mais impactante.

Meus parabéns ❤

Postado 30/05/18 00:23

Pamela trevosa, tão mórbido e ao mesmo tempo fazendo um sentimento tão solitario se tornar bonito.

Confesso que me identifiquei, talvez todo mundo se identifique um pouco, amei inclusive acho que esse é o que eu mais gostei dos seus textos até agora.

Obs:Me ensina a fazer poemas assim!!! uouewoiu