O Chamado de Gal
Malva
Tipo: Lírico
Postado: 20/11/17 10:18
Editado: 20/11/17 10:21
Gênero(s): Crítica Drama Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 3
Comentários: 2
Total de Visualizações: 912
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 208
Não recomendado para menores de catorze anos
Notas de Cabeçalho

Bom, antes de começar o texto peço que leia isso. A palavra Gal tem sentido ambíguo no texto. Gal no sentido simples vem de Girl (Garota, Moça) e de nome (Gal). Ambos serão utilizados no texto.

Não é minha intenção causar nenhum tipo de desconforto. Meu foco vai mais para o lado de prestigiar uma data tão importante para nação do que para criticar os atos da mesma.

Porém aviso que:

1- Tenha certeza de que deseja ler isso, é pesado.

2- É cantada, logo, irá se deparar com (2x) ou (4x), isso significa repetição do trecho.

3- A cor te incomoda? Porque se incomodar, peço que use um lado mais racional ao ler esse texto. Não estarei pedindo para apreciá-lo, mas para respeitá-lo.

Capítulo Único O Chamado de Gal

Irei lhe contar uma história, mas antes espanto o silêncio

Pois esse não é um conto, mas sim um canto de censo

Não é um mero caso, pois caso tem endereço

E cada corpo jogado, não tinha nenhum preço

Gal, é o meu nome e eu vim de muito longe (x2)

Meu corpo não é churrasco e minha pele não é enfeite

Meus olhos são opacos e meus lábios tem sede

Cada sarro, cada lapo, Cada esporro e porrete

Cada vez que o nego ora, é mais um que enlouquece

Gal, é o meu nome e eu vim de muito longe (4x)

Hoje me estende a mão

Amanhã me chama de irmão

Mas quantos são aqueles, que caíram no chão?

Não estou mais no engenho

Não estou mais no navio

Por que ainda sinto a foice e os dedos tão vazios?

Gal, é o meu nome e eu vim de muito longe (4x)

A profecia se cumpriu

O Quilombo caiu

Mas cadê o respeito?

Mas cadê o amor?

O sacrifício foi feito

E o mal foi desfeito

Mas cadê o respeito?

Mas cadê o amor?

Gal, é o meu nome e eu vim de muito longe (2x)

Gal, é o meu nome, tenho cor e tenho nome (2x)

❖❖❖
Notas de Rodapé

Agora, peço novamente perdão por qualquer coisa (tenho que manter a tradição) e pelos erros de português. Minha intenção não é causar nenhum tipo de mal estar, mas sim homenagear um dia tão importante na vida de muitos que vivem nessa nação. Acredito que todos são iguais ou pelo menos deveriam ser.

Afinal, todos nós somos terráqueos (eu acho).

Agradeço por tirarem um tempo e lerem isso. Fiquem na paz!

Apreciadores (3)
Comentários (2)
Postado 23/11/17 17:40 Editado 23/11/17 17:42

Nenhuma desculpa deve ser feita por parte de sua pessoa. Afinal, a obra ficou extraordinária do começo ao fim. Os que se sentirem mal (o que acho muito difícil de acontecer), que se retirem, rs.

Me senti na pele de Gal, pois o eu-lírico nos transporta para um mundo que andou, mas que continua no mesmo lugar. Digo isto, porque o preconceito deveria ter morrido há muito tempo e por ainda termos essa forma de julgamento em nossa sociedade, em nosso pensar, só confirma a ideia de que somos atrasados como seres humanos. Para mim, qualquer forma de preconceito, revela somente o quanto somos atrasados como pessoas.

A cantiga é bela, principalmente, porque revela uma realidade que muitos fecham os olhos para não ver. Não existe coisa mais linda do que falar sobre a verdade em sua mais pura essência. Infelizmente, é uma realidade triste, pois mostra como as pessoas levam em consideração mais a cor da pele, do que a alma.

Ainda espero que o dia em que venhamos a olhar para o próximo com olhos de amor, sem preconceito, chegue e permaneça.

Lhe dar parabéns por essa obra seria pouco. Só posso dizer o quanto amei e que todos deveriam ler essa obra maravilhosa.

Abraços da Ternura.

Postado 10/03/18 19:31

Se pudesse descrever tudo que sinto em apenas uma palavra seria: gratidão.

Sou grata por sua atenção, carinho e por sua resposta ao texto (Não só esse, mas os outros também). Também sou grata pela sua inconformidade com a triste realidade de nossa sociedade (não era para isso rimar, mas já foi).

Estou ao seu lado quando se trata de esperar o dia em que todos os conceitos e preconceitos sejam aniquilados e possamos todos viver em plena paz e amor.

Enquanto isso, estaremos escrevendo e de alguma forma lutando para que esse desejo se concretize.

Obrigada por tudo, sinta-se abraçada! ❤❤❤

Postado 26/11/17 14:41

Eu realmente queria ouvir. Já imaginei as milhares de visualizações no YouTube. As cenas passando em câmera lenta, de forma poética. Foi uma visão bonita, embora sofrida.

Concordo com Brina, não se desculpe por nada. Não há o que se desculpar. (a menos que seja por não ter postado essa maravilhosa obra antes!)

Meus parabéns!

#ad01 - 151/154

Postado 10/03/18 19:24

Não vou negar, passou pela mente a ideia de gravar um vídeo cantando, mas falta confiança na voz rs. Se porventura, um dia acontecer, serás a primeira a saber.

Agradeço por toda atenção e carinho. ❤❤❤

Postado 12/03/18 20:34

Ok! :) <3