Não existe norte
Francisco L Serafini
Tipo: Lírico
Postado: 08/03/16 14:42
Editado: 08/03/16 14:42
Gênero(s): Drama
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 43seg a 57seg
Apreciadores: 9
Comentários: 4
Total de Visualizações: 1081
Usuários que Visualizaram: 14
Palavras: 115
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Acabei de escrever e não me dei trabalho de revisar, pois queria publicar o que vinha em mente.

Capítulo Único Não existe norte

Busquei por paz

Encontrei um rapaz

Que disse ser capaz

De voar num quipás

Disse: que loucura

Leve-me às alturas

Aqui ninguém atura

Minhas travessuras

Sobrevoamos Paris

Vi um chafariz

Um palhaço sem nariz

Bêbados e barris

Pousamos na mata

Na vida pacata

Dos animais de quatro patas

E dos pés de batatas

Rapidamente, tudo em combustão

Quando bati com meu bastão

No chão até chegar à exaustão

E sentir uma forte indigestão

Tudo morto

Do riacho ao porto

Um forte desconforto

Novamente, um aborto

Não há esperança

De paz e segurança

Aqui ou na França

Para idosos ou crianças

Eu sou a morte

Nada é mais forte

Ninguém tem mais sorte

Não existe norte

❖❖❖
Apreciadores (9)
Comentários (4)
Postado 08/03/16 17:26

Nossa, muito bom! Queria poder dizer algo mais...

Gostei demais :)

Postado 08/03/16 17:31

Ah... já disse bastante, hehe. Obrigado!

Postado 08/03/16 18:02

amei...estamos todos sem norte mesmo..e vc narrou com sutileza, algo que é bem real e tenebroso...

Postado 08/03/16 18:07

É... diante a morte não temos pra onde correr. Sua destruição é inevitável.

E obrigado pelo comentário =)

Postado 11/04/16 00:01

Sem palavras,parabéns.

Postado 11/04/16 10:20

Obrigado!

Postado 09/08/16 19:20

Desisto da vida. Well podemos apreciar que desta vez a morte parece ter mais sentimentos que o documentário de suicida. Eu gostei realmente do poema, e estava a ouvir uma daquelas músicas que nem são alegres e nem são tristes. E i guess que o poema é tipo isso, não é triste, nem é feliz é apenas a vida.

PS: Acho que estás muito melhor do que quando comecei a ler as tuas coisas no Spirit. :3

Postado 10/08/16 01:34

Captaste bem, Alex. Uma das intenções é mostrar que certas coisas são como são e não adianta querer mudar. Não que temos que nos conformar com tudo, mas sim com coisas certas como a morte. Ser triste ou feliz não chega a vir ao caso, heheeh.

E que bom que conseguiste ver uma evolução. Sinal que estou melhorando, de fato. Sinto isso também e ter tua confirmação me anima. Muito obrigado por tudo, Alex!!

Postado 10/08/16 13:07

Exacto, concordo contigo. Há coisas certas na vida, como a morte, aquele meu escaldão na praia, falhar e suceder na vida.

Eu acho que não sou muito de acreditar no destino, afinal olho duas vezes para a rua antes de passar. Mas nem eu posso negar que tem coisas já (pre)destinadas.

De nada babe. Eu acho tão bom ver essa evolução. Ainda bem que já tinhas reparado e agora é progredir para sempre 8D

Postado 10/08/16 16:32

É bem isso aí, hehe =)

E obrigado novamente =)