Grafite e Diamante
LG
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 27/07/20 09:14
Editado: 27/07/20 09:16
Gênero(s): Crítica Crônica Drama
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 3min a 4min
Apreciadores: 8
Comentários: 6
Total de Visualizações: 832
Usuários que Visualizaram: 14
Palavras: 554
Este texto foi escrito para o concurso "2ª Edição - Concurso de Contos – Profecia " A ideia do concurso, como sua primeira edição, é a produção de contos que, dessa vez, tenham o tema da profetização. Então, digo: “Vamos prever o futuro e toda a consequência desse ato!” Ver mais sobre o concurso!
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Texto voltado única e exclusivamente para o Concurso de Contos - Profecia.

Digam não ao plágio.

Capítulo Único Grafite e Diamante

Fui o resultado de duas pessoas que só tinham a opção de ser aquilo que foram em vida. Sou a mistura de dois barracos de madeira a beira de um rio deplorável. Serei o grafite que nunca se tornará diamante.

Pedi para entregar essa carta a você, minha paixão, pois sei que será a única que lerá com o amor aquilo que eu escrever. Nesse momento você já sabe, mas não sinta culpa, você foi a única que desde o início sofreu com a nostalgia do meu futuro, e mesmo sabendo o fim, desde o início não deixou de me enxergar como eu sou: um conquistador.

Eu disse que iria conseguir dominar tudo. Eu disse que iria conquistar a preta. Eu disse que iria fazer as pessoas temerem meu nome. Você me ouvia e brigava, me ensinava português e matemática, e depois que eu te cansava, eu via você chorando no quarto. Em casa, você me dava amor, me ensinava o que era certo e errado, fazendo questão que a maioria das noites eu dormisse na sua cama, onde me agarrava e não soltava.

Por alguns segundos, eu sentia nesse abraço que o mundo poderia ser um lugar onde todos fossem iguais, onde o amor das crianças seria o amor dos adultos também e, quem sabe aquele cara lá de cima descesse e dissesse que acabou a guerra. Mas ela nunca acabou. Eu nasci no meio dela e por fim, vou morrer lutando acreditando que o poder na mão de um preto, seja qual for o tipo de poder, tem mais valor que na mão de um branco. Só nós sabemos o que é ser olhado torto. Que olhem. Temam. Levantem suas armas contra nós. Eu só pararei quando essa diferença acabar e a favela ser respeitada.

Mãe, eu juro para senhora que aprendi tudo, até química, geografia e principalmente, história. Eu vi que o caminho que eu escolhi era errado. Eu entendi que você me queria por perto o maior tempo possível, já que assim como os grandes reis que liamos, você via em mim, desde pequeno, a sede de ter minhas ideias na mente de várias pessoas. Criei desde pequeno na escola grandes confusões por não aceitar muitas coisas, lembra quando alguns amigos tacaram uma cadeira no professor por ele ter me xingado na aula de história? Naquele dia pensei que você fosse me matar.

A maioria de nós somos que nem grafites, mãe. Apesar de termos a mesma coisa que tem dentro dos diamantes, não temos tempo e nem condições de sermos lapidados e virarmos um. A sociedade não quer que sejamos diamantes. Eles querem grafites para que possam escrever e executar as regras que eles mesmos criam.

Desculpa, minha rainha. Apesar de você sempre dizer que é uma mulher de cristo, eu te chamaria de profeta dEle. Amou aquele que nem do seu ventre saiu, como se tivesse saído. Aquela que sabia do que o futuro me reservava e da mesma forma me tratou como se ainda tivesse alternativa, porém, eu nunca tive. O sistema escolhe seus diamantes e seus grafites. Tive que me adaptar.

Obrigado. Diga a preta que a amo, e não quero que ela leve a Sarinha ao enterro. Deixa-a lembrar do pai dela como um homem que lutou até o final pelo que acreditava.

Te amo.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Agradeço e boa sorte a todos.

Apreciadores (8)
Comentários (6)
Postado 27/07/20 16:32

Interessante. Gostei muito do formato e da temática

Postado 28/07/20 20:32

Eu jamais imaginei que fosse chorar em algum texto escrito para este concurso! Tocante, pesado, R E A L, puramente real. Pode estar acontecendo na casa ao lado... A sociedade quer grafites... Sensacional. Parabéns, já sabemos quem vai ganhar <3

Postado 28/07/20 23:20

Obrigado, moça, mas eu digo o mesmo do seu texto. Seria uma alegria por aqui ver o seu em primeiro lugar, é meu favorito para ganhar, és já uma referência para mim e vou devorar seus outros textos.

Postado 30/07/20 16:01

Esse texto me pegou de jeito, e me abalou. Que palavras tristes! Infelizmente tão verdadeiras...

Adorei o modo como você colocou sobre grafites e diamantes. Foi tocante demais.

Você escreve muito bem, merece todos os parabéns!

Abraços!

Postado 02/08/20 19:06

Meus olhos ficaram marejados quando terminei a leitura. Tudo é tão dramático e profundo... todas as palavras são tão certas para gerar no leitor essa sensação de tristeza, de realidade.

Você descreveu toda a atmosfera da narrativa com uma sensibilidade peculiar muito bonita. Seu texto parece um quadro feito de palavras para expor tantas coisas que acontecem atualmente. Eventos reais tão tristes e pesados, por isso dói na alma ler.

Você trabalhou com maestria nesta obra! Muita boa sorte no concurso!

Parabéns, LG ♥

Postado 14/08/20 20:03

A sinopse prepara bem o leitor para a crítica que está por vir e para muitos o sentimento de conexão que sentirão entre a obra e suas próprias vidas.

Seu texto vem por meio de uma carta abalar a reflexão do leitor e fazer do grafite uma metáfora realista e palpável.

O protagonista é carismático ao ponto de o leitor não querer perder nem um pedacinho dele ou de seus sonhos que mostram o quanto deseja ver dias melhores, mesmo sabendo o quanto a sociedade o deixa de moldar.

Conforme a leitura se estende você pode ver o quanto humano esse homem é, ver este assumir seus erros: “Eu vi que o caminho que eu escolhi era errado”, como um humilde rei.

Sua obra traz uma realidade vivida por muitos e o final deixa um amargo e real sentimento de tristeza no leitor que com peso das tuas palavras e a perda do protagonista torna o enterro muito mais próximo... como se ele fosse um amigo, meu e seu.

Obrigado jovem escritor a experiência que tive ao ler sua obra muda minha visão do grafite e diamante, agradeço também por compartilhar sua obra e participar do concurso.

Visite a página do concurso mais tarde e veja o resultado.

Assinado uma pequena vampira, <3

Postado 16/08/20 14:03

Sinceramente, esse foi um dos meus favoritos no concurso. Adorei a sua interpretação do tema. Parabéns!