O padre e o anjo
Vilma Vampirinha
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 04/08/20 20:41
Editado: 01/09/20 21:32
Avaliação: 9.63
Tempo de Leitura: 43seg a 57seg
Apreciadores: 8
Comentários: 8
Total de Visualizações: 683
Usuários que Visualizaram: 13
Palavras: 115
Não recomendado para menores de doze anos
Notas de Cabeçalho

É meio polêmico, mas espero que gostem *_*

Capítulo Único O padre e o anjo

Pela janela do cláustro o padre avistou a gárgula. Ou seria outro tipo de estátua? Porque era tão bonita, o rosto de um jovem homem com cabelos brancos espaventados, longas assas cobrindo o corpo nu. Um belo corpo nu que o padre se viu a olhar e admirar. Já era pecado se apaixonar por uma mulher, imagina se apaixonar por uma estátua, e que representava um homem... De repente a estátua se mexe, o anjo era vivo e belo, e olha o padre com doçura e leveza. Pobre padre, seu coração derreteu quando o jovem veio voando e o beijou antes de ir embora para sempre, deixando o padre suspirando pelo amor impossível do anjo.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Muito obrigadão pela leitura *_*

Apreciadores (8)
Comentários (8)
Comentário Favorito
Postado 04/08/20 21:25

Amores proibidos e polêmicos são sempre os mais atraentes, não? Gosto de pensar que sim! A sensação de perigo iminente e, até mesmo, quebrar as regras, podem levar à experiências maravilhosas e acho incrível quando algum escritor desenvolve tal premissa.

O tabu desenvolvido na história é, talvez, o mais antigo da humanidade. Qualquer sentimento de amor envolvendo um padre é o suficiente para escandalizar a todos, ainda mais quando trata-se de um sentimento homossexual, mas a senhorita abordou tudo isso brevemente e com muita sensibilidade. Não houve aquela hipersexualização por se tratar de um tabu+relacionamento homoafetivo e isso é lindo. E o final? É de cortar o coração! A gente torce desde o início por esses personagens que são marcados por um amor impossível, profundo e eterno.

O texto possui a medida certa de romance e drama. O narrador nos conduz por essa breve e linda história de amor, fazendo-nos torcer, acreditar e vibrar por esse casal. Essa conexão é maravilhosa e revela o quão talentosa é a autora.

Obrigada por estar compartilhando textos incríveis conosco! Estou ansiosa para ler os próximos! Por favor, não pare!

Parabéns, Vilma ♥

Postado 05/08/20 00:17

Moça não sei nem responder seu comentário, de tão perfeito que ele é, vc escreve bem até nos comentários, e eu te agradeço demais, obrigada pelas palavras tão fofas, eu fico tão feliz que vc gostou do tema do amor proibido, muito muito obrigada <3 <3

Postado 04/08/20 20:51 Editado 04/08/20 20:52

Uma cena muito bonita e o ato do anjo deixa meu coração em cacos, pobre amantes...

Mesmo curto seu texto levou-me a uma escura e úmida igreja e pude ver esse ato proibido e quase chorei pelo padre, parabéns.

Sem mais a dizer, agradeço por compartilhar sua obra e participar do desafio.

Assinado alguém que amou esse casal, <3

Postado 05/08/20 00:11 Editado 05/08/20 00:12

Seu comentário me encheu de alegria, que bom que consegui criar essa imagem da igreja na sua imaginação! Suas palavras me deixam muito feliz mesmo, agradeço de coração por ter gostado do texto e do casal *_* <3

Postado 04/08/20 21:23

Olá senhorita!

Polêmicas é comigo mesma!!!

O amor entre um padre e um anjo foi algo realmente encantador para minha pessoa, pois adoro esse clima de romances proibidos!!!

O melhor de tudo foi esse beijo no final, o anjo soube muito bem como roubar o coração do padre hahaha anjinho esperto hahaha

Gostei muito!! Meus parabéns!!

Um grande abraço!!

Postado 05/08/20 00:14

Que linda, obrigada pelos elogios tão grandes, fico feliz demais em saber que vc gostou do beijo do final, foi especial e que bom que vc viu isso, muito obrigada mesmo, abraço *_*

Postado 10/08/20 07:38 Editado 10/08/20 07:39

Satã me calcine até o último fio da alma se eu não imaginei as coisas indo muito além de um beijo...

Serei sincero: textos ditos românticos definitivamente não são compatíveis comigo. Todavia, a ideia e, principalmente, o potencial de sua obra me deixou extremamente animado a um dia criar uma versão diablairizada e absolutamente herege (e sem dúvida 18+) deste seu audacioso texto (com sua permissão e dedicada à senhorita, claro).

Meus parabéns pela criatividade e muito obrigado por compartilhar tal dádiva conosco, Srta Vilma!

Atenciosamente,

Um ser ávido pela depravação angelical, Diablair.

Postado 10/08/20 15:30

Ai moço, vc é demais, obrigadão por ter gostado tanto da minha história, e com certeza o padre depois teve muitos sonhos safadinhos com esse anjo kkkk, nossa eu ia adorar ler um texto seu falando desse casal em cenas quentes, vc pode usar a vontade, muito obrigada viu *_*

Postado 15/08/20 23:06 Editado 15/08/20 23:07

Eu adorei esse texto. Gostei da fluidez dele e como as coisas podem acontecer naturalmente, até mesmo estátua virar anjo de verdade. Então, não tem porque colocar entraves em coisas mais simples.

A única coisa que te sugeriria era tentar escrever esse texto com exatas 100 palavras. É um exercício bem interessante.

Parabéns!

Postado 07/09/20 10:31

Fico feliz que vc tenha gostado da história, obrigada pelo elogio, obrigada também pela dica, eu vou tentar escrever com exatas 100 palavras, mas isso é muito difícil hahaha

Obrigada pelo comentário *_*

Postado 23/10/20 00:20

Escrito com graça e beleza!

Foi bastante inusitado!

Obrigada por compartilhar conosco!

Postado 23/10/20 20:06

Eu não entendo de amores. Não amores normais. Eu sempre invejei o amor, seja entre sexos iguais ou opostos... Eu consigo me apaixonar, mas amar... E digo isso com uma dor excrussiante.

Amo textos de romance, ou amava. Complexo. Me faziam sonhar com um possível amor. Hoje me lembram dessa enfermidade que possuo. Mas amores não concretizados me deixam apaixonado, talvez por eu conseguir uma melhor identificação.

Conhece a história do poeta Dante e da amada dele? A Beatriz? É linda.

Muito bom seu texto.

Postado 14/10/22 21:09

Polêmico, proibido, impossível, mas mesmo assim, agente se pega amando e desejando muito mais.

Eu sou do time que escolheu acreditar que o anjo voltou e pegou o padre de jeito. Afinal, ninguém precisa ficar sabendo. O anjo só foi lá confessar os segredos e o padre decretou a punição.

Misericórdia. Eu sou terrível! Kkkkkkm

Parabéns!

Outras obras de Vilma Vampirinha

Outras obras do gênero Drabble

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero LGBT

Outras obras do gênero Reflexivo