Expedição fatal - parte 2
Monise
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 19/10/20 21:56
Editado: 19/11/23 16:34
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 3min a 4min
Apreciadores: 3
Comentários: 3
Total de Visualizações: 502
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 563
Não recomendado para menores de dezoito anos
Capítulo Único Expedição fatal - parte 2

Os primeiros a chegar no corredor que levava a fisioterapia foram Petra e Cadu. Quando viram as velas e o sangue com as linguiças começaram a rir.

_Olha Petra! São uns babacas mesmo! O Magal e o Noel não aprendem...

_Ai, Cadu e eu com o coração na mão achando que era sério! Olha isso, essas velas e esse sangue?! Catchup, com certeza! Que palhaços... Vamos mais perto e vamos fingir susto para eles não ficarem sem graça.

_É mesmo, né?! - tanto trabalho merece um espetáculo Zinho. Vamos fingir horror...

_Combinado Petra! Se você conseguir chorar melhor ainda!

Foram andando até o final do corredor, mal sabiam o que os aguardava, viram as marcas de mãos na porta.

_Nossa Petra, como aqueles dois são uns exagerados...

_Verdade, não precisava de tanto... Devem ter gastado quase um quilo de catchup...

Abriram a porta e chegaram perto da piscina, os corpos de Noel e Magal boiavam.

Petra soltou um grito de horror! Aquela brincadeira tinha ido longe demais...

Cadu segurou na sua mão, pronto para voarem dali...

Mal tiveram tempo de dizer algo e os dois foram atacados pelas criaturas e corpos lançados na água, fizeram companhia a Noel e Magal na piscina.

Rafa e Moreno vinham devagar, sem presa, tinham certeza que era uma armação dos meninos. Será que Petra e Cadu já estavam vindo?!

Ao chegar no corredor iluminado tiveram certeza, que armação mais exagerada. Rafa não se conteve e chutou as velas.

_Palhaçada! Esses dois nunca aprendem?! O Cadu e a Petra vão ficar morrendo de ódio, mal deu tempo de explorar o local, caramba...

_Verdade, Rafa! Uma hora o Noel e o Magal vão precisar de ajuda e ninguém vai dar crédito...

_São dois idiotas brincando com coisa séria... disse Rafa com muita raiva.

_Fica aqui, Rafa, que vou entrar duma vez e dar um susto nesses babacas!

_Tá bom, Moreno. Eu entro logo em seguida. De repente o Cadu e a Petra chegam também.

Moreno correu e meteu o pé na porta branca, entrando como um raio! Quase caiu na piscina! Olhou dentro e ficou em choque...

_Foge, Rafa! Rápido! Não é brincadeira n...

Moreno não conseguiu terminar a frase, uma das criaturas o atacou e seu corpo boiou com os outros na piscina...

Rafa ao ouvir o grito do amigo, gelou, começou a tremer e chorar, não conseguia se mover.

A porta branca se abriu lentamente, três seres estranhos, corpos semi-humanos vinham em sua direção.

Apitou feito louca, mal sabendo que não restava mais ninguém. Virou-se para correr e deu de cara com outras criaturas que a atacaram sem piedade. Foi jogada na piscina com os outros.

_Krigor, comprar esse hospital abandonado foi uma excelente ideia! - disse uma das criaturas numa voz que parecia imitar o pio das cobras.

_ Obrigado Comandante! - disse outra criatura batendo continência.

_Realmente foi genial, o comando ficará muito satisfeito com a leva de hoje.

_Sim, Malareau! Seis de uma vez é ótimo! - respondeu outra das criaturas.

As criaturas foram até a piscina e admiravam os corpos boiando na água vermelha de sangue, em breve seriam abduzidos pela nave.

Logo teriam corpos suficientes para a transmutação e poderiam dominar aquele bairro, depois a cidade e depois o mundo.

O hospital abandonado era perfeito, pois sempre atraía drogados, mendigos e jovens aventureiros e ninguém nunca procurava ali, pois estava sempre bem fechado, era a armadilha perfeita!

❖❖❖
Apreciadores (3)
Comentários (3)
Comentário Favorito
Postado 27/03/21 15:57

Os personagens - inclusive os vilões - são extremamente interessantes e carismáticos. Várias escolhas interessantíssimas foram feitas; as linguiças e o catchup e as velas... antes do fim do capítulo 1 eu achava que a estória ia tomar um rumo completamente diferente e mais light, mas fiquei felicíssimo quando descobri que estava enganado; no primeiro capítulo, a morte choca e já mostra que, neste mundo, crianças não são imunes ao mal. O último parágrafo repetindo o que lemos primeiro na sinopse foi um momento tão catártico que não pude deixar de sorrir para a engenhosidade da trama toda.

Meus parabéns, Sonja, <3

Postado 20/10/20 20:42

O clima slasher, syfy e oitentista... Como eu amo textos desse tipo. Claro, pra mim teve esse clima. Me faz pensar na infância. Textos assim ficam no ❤

Gostei especialmente dos nomes e do modo de expressão dos personagens. É tão acolhedor.

Realmente grato por ter criado e compartilhado.

Postado 21/10/20 00:55

Fico muito feliz que tenhas apreciado meu texto.

Obrigada a você por tirar um tempinho para ler! Abraços!

Postado 21/10/20 16:32

SOCORRO!!!!!!!!!! OLHA O PLANO MALIGNO DESSAS CRIATURAS. Coitadas das crianças :c Adorei como você interpretou a imagem do desafio, muito criativa, mas assustadora!

Obrigada por compartilhar conosco!

Parabéns, Monise ♥

Postado 21/10/20 21:34

Efeito mês do Halloween...

Que bom que você gostou!

Obrigada por comentar! :)

Outras obras de Monise

Outras obras do gênero Ação

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Ficção Científica

Outras obras do gênero Mistério