Maculado
Crow
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 29/10/20 17:31
Editado: 29/10/20 17:52
Gênero(s): Drama Suspense
Avaliação: 9.25
Tempo de Leitura: 2min
Apreciadores: 5
Comentários: 5
Total de Visualizações: 809
Usuários que Visualizaram: 9
Palavras: 353
Este texto foi escrito para o concurso "Concurso Macabro - Monstro" Te convidamos a olhar debaixo da cama e nos contar qual monstro está escondido aí. Ver mais sobre o concurso!
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

AVISO DE GATILHO: menção a violência e relacionamento abusivo.

Capítulo Único Maculado

Quando nos vimos pela primeira vez, eu não achei que chegaríamos onde chegamos. Quem diria que os olhares doces, as palavras carinhosas e os toques quentes, sempre calmos no início até me fazerem gritar por mais, eram só uma mentira? Quem veria isso chegando?

Não, eu sempre fui positiva. Sempre olhei as coisas dos melhores ângulos e você… Você dizia que era o que mais amava em mim, certo? Você e seus sorrisos largos, olhos amendoados e perfume de sândalo. Você andava por aí todo charmoso, quase dançando, como se o mundo fosse seu. E era. Eu era.

Então, quando você levantou a mão pra mim pela primeira vez, não pude acreditar. Não queria. Você era o homem perfeito, um cavalheiro que iria me salvar da vida tediosa que me aguardava pela frente; estávamos destinados a ficar juntos. Coisa de filme de Hollywood. Então, não, não podia ser. Não era possível.

Mas foi. Você fez tudo isso e muito mais. Os roxos no meu braço já sumiram, mas nunca vou esquecer da dor quando você me empurrou até a parede; era um predador, olhando a presa nos olhos. Você me fez sentir como se eu não fosse nada, como se eu não merecesse algo de bom; eu era um monstro por respirar, por querer o melhor pra nós dois. Por um tempo, quase acreditei, mas minha amigas estavam certas: Você era o monstro ali, alguém que tinha ousado profanar algo tão puro como o que nós tínhamos. Você não me merecia; era defeituoso. Vazio.

E daí que eu matei sua ex? E te amarrei no sótão? Agora você não pode mais ameaçar chamar a polícia, com seus vídeos sem sentido, “provas” inúteis; elas só mostravam o quanto eu te amava. Agora, seu celular se encontra no fundo de um rio, e o corpo que eu tanto amava admirar se dissolveu bem rápido na banheira de um motel qualquer.

Quando abro a geladeira, no entanto, seu rosto ainda me encara sorridente do freezer. Imaculado, apesar de tudo. Fiz questão de limpá-lo e eternizá-lo e, devo dizer: o post-mortem lhe caiu bem como uma luva.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Aviso rápido de: isso não foi uma romantização, é apenas muito interessante ver as coisas do ponto de vista do "Vilão" e imaginar os malabarismos mentais que uma pessoa faz quando não quer admitir estar errada. Esse tipo de "amor" nunca é amor de verdade.

Espero que os futuros leitores disso aqui gostem, e boa sorte aos outros colegas do concurso ♥

Apreciadores (5)
Comentários (5)
Postado 31/10/20 01:17

Poucas palavras podem descrever o quão incrédula eu fiquei com um final. Li esperando algo completamente e recebi outro no fim — e foi deliciosamente chocante. Eu nem preciso falar da sua escrita, não é? Sempre vou gostar do jeito que você usa as palavras a teu favor para nos pegar no susto (que nem Io faz contigo se escondendo).

Ficou de fuder chuchu, você tem grandes chances de conseguir, eu confio. Parabéns ♥

Postado 31/10/20 02:12

Tentei o meu melhor pra achar um plot twist e fico feliz que deu certo, pelo menos um pouco sdnkdnf Comparar com a gata é golpe baixo, mas fico feliz de ter esse "superpoder" então -q

Espero que sim!!! E obrigado, meu bem <3

Postado 08/11/20 01:58

Esse texto, socorro. No começo fui começando a ficar puta e com uma dor enorme no coração, porque o tema abusivo é muito pessoal pra mim. As descrições são fortes, e não há como não sentir na pele a dor que exala em cada descrição; ver seu conto de fadas ser destruído é totalmente angustiante e devastador, ainda mais por aquele a quem você dedicou todo seu amor e vida.

Mas, caraca, esse plot twist aí? Com o desenvolvimento da narração, tudo que consegui imaginar eram vários cenários onde ela era a chave desfalecida: suicídio, homicídio e até mesmo aceitação. Mas nunca que conseguiria virar o jogo e se transformar no próprio monstro que há tanto a atormentou e torturou.

Há quem diga que somos reflexos dos atos cometidos a nós, e que escolhemos em fazer diferente ou igual; nesse caso, a vingança. Realmente o final foi surpreendente.

As descrições também foram muito bem redigidas, trazendo uma proximidade com o leitor nítida; talvez um dos maiores fatores na qual o final impressionou tanto.

Parabéns pela excelente obra e muito obrigada pela participação ♡

Postado 18/03/21 16:01

Um dos maiores prazeres como escritor que eu tenho é ver as diferentes interpretações do que eu escrevo, e dessa vez não foi diferente. Originalmente, minha intenção era mostrar que não havia monstro algum além dela, entende? Forçando-o a viver num conto de fadas irreal, até ele não suportar mais, sair do personagem e ela enlouquecer. A perspectiva dela ter sofrido antes também não me soa ruim, pelo contrário.

E eu me orgulho muito de como descrevo as coisinhas, então obrigado mesmo por ter elogiado isso e ter tirado um tempo pra comentar. Foi um prazer enorme participar do concurso e outro maior ainda ter a oportunidade de escrever algo assim <3

Postado 14/11/20 09:32

Eu vi a tag “Plot Twist”, mas ainda assim... Não consigo encontrar palavras para descrever o quanto foi inesperado. Quer dizer, eu estava torcendo para ver um assassinato, para que a protagonista simplesmente acabasse com a vida da criatura nefasta, mas o que ela fez, nossa. Completamente surpresa.

Pessoas insanas e doentias podem ser as mais criativas e monstruosas. Eu gostei da visão, por mais grotesca que ela tenha sido.

Parabéns!

Postado 02/01/21 21:36

Esse texto foi muito forte. Não esperava pela reviravolta que ele teve, assim como a carga sentimental que as palavras transbordam. Ele é triste, cruel e necessário, pois não duvido nadinha que alguém como essa narradora ande por aí. Relacionamentos abusivos precisam ser um tema em pauta, principalmente na literatura. É muito bom ler uma obra que transmita desde o trauma até as consequências desse tipo de relacionamento.

Obrigada por compartilhar conosco!

Parabéns, Crow ♥

Postado 13/10/21 14:14

Eu não esperava por isso!~~

Que final incrível!!! É como eu venho pensando sempre escute os dois lados para depois irar uma conclusão...

Sua obra ficou muito bem desenvolvida, eu quase comprei a ideia de que o narrador era vítima até esse final macabro... que trabalho maravilhoso esse seu! Falando nisso, amei sua narrativa.

Agradeço por demais que tenha compartilhado sua obra, foi um prazer lê-la.

Assinado uma pequena vampira, <3