Verão 89
maddie
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 20/10/22 20:38
Gênero(s): Comédia LGBT Romântico
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 6
Comentários: 3
Total de Visualizações: 343
Usuários que Visualizaram: 10
Palavras: 474
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Verão 89

Verão de 89. Sol, praia e calor, Headless Cross tocava alto no rádio. Bella resmungou, num fraco muxoxo. Julie sorriu, ao volante, e sem tirar os olhos da estrada zombou do biquinho que a namorada fazia.

O conversível cortava a avenida com velocidade, fazendo o channel de Julie voar freneticamente. Bella usava um lenço azul e branco para que não acontecesse o mesmo, mas não podia deixar de achar adorável como a namorada ficava.

— Já que você não aguenta mais me ouvir ouvindo esse, escolhe um aí.

Não era como se Bella já não estivesse o fazendo.

Abriu a sacola repleta de discos de vinil, CD’S e fitas e procurou título por título até achar o que queria: Like a Prayer. Dessa vez o muxoxo foi de Julie . Bella riu alto e lhe deu um beijo estalado na bochecha.

As vezes nem as duas entendiam como elas, com gostos tão diferentes em tudo, foram gostar uma da outra. Bella dizia que achava que as duas se completavam, mas Julie achava que era por serem tão diferentes que mantinham o interesse.

As duas tinham um pouco de razão, no final das contas. Bella podia não ser a maior entusiasta do rock n’ roll, mas apesar de não perceber estava se afeiçoando cada dia mais com o Black Sabbath, culpa total de Julie que ouvia a banda sempre que podia. E ela, por sua vez, jamais admitiria, mas adorava aquele bendito álbum da Madonna, o favorito de Bella, e nem odiava tanto assim os outros que ela ouvia.

A prova maior era que, mais cedo, na loja onde compraram todas aquelas tralhas musicais — os melhores da década, segundo as próprias — a Lee havia comprado uma k7 de Purple Rain dizendo que era um presente para Bella , mas daria um jeito de roubar a fita mais tarde. O mesmo valia para o vinil de Emotional Rescue, que Bella já havia escondido mais cedo em sua mochila.

Quando o carro beirava o quarteirão da casa da Fier, Express Yourself já chegava no fim. Bella recostou a cabeça no banco, cantando Love Song baixinho enquanto fechava os olhos. Julie não pode evitar de olhá-la e sorrir.

Estacionou o carro na frente, mas antes que a namorada pudesse pensar em sair ela soltou:

— Tem certeza que quer voltar para casa agora?

Bella abriu os olhos de súbito, a encarando com um olhar que disse tudo. Julie sorriu, ligando o motor de novo.

— Vamos voltar pra praia, até lá aposto que te convenço a colocar Black Sabbath de novo. — Piscou.

Bella riu, jogando a cabeça pra trás.

— Bom, se esse for o preço pra ficar um pouco mais contigo. — Tateou o CD na sacola, o guardando no porta luvas onde seria mais fácil de encontrar. — Mas só depois de Till Death Do Us Part. — Mostrou a língua, fazendo a Lee gargalhar.

❖❖❖
Apreciadores (6)
Comentários (3)
Postado 20/10/22 23:42

kkkkkkkkkkk Gosto musical é sempre uma coisa sinistra. Eu tento ouvir de tudo, mas as vezes meu namorado se supera nas sugestões. Uma música pior que a outra. Bom, pelo menos a gente concorda com Imagine Dragons e a vibe Nightcore. Já é alguma coisa kkkkk

Parabéns!

Postado 09/02/23 00:18

jasdjadsh espero que um dia ele melhore nas sugestões (ou não, isso parece ser ótimo pra dar umas boas risadas). Obrigada por comentar <3

Postado 17/11/22 12:09

Que texto fofinho! Acho que descreve uma das faces mais bonitas do amor: o caber no outro, mesmo com diferentes encaixes. Considero linda essa ideia de nos aventurarmos no mundo do outro, sem abandonar o nosso. Acho que o amor tem dessas: a gente acaba mesmo gostando da pessoa e de tudo que ela gosta/consegue ser.

Ao ler, senti uma cócega no coração. Há uma beleza palpável que se materializa diante do leitor, tanto pela cena descrita, quanto por todos os sentimentos que você construiu. A leitura é fluida e conseguimos visualizar a situação descrita.

Obrigada por compartilhar conosco essa obra cheia de carinho e amor!

​Parabéns ♥

Postado 18/11/22 18:30

Que gracinha e que fofura * --- *

Acho que sou eu que sou a pessoa que mostra músicas ruins kkkkkk

Mas as pessoas costumam me mostrar músicas ótimas!

Adorei o texto, muito fofinho <3