cinzas
Pequena Estrela
Tipo: Lírico
Postado: 27/03/23 15:53
Gênero(s): Poema Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 39seg a 52seg
Apreciadores: 3
Comentários: 1
Total de Visualizações: 228
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 104
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

espero que gostem, me baseei na musica Ashes de Bear McCreary

Capítulo Único cinzas

caminhei pelos confins do mundo

em uma tentativa desesperada de realizar teu desejo

seu rosto está em todo lugar que vejo

e a saudade é o meu submundo.

sob o frio que corta e o calor que faz a pele queimar

tento vencer cada dia, subindo a montanha

do mais alto lugar, o lugar que desejas voar

para a eternidade, te levo em uma urna

serei eternamente sua

embora não estejas, te sinto

e agora, serás eternamente do vento

espalho no pico mais alto

tuas cinzas, tua vida, tua alma

que sejas levado pelos deuses

e que até que eu pereça, aproveites em Valhalha

❖❖❖
Notas de Rodapé

é isso.

Apreciadores (3)
Comentários (1)
Postado 15/11/23 15:52

Me pus a imaginar como seria a sensação de ter as cinzas de quem se ama em mãos e espalha-las ao vento...

Deve ser intenso, mas muito estranho também... A sensação da perda, a dor da finitude...

Seu poema traz com simplicidade uma imensidão de indagações...

Obrigada por compartilhar conosco!