Poesia de presente de aniversário
Sena
Tipo: Lírico
Postado: 25/03/24 00:27
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 139
Usuários que Visualizaram: 3
Palavras: 393
Não recomendado para menores de catorze anos
Capítulo Único Poesia de presente de aniversário

Na época éramos conhecidos,

E o seu aniversário se aproximava,

E a ideia que deu na minha mente disparsa,

Foi de te escrever alguma poesia, alguns poemas, que eu julguei mui bem escritos.

Neles consegui declarar o meu amor, o meu anseio, a minha admiração,

Neles consegui expressar a dor que me causava estar distante do seu coração.

Você agradeceu, e depois de ler disse que gostou muito, mas que estava precisando mesmo era de dinheiro.

E gostou mais do segundo presente, uma pulseira de ouro e um convite para sair.

Ele te traiu, desapareceu, deixou-te só e com a tua mãe para criar a menina que nasceu do "amor" entre vocês,

Agora é seu aniversário de novo, e eu quis corrigir o meu erro anterior: te dei dinheiro.

DInheiro para comprar o leite da criança, dinheiro para amenizar o peso dos custos de vida, dinheiro para você talvez sair, curtir um pouco a vida, como antigamente, Ofereci-te também a minha companhia.

E você agradeceu, e me abraçou, e disse que é claro que aceitaria sair comigo, e chorou nos meus ombros.

"O dinheiro está tão raro hoje em dia! [...] Vamos ter luz até o fim do mês! Se não fosse por você, ficaríamos sem energia elétrica ou racionando comida (teríamos que escolher) até o salário cair na conta, dia 30"

Mas, depois de tudo isso, seu olhar continuou com aquela falsa felicidade que oculta um velho desespero.

Afinal de contas, a vida ainda estava diante de ti - ainda tinha a filha para criar, a própria vida para tentar viver nos breves momentos nos quais a vida real é possível em meio à vida materna, a vida profissional, acadêmica.

A vida ainda estava aí, diante de ti, e assim estaria até que você por fim morresse.

E daí, creio eu, o olhar vazio - o sútil desespero de saber que a vida continuará.

E então percebi que cometi outro erro dessa vez - te dei dinheiro, mas deveria ter te dado também poesia.

Talvez, com a poesia, o desespero não seria desespero, mas esperança.

Esperança de que, apesar dos apesares, apesar da vida continuar, ela ainda tem muito para te dar.

Pois há tanta beleza entre o brutalismo das grandes cidades,

Tanto amor oculto pelas nossas máscaras de ironia ,

Tantas dores em cada coração, tantos ouvidos para escutarem essas dores, e tantas mãos para curá-las...

❖❖❖
Notas de Rodapé

Estou feliz com essa, mas merece uma revisão. Qualquer sugestão de como ela poderia melhorar é muito bem vinda.

Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 25/04/24 14:50

Este foi um texto interessante de se ler; parece feito para uma amiga minha, que foi mãe cedo, que nunca soube onde investir seus afetos, que é uma mãe dedicada e perdida. Acho que dá pra resumir muita coisa a partir desse trecho:"Talvez, com a poesia, o desespero não seria desespero, mas esperança."

Quanto à revisão, gostaria de sugerir que você envie seus textos para uma betagem. Suponho que esse seja um conceito estranho na Academia de Contos (nunca vi alguém falando sobre betagens por aqui), mas prometo que é um divisor de águas na vida do escritor.

O papel de um beta reader é estabelecer o contato inicial entre uma obra e seu público — ou seja, betas são os primeiros leitores de um texto. O beta reader fará a leitura crítica, avaliando tanto questões estruturais (como ortografia, coerência e coesão, clareza narrativa) quanto qualitativas (desenvolvimento de enredo e personagens, diálogos, descrições). Um beta reader também aponta erros gramaticais e ortográficos e, por vezes, pode atuar como revisor, corrigindo pequenos deslizes de pontuação e digitação — porém atendo-se sempre à estrutura original do texto.

Eu faço betagens há um bom tempo. Se tiver interesse em solicitar uma revisão, pode preencher meu formulário (ignore a parte em que eu restrinjo as betagens para o Spirit):

https://docs.google.com/forms/d/105zmXZg77eTxHagtVNuwlroczjbKWuQG0SgUJ_fqdbU/edit

Outras obras de Sena

Outras obras do gênero Poema

Outras obras do gênero Reflexivo

Outras obras do gênero Romântico

Outras obras do gênero Sobrenatural