paixonite de ônibus.
Pequena Estrela
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 23/06/19 13:34
Gênero(s): Crônica Romântico
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 3min a 5min
Apreciadores: 1
Comentários: 2
Total de Visualizações: 113
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 603
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Apenas apreciem esse continho doce como um algodão doce.

Capítulo Único paixonite de ônibus.

Passagem paga, entra no busão, passa o cartão e entra na catraca.

Esse mesmo ritmo todo fim de semana, não que eu esteja reclamando, pois não estou, mas é que admito que tem vezes em que sair de casa é algo tão pertubador, que um simples curso de sabado se torna um sacrificio, mas vamos que vamos, e novamente encaro com minha mãe aquela fila imensa em frente ao nosso onibus de volta.

_ Que belezura! _ digo acida _ Vamos sentar aonde? Na cara do motorista?

_ Filha, esses são modos? _ minha mãe me olha feio, e logo olha para frente fazendo aquela cara murcha de quem pensa o mesmo que eu, mas não admite _ É... teremos que ficar em pé de novo.

_ Bem, pelo menos é um dia a mais de vitória, e um a menos de aula antes da formatura _ sorrio, enquanto vejo a fila diminuir, nos aproximando daquela coisa enorme de quatro rodas.

Entramos finalmente no onibus, passamos o cartão, giramos a catraca, torci pra aquela porcaria não prender na minha mochila como da ultima vez, graças a Deus não prendeu, me apoiei naquelas barras de apoio amarelas do onibus e fiquei por lá, minha mãe teve sorte, pois achou uma colega de anos no mesmo onibus e começou a papear.

E eu aqui, sozinha, só ouvindo pessoas falando e olhando a paisagem rala que passa pelo vidro enquanto o onibus anda, fazendo paradas vez ou outra, até que olho de soslaio para um rapaz, um de cabelo claro, foco meus olhos no de cabelo claro por alguns segundos, ele era bonito, parecia estar entediado também. Fico olhando uns 10 segundos, encarando praticamente, sempre fazia isso quase todos os sabados desde que vi ele pela primeira vez.

_ Ô filhota ! _ minha mãe me cotuca com força.

_ Hã? _ saio dos meus pensamentos e a olho embasbacada, quanto tempo mais fiquei comendo o rapaz com os olhos? Será que ele ou minha mãe notou?

_ Falta só mais uma cidade para chegarmos, minha colega já desceu e se despediu e você nem ouviu ela falar com você, ficou olhando pela janela o tempo todo, e não apenas olhando a janela, mocinha. _ mamãe dá um risinho doce mas logo balança a cabeça se fingindo de zangada.

Ô merda, ela notou eu secando o cara, isso vai dar o que falar!

O rapaz desceu do onibus, fingi não olhar pra ele descendo, e resolvi falar com minha mãe sobre coisas aleatorias que costumavamos falar.

O tempo passou, após mais paradas e paradas, chegamos na rodoviaria da minha cidade, descarto o cartão para sair pela outra catraca e pulo pra fora do onibus, sentindo aquele ar geladinho me revigorar, eu e minha mãe voltamos para casa, estamos um trapo!

Vou tomar um banho, coloco minhas vestes largas e coloco a roupa que usei para ir ao curso para lavar, me jogo no sofá, e pego meu celular, até que vejo, uma mensagem, era o rapaz !

Na mensagem:

"Oi, tudo bem?"

Respondi que estava tudo bem, e a conversa foi fluindo até que ele solta:

"Fiquei reparando em você faz uns sabados, e deu a impressão de você estar fazendo o mesmo comigo rs"

Sorri, sorri bobamente, puta merda ele me notou, minha paixonite do onibus me notou!

Eu estou feliz.

sabe lá quanto tempo essa coisa vai durar, só sei que até agora, desde esse dia da mensagem, que já faz um tempinho, sempre conversamos.

Espero que não seja mais uma ponta de faca para me cortar, e se for, tudo bem, lá se vai uma paixonite boba, mas até isso não acontecer.

ele será minha paixonite, a numero 1.

❖❖❖
Notas de Rodapé

É isto bbs, até.

Quis fazer algo fofo, pois li muita coisa romantica nos ultimos dias, não que eu esteja apaixonada, credo!

Apenas estou curtindo minha vida sem amores, por enquanto.

Então nem tentem me shippar com o garoto ficticio do onibus viu? rs

ou shippem sei lá kkkk

Até breve, beijão da Estrela!

Apreciadores (1)
Comentários (2)
Postado 23/06/19 21:42

Você e sua escrita peculiar kkkk nao sei nem o que comentar. Vou deixar minha consciência decidir isso amanha kkkkk

Postado 24/06/19 08:54

Eu espero você decidir o que comentar, estou sem pressa rsrs

Postado 24/06/19 16:00

Eu diria que sendo verdade ou nao, uma pequena paixao de ônibus nao é ruim. Desde que disso não passe.

Postado 24/06/19 21:32

Você avisou tarde demais que não era para shippar. Já foi :P

E não me arrependo rs

Gente, deu vontade de pegar um buzão só para encontrar um crush, mas é sofrido. Entretanto, me lembrou um evento atípico que guarda sentimentos inexplicáveis, então é melhor deixar quieto.

Apenas apreciar esse texto é muito pouco se comparado a grandeza do mesmo. Então, fica aqui nesse mísero comentário o botão de amar infinitamente (puf - apertei! ).

Ele é tão suave, gentil e quase que palpável o suficiente para dobrá-lo e guardá-lo no bolso, levando para todos os lugares. Guardo-o então, no bolso do meu coração.

Meus parabéns anjo por mais uma obra <3

Postado 25/06/19 16:44

Teu comentário é o melhor sempre Malva, queria sempre comentar com tanta eloquencia nas obras, sinto sua doçura ao longe e sinto também a vontade de abraça-la, pois parte do pequeno talento que possuo, eu uso para me inspirar em pessoas como você.

Obrigada por ler,e outra, pode shippar com o garoto do onibus, já que estou livre de amores, o que custa ter um ficticio né? kkk

Obrigada mais uma vez por ler e apreciar <3

Postado 25/06/19 23:02

Quando tu menos espera, Eros irá lhe pregar uma peça. Tente ao menos se precaver, vai por mim rs

Seria uma bela história, digna de um livro, na real rs

Ahh, pode vir, adoro abraços. Engraçado, tenho a mesma sensação sobre ti, o que é bizarro, pois geralmente não sou muito receptiva e extrovertida. Você tem a sina da simpatia.

Você é muito querida e extremamente talentosa, Possui muito potencial, lembre-se sempre disso <3