Fer(ida)
Sabrina Ternura
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 18/08/20 19:10
Editado: 18/08/20 19:13
Gênero(s): Drama
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 6
Comentários: 5
Total de Visualizações: 321
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 162
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Old soul, your wounds they show

I know you have never felt so alone

(Angel By The Wings - Sia)

Capítulo Único Fer(ida)

Meu coração sempre foi marcado pela dor, mas ele nunca mais foi o mesmo, depois de tantas vindas momentâneas e idas eternas. Todos os dias são compostos de segundos infernais imersos em eternidade, enquanto as batidas de meu coração soam como o tic-tac de um relógio composto de números incompletos.

Eu me sinto fora de ordem sem vocês.

Não há uma palavra que consiga descrever com exatidão uma ausência. Só há o vazio enorme cheio de um milhão de sentimentos que nunca deixam de me esvaziar. É a perpétua solidão que anda de mãos dadas com a saudade e que não me deixa esquecer de meu exílio.

Eu me sinto uma bagunça sem vocês.

Minha alma é uma ferida enorme que sempre doerá e me pergunto se algum dia ela parará de sangrar. Não precisei ir até o Inferno para eternamente sofrer, afinal, cá estou eu, condenado em vida a suportar as suas partidas.

Eu me sinto mais morto do que vocês.

❖❖❖
Apreciadores (6)
Comentários (5)
Comentário Favorito
Postado 24/08/20 21:25

A carga emocional dessa obra é tão forte e intensa que se torna impossível não se identificar. Eu falo por mim nesse momento, é como se fosse um trecho autobiográfico meu dos últimos anos. É tétrico, mas ao mesmo tempo há uma pontinha de conforto por saber que esse sentimento não é solo.

Eu costumo dizer que a dor da perda - de quaisquer modos - modifica as pessoas de formas diferentes, mas normalmente tem-se uma consequência em comum: um coração e alma fria. É difícil olhar para trás e se perguntar o que ocorreu, não é? De sorrir automaticamente, criando uma máscara de positividade, quando no âmago tudo se encontra transbordando e cada vez mais o abismo da depressão se expande.

Acima de tudo, fica a interpelação: quando isso terá fim?

É uma ferida na alma que não pode ser vista, todavia, sentida ao extremo. Um vazio no peito de algo que um dia reinou e hoje já não há mais vestígios. E, bom, uma das alegações que mais concordo é que realmente não é preciso ir até o inferno, afinal, já não estamos no nosso próprio?

Espero que esteja bem, Tristeza.

Obrigada por compartilhar essa obra magnífica conosco ♡

Postado 27/08/20 15:59

Fico muito feliz que essas palavras tristes tenham trazido alguma forma de identificação. É um mar de tristeza perder alguém que amamos e é difícil imaginar como a vida será sem ela, mesmo que o tempo passe...

Obrigada pelo comentário complementador da obra e pela presença sempre tão estimada por mim, Pãozinho

Postado 18/08/20 19:30 Editado 18/08/20 19:32

Senhorita Tristeza, você gosta tanto assim de pisar no pobre coraçãozinho dos seus leitores????

Porque, olha, dessa vez você pisou, depois subiu no trator, me atropelou, e ainda voltou de ré para atrolar de novo!!

Eu amei toda essa tristeza e vazio que o texto transmitiu. "Minha alma é uma ferida enorme" eu não tenho nem palavras para dizer o quanto eu adorei essa frase!! <3

Um enorme abraço <3

Postado 18/08/20 20:35

A Tristeza sente, sim, alguma satisfação em devastar corações (ela é o pior dos T's, na minha singela opinião).

Fico feliz que tenha gostado!

Obrigada pelo comentário e presença sempre maravilhosos, Mei ♥

Postado 18/08/20 21:11

Uma música tão boa pra um texto tão bom, vc colocou pra fora tudo que a música tinha pra dizer, e nossa foi tão demais o jeito que vc fez isso, parabéns viu, vc é muito talentosa *_*

Postado 18/08/20 23:50

Me alegra muito saber que texto e música combinaram. O foco era justamente esse.

Obrigada pelas palavras gentis e pela presença que sempre me alegra, Vilminha

Postado 12/09/20 20:38

Daí você vê uma escritora divina, com uma música maravilhosa. É de destruir tudo e qualquer coisa, senhoras e senhores.

Seu T de Tristeza sabe como ser encantador e como se utilizar de todas as armas ninjas para tentar cortar cebola perto de mim (Não funciona, mas as tentativas são incríveis).

Parabéns, Brinis! <3

Postado 13/09/20 15:27

Fico encantada por saber que as tentativas são dignas kkkkk

​Obrigada pelo comentário e presença, Flavinha ♥

Postado 11/04/21 23:05

Dá para sentir a tristeza.

Como é difícil a separação daqueles que amamos...

Obrigada por compartilhar conosco.