O homem e o monstro
Pedro de Andrade
Tipo: Lírico
Postado: 07/09/16 12:53
Editado: 07/09/16 20:07
Gênero(s): Poema
Avaliação: 9.5
Tempo de Leitura: 27seg a 36seg
Apreciadores: 10
Comentários: 3
Total de Visualizações: 766
Usuários que Visualizaram: 13
Palavras: 73
Livre para todos os públicos
Capítulo Único O homem e o monstro

Nada pior que ser meio termo.

Não feder e nem ter bom cheiro.

Na mente, não um enfermo,

Porém um terrível, feio.

Loucura é algo na sociedade

Que é desvalorizado.

Afinal, se não impede de trabalhar,

Não é problematizado.

"Só está choramingando".

Adoraria de você arrancar

A tua Linda face ,

Não a merece mais que eu.

Aos poucos pirando,

Em si se afogar ,

Não tem nada de arte.

Quero o que é meu!

❖❖❖
Apreciadores (10)
Comentários (3)
Postado 07/09/16 23:29

Cara, que eu lírico doido! hehehe

Gostei bastante, bem original. E não teria como eu discordar mais da primeira estrofe, eu sou um grande fã do "meio-termo" pra praticamente tudo xD

Postado 08/09/16 22:25

Aprendeu bem :3

Postado 12/09/16 13:39

Quero o que é meu, quero o que é meu...

Sério, isso é lindo! Hehehe. E diferentemente do Dan, também acho um saco esse meio-termo. Tem que ter posição para tudo.

Parabéns!

Postado 10/01/18 23:24

Poema incrível! Parabéns ❤