Para a Dama Literária
Silva
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 11/06/21 20:40
Editado: 11/06/21 21:03
Gênero(s): Reflexivo Romântico
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 8
Comentários: 5
Total de Visualizações: 454
Usuários que Visualizaram: 13
Palavras: 410
Este texto foi escrito para o concurso "Amor à Moda Antiga" Escreva uma carta que fale sobre amor, seja romântica ou não. Ela deve ser endereçada a alguém (real ou imaginário) e você pode falar sobre que quiser nesta carta desde que seja sobre amor! Ver mais sobre o concurso!
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Você sabe que eu nunca levei muito jeito com romance, mas aqui está.

[^-^]❤️

Capítulo Único Para a Dama Literária

Querida Dama Literária, te escrevo este aglomerado de palavras não tão poéticas, porém certamente sinceras. Confesso que romances sempre me foram um tanto...

Clichês, enfadonhos e melodramáticos (Foi mal Nicholas Sparks).

Mas de fato o "amor verdadeiro" por vezes é uma bela fantasia idealizada até as gotas de realidade borrarem a maquiagem social. E se tem algo superficial hoje, com certeza muitos relacionamentos se encaixam perfeitamente na liquidez do transitório e do fútil.

Mas também posso dizer que é estranho como algumas pessoas entram na nossa vida e de repente a tornam mais colorida. Lembro-me da primeira vez que nos conhecemos nestas telas que conectam esses milhares de quilômetros.

Retomei no tenebroso 2020 o já distante hábito de escrever meros enredos para me livrar das garras do tédio. Alguns capítulos depois... e lá estava você naquele site de ficções. Seu perfil e obras foram um verdadeiro achado.

Fui arrebatado pelos seus contos de terror, com uma única ressalva que eram tão bons que poderiam ser mais longos. Tomei coragem já pensando em ser ignorado ao mandar aquela mensagem.

E você respondeu.

E eu sequer poderia imaginar que isso mudaria tudo.

Nosso primeiro diálogo foi sobre sua lista de livros e na minha empolgação e nervosismo, até esqueci de dizer meu próprio nome. Nunca tive segundas intenções, afinal você me ensinou o valor da força sendo uma pessoa doce e gentil mesmo suportando tantas adversidades.

No entanto, para surpresa deste tímido atrapalhado, as conversas foram fluindo sob uma brisa suave e em pouco tempo você se tornou tão essencial para mim quanto as máscaras que nos protegem.

Compartilhamos parágrafos, capítulos, histórias, dilemas e alegrias.

O que dizer da chamada de vídeo onde me provei um romântico incorrigível ao perguntar sobre as atividades socioeconômicas da sua cidade? Nem Shakespeare escreveria tal cena!

Me desculpe, mas foi o que consegui pensar quando fiquei intimidado diante do seu olhar castanho e penetrante.

Por vezes ainda me pergunto se você é mesmo real e não uma personagem saída das páginas de um bom livro.

Seu sorriso me desconcerta, sua voz me encanta e seu conhecimento me atraí para o seu maravilhoso mundo de histórias.

Você iluminou minha vida de um jeito que nem o maior dos watts de potência poderia fazer. Não sei o que o futuro reserva e não tenho ideia se um dia nos encontraremos além dessas telas, mas vou guardar tudo isso comigo sabendo que escrevi e vivi um amor de livros.

❖❖❖
Apreciadores (8)
Comentários (5)
Postado 21/06/21 16:02

Uma leitura aprazível e ao mesmo tempo um pouco dolorosa de ter sido feita, admito. Mas, no final dela, um quase impercepitível sorriso se formou em meu rosto, tanto pela identificação com muito do texto em si quanto pela minha atual capacidade de conseguir, de fato, prosseguir a leitura até o final.

Ainda há um longo caminho, mas ao menos os passos iniciais finalmente foram dados, afinal.

Perdão pela divavação inoportuna, Sr Silva! Sua obra é um belo lembrete de que o amor pode surgir quando, onde e com quem menos se espera e, caso tão preciosa história seja real/intimista (e gosto de crer que seja), torço com toda a força do que me resta de coração que nem a vida e nem o mundo interrompam-na, mas sim que ela progrida mais e mais até que tudo possa ser vivenciado pessoalmente, integralmente e repetidamente!

Muitíssimo obrigado por nos brindar esta belíssima história (que para mim teve um peso, compreensão e impacto ainda maiores) e meus parabéns por tê-la (d)escrito de forma tão afável e contemporrânea!

Muito boa sorte no concurso!

Saudosamente,

um ser que por um breve (tão breve...) período pôde ter um vislumbre de tal dádiva aqui narrada, Diablair.

Postado 05/07/21 23:47

Querido Silva,

Estes amores que nasceram neste fim de mundo, são os mais bonitos! Nos renovam, dão vida e esperanças, faço parte do clubinho que foi salva por chamadas de vídeo com a pessoa amada, faço parte do clube de românticos incorrigíveis, e meu Deus, como é difícil ser assim!

Todos os sentimentos e memórias expressados na sua obra, me fazem sorrir, se você não se achava bom em escrever romances, pode mudar de ideia, pois isto é autêntico a seu próprio modo!

Senti falta apenas de um destinatário, quem será a pessoa misteriosa? Hmmm descobriremos...? Diga que sim...

Muito obrigada pela sua ilustre participação no concurso, parabéns pela obra e boa sorte!

Com carinho,

Uma das sortudas que fez um web namoro dar certo na pandemia,

Seis.

Postado 09/07/21 00:41

Tive um ataque de fofura, mas passo bem~~~~

As linhas se desenvolvem em mar de sentimentos misto e até determinado ponto eu não sabia se chama de uma amizade profunda ou amor distante o que o autor da carta descreve até cabar de boca aberta com as últimas linhas em que uma perfeita rima acaba com a duvida e deixa um sentimento de que todo amor é valido e vale ser vivido~~

Que fofuraa~~ Eu adorei! Uma dose de amor moderno descrito e desenvolvido qmuito bem, parabéns! Agradeço por ter compartilhado sua obra e pela honra de ter seu texto participando do concurso~~

Assinado uma pequena vampira, <3

Postado 10/07/21 07:57

Senhor Silva!

Sua obra me surpreendeu pela graça, doçura e romantismo...

Confesso que foi uma grata surpresa, pois até o momento só me recordo do seu lado mais dark...

Amei sua carta, a forma da escrita e principalmente o leve toque humorístico da narrativa.

Tudo fez um belo pacote e entregou ao leitor uma caixinha recheada e amor, calor bons sentimentos.

"...em pouco tempo você se tornou tão essencial para mim quanto as máscaras que nos protegem" - amei esse trecho!

Estou deveras encantada por sua obra, ainda mais que soube fazer bom uso da realidade atual e até usar "nossas dores" para realçar o toque romântico...

Agradecida pela maravilhosa viagem que seu texto proporcionou, pois certamente a leitura aqueceu meu coração numa manhã tão fria...

Abraços e boa sorte no concurso!

Postado 30/07/21 21:53

Aaaaaaaa que coisa mais linda, Sr. Silva!!

Gostei tanto de poder conhecer essa faceta romântica e fofinha de você!!

O amor é realmente algo lindo, que pode mudar completamente nossas vidas...

"Seu sorriso me desconcerta, sua voz me encanta e seu conhecimento me atraí para o seu maravilhoso mundo de histórias. Você iluminou minha vida de um jeito que nem o maior dos watts de potência poderia fazer." - esse trecho foi tão lindo que me emociou <3

Um grande abraço <3