Reconhecer-me (Em Andamento)
Sana
Usuários Acompanhando
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 01/09/16 14:31
Editado: 01/09/16 14:34
Qtd. de Capítulos: 1
Cap. Postado: 01/09/16 14:31
Cap. Editado: 01/09/16 14:34
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 4min a 6min
Apreciadores: 3
Comentários: 3
Total de Visualizações: 685
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 792
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de dezoito anos
Reconhecer-me
Notas de Cabeçalho

Oi, amores.

Essa é a minha primeira fanfic com o Justin postada no site Spirit Fanfics, eu (Jhen ) e a Esther, tivemos essa ideia e decidimos desenvolve-la. Aqui ela será original, de acordo com as regras.

Estou meio vidrada em histórias envolvendo distúrbios ou doenças cerebrais, se lerem minhas outras histórias perceberão isso.

Capítulo 1 Prólogo. — Afundando-nos.

Ela repara em seus movimentos e memoriza sua voz, gravando sua forma de entonação. Nota os fios de cabelo, observa as vestimentas, procura suas características mais marcantes, para que elas se tornem permanentes em seu cérebro defeituoso. Sabe que pode se lembrar de seu canto, de sua altura, de seus gestos, mas também sabe, tem quase certeza de que pode não reconhecê-lo da próxima vez que encará-lo. Poderia desistir de encarar suas orbes castanhas por tempo suficiente de deixá-las gravadas em sua memória por saber que corria o risco de não se lembrar delas. Ela simplesmente queria ignorar seus detalhes e fixar o olhar em seu rosto até decorá-lo, e nunca ter o risco de esquecê-lo. Miracle queria poder simplesmente ignorar o fato de que a face dele não ficará fixada em sua mente até um próximo encontro, e que todos os rostos que passam por ela, inclusive o dele, são esquecidos com um piscar de olhos.

Prosopagnosia em grego: "prosopon" = "rosto", "agnosia" = "incapacidade de reconhecer” (também conhecida como cegueira para feições) trata-se de uma desordem rara de percepção da face, na qual a capacidade de reconhecer os rostos está danificada. Os casos variam de nível de acordo com o dano causado. Vão de baixo, quando não reconhece apenas a quem não vê com frequência, ao nível extremo, onde não reconhece nem mesmo rostos familiares, dos quais costuma ver diariamente.

Miracle possuía o distúrbio em nível extremo.

Ela nunca seria capaz de dizer a Geist o quanto era lindo, ou o quão maravilhoso estava ao acordar pela manhã por não saber se aquele era mesmo o rosto de seu amado ou apenas mais uma das ilusões de seu cérebro.

Passava todos os dias inventano e reinventando o rosto de seu amado, se auto mutilando por saber que mesmo que tentasse incessantemente nunca seria capaz de ter em mente qual era a verdadeira face da pessoa por quem estava completamente apaixonada.

Não seria capaz de falar "aquele é o meu namorado" ou o chamar em meio a uma multidão enquanto o mesmo viesse em sua direção pois nem mesmo ela saberia que Sehen estava diante do seus olhos sem que se falassem antes.

O pior é que Erkennen sabia que além de feri-la, agora também feria aquele que a amava.

(...)

Ela corria, já quase não enxergava por conta do amontoado de lágrimas em seus olhos. Bateu as costas contra a parede, escorregando seu corpo cansado até estar sentada sobre o chão de seu quarto. A silhueta do rapaz se fez presente no local, andando lentamente até ela.

Seu coração se apertou e a vontade de chorar veio à tona ao vê-la daquela maneira.

Ele respirou fundo, se sentando ao seu lado e a abraçando. Suas mãos afagavam o cabelo da garota enquanto os soluços da mesma ecoavam no cômodo.

— Racle, enxugue essas lágrimas, olha para mim. — Ela o fez, encontrando uma face completamente desconhecida no rosto dele. Soltou um grito de frustração.

Estava cansada de tudo aquilo.

Abaixou sua cabeça, fechando os olhos.

— De que adianta enxugá-las, Sehen? — Sussurrou, sem forças. — Não conseguiria vê-lo verdadeiramente mesmo que elas não estivessem embaçando minha visão.

Por alguns segundos, o silêncio se fez presente.

Geist só queria tirar aquele sentimento ruim de dentro de Miracle e colocá-lo em sí. Queria poder tirar todo o sofrimento dela e ser o único a suportar toda aquela dor que agora era sentida por ambos.

— Eu te amo. — Sussurrou de volta, tentando amenizar a situação. —Eu não me importo com isso.

A cabeça da garota estava erguida novamente, mas seus olhos ainda estavam fechados.

— Mas eu me importo Sehen. Você não tem noção do quanto isso me machuca, do quanto dói não poder ver o rosto daquele que amo. Do quanto me dói ver que isso também machuca você. — Ela virou, o olhando nos olhos. Ele ia se pronunciar quando foi interrompido. — Não adianta dizer o contrário. Eu posso não conhecer seu verdadeiro rosto mas eu consigo ler seus olhos e nesse momento eles estão refletindo toda a dor que isso está causando a você. — Voltou seu olhar para o chão. — Que eu estou causando a você.

Ela se sentia culpada, desolada.

Uma peça defeituosa incapaz de fazer algo que uma normal faz facilmente.

Incapaz de fazer algo tão simples quanto reconhecer o rosto de uma pessoa que sempre está ali, com ela.

A única coisa que Miracle conhecia completamente era a alma dele.

Era para ser o suficiente e na maioria das vezes era, mas nas outras que lhe restavam era algo que a causava uma dor mais insuportável que a de uma morte por afogamento.

E essa era uma dessas vezes restantes.

Erkennen estava afundando, levando Sehen consigo e, enquanto se afogava, rezava para que ele soubesse nadar.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Link da história no spirit caso queiram ler por lá: https://spiritfanfics.com/historia/reconhecer-me-5575848

Criticas são bem vindas, desde que não sejam ofensivas.

Espero realmente que digam se estão gostando ou irã acompanhar, para eu saber se devo continuá-la ou não.

Apreciadores (3)
Comentários (3)
Postado 02/09/16 22:05 Editado 02/09/16 22:06

Mais do que incentivada a continuar! Particularmente até sugiro que divulgue no fórum de divulgação :)

Achei muito legal o prelúdio da história. Fiquem meio confusa com esse turbilhão de sentimentos de repente, mas não de forma negativa. Você escreve muito bem e sua técnica é muito boa!

Espero que continue atualizando! ^^

Postado 08/09/16 15:09

Continue atualizando, por favor! De fato, esta obra tem uma grande capacidade de surpreender.

Parabéns, moça.

P.S.: Amei a capa <33

Postado 17/10/22 06:28

Aaahhh que história fofa!

Que capa mais linda!

Que autora mais talentosa <3