Profana Perdição
Meiling Yukari
Tipo: Lírico
Postado: 16/08/20 18:33
Editado: 07/09/20 23:05
Avaliação: 9.8
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 14
Comentários: 13
Total de Visualizações: 857
Usuários que Visualizaram: 22
Palavras: 174
[Texto Divulgado] "Deusa Solidão" Sinopse
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Olá, pessoinhas queridas deste amado Antro Maldito!!

Aproveitando a belíssima imagem número 5 do Desafio de Agosto, meu lado mais obscuro e cheio de podridão resolveu voltar a vida!!

Já estava na hora de voltar com tudo para a deliciosa carnificina!!

E como meu homenageado supremo, temos o querido DIABLAIR...

Este poeminha doce e sanguinolento é para você, Diabzinho!!

Capítulo Único Profana Perdição

O cheiro fétido lhe causava prazer

Adorava sentir dor, e fazer os outros doer

Deleitava-se com os gritos hediondos que abominavam no ensandecer

Mas que, infelizmente, sempre findavam ao amanhecer.

Primeiramente o susto, o medo e o pavor

Segundamente o grito, o choro e o terror

Depois as pancadas, as facadas e a excruciante dor

Deliciosas, principalmente quando a vítima clamava: "pare, por favor!"

É um trabalho escultural, riscar a pele delicadamente

Para então apertar a faca, afundando profundamente

E ver escorrer o doce sangue bordô, languidamente;

O lambendo e chupando deleitosamente.

Após a delicadeza começa a profanação

Afunda as unhas podres nos cortes e retalha com precisão,

Grita em seu insano orgasmo de perdição

Arranca com os dedos nacos de carne, e os devora sem medo da punição.

Repulsiva é a imagem da criatura deplorável

Em meio a toda heresia, tudo termina com um abraço abominável

No qual morde e dilacera o pescoço do pobre miserável...

E então contorcendo-se a vida se esvai, com os primeiros raios de sol de uma manhã adorável.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Espero que tenham gostado <3

Apreciadores (14)
Comentários (13)
Comentário Favorito
Postado 16/08/20 20:23

Pelo amor de Lúcifer, que obra mais linda e abominável temos aqui! Claro, a maioria absoluta repudiaria tais versos, mas eu... Oh, Satã, eu me comprazo em toda essa Doença tão rica e malevolentemente descrita!

É tão bom ler e imaginar cada estrofe ocorrendo de novo e de novo em minha mente retorcida e incessante... Aliás, moldar tão inumano horror em versos torna tudo ainda mais sublime e, por que não, grotesco...

Eu já disse o quanto eu te adoro e admiro, Mei? Fico muito honrado, agraciado e empolgado com esta belíssima obra e homenagem à minha desgraçada pessoa, muitíssimo obrigado por compartilhar não só este texto, mas esta faceta conosco!

Atenciosamente,

Um ser profano e profanador em N sentidos, Diablair.

Postado 17/08/20 22:03

Diab <3 <3 <3

Fico tão feliz que meus singelos versos tenham sido tão bem aproveitados por sua imaginação doentia!!

É tão reconfortante ter pessoas como você para compartilhar desse tipo de doença sanguinolenta!!!

Muitíssimo obrigada, de todo coração, pelos queridos elogios que o senhor fez sobre meu poema!!

Atensiosamente, uma criatura profana que também o admira e adora muito,

Meiling!

Postado 16/08/20 20:14

Nunca se deve duvidar da sua capacidade genial em surpreender o leitor, enquanto o dilacera e o faz querer sair correndo de medo.

Tudo nesse poema é extraordinário. As rimas sensacionais, chamam o leitor para dançar uma melodia mortal nesses versos mórbidos e sanguinolentos. O eu lírico consegue descrever com maestria a sensação e, principalmente, a situação de se estar realizando tal ato. A leitura termina com um adorável amanhecer e com o leitor ensopado de sangue, afinal é impossível ler essas palavras sem se sujar com todo o miasma sombrio que envolve os versos.

Há maldade, crueldade e muita insanidade nessas estrofes tão bem construídas. Os leitores mais frágeis, com certeza, ficarão escandalizados e/ou surtados de medo. É preciso ter uma alma maníaca para se deleitar com essa leitura - o que, por sinal, é completamente o meu caso u.u.

Obrigada por compartilhar essa obra macabra conosco, nesse pacato domingo em que a carnificina decidiu voltar com força total.

Parabéns, mil vezes, minha querida e sádica Mei ♥

Postado 17/08/20 21:57

Aaaaaaa, senhorita da alma maníaca <3

Escandalizar leitores frágeis é meu passatempo preferido, rs <3

Eu agradeço imensamente por você ter gostado tanto dessa insana doença completamente gore que eu acabei escrevendo!!

Muito obrigada por todos os maravilhosos elogios!!

Um grande abraço <3 <3 <3

Postado 17/08/20 08:53

Surpreendentemente, essa é uma situação que pode ocorrer em meio a nossa sociedade moderna corrompida e mascarada com falsos valores. É sempre intrigante retratar esse lado dark do ser humano, para que ele veja que não há perfeição nele.

Postado 17/08/20 22:08

Sr. Urizen, que honra sua presença aqui em meu poema!! <3

Muito obrigada por ter lido e comentado!! Realmente, o ser humano é uma criatura bastante imperfeita em todos os mais variados sentidos...

Se for para acreditar em uma versão cristã de mundo, com Deus, nesse caso eu não posso aceitar que o homem tenha sido feito a sua imagem e semelhança. Pois aí restaria apenas a opção de que Deus é um ser horrível... pois os homens com toda a certeza do universo o são.

Prefiro pensar que o homem é apenas a criatura mais imperfeita e horrível que Deus criou.

Mas como o senhor já bem sabe, sou Budista, então, esses são apenas alguns pensamentos, me desculpe por ter desgarregado eles aqui ao responder seu comentário...

Um abraço <3

Postado 18/08/20 11:17

O ser humano, srta mei, por mais que se diga "santo", nunca vai entender qualquer tipo de valor divino ou transcendete.

Porque seu próprio ego o impede de reconhecer suas falhas e usa-las para melhorar.

É bem mais simples jogar a culpa em outros.

É por isso que eu tenho uma visão cristã-alquimica, porque acho que há sempre uma troca em tudo.

Postado 18/08/20 12:42

Entrei aqui mesmo com o titulo vendo a classificação de 18 anos, daí vi a homenagem pro moço Diablair, e mesmo assim eu teimei em ler kkkkkkk, isso foi medonho, o ser humano é cheio de perdição mesmo, mas pelo menos vc escreveu em poesia pra deixar tudo mais bonitinho kkkkkk, é incrível que filme de terror eu não consigo mesmo assistir, mas ler o terror é um pouco menos ruim, apesar de me deixar até nauseada com a situação descrita, o que pra vc deve servir como elogio né, de conseguir causar as náuseas no leitor kkkkkk, então nesse quesito vc tá de parabéns viu kkkk

Postado 20/08/20 20:54

Parece que mais alguém está lentamente adentrando na Escuridão, Srta Meiling... E o potencial de tal evento se mostra deveras interessante....

Postado 21/08/20 12:01

Senhorita Vilma!!! <3

Que honra e felicidade sua presença aqui neste meu poema hediondo!!

Siimm, me foi um elogio dos mais divinos saber que minhas singelas palavras puderam náuseas alguém!!!

Muito obrigada <3

Abraços <3

P.S. DIABLAIR, O PROFANADOR DE ALMAS CORROMPEU A INOCÊNCIA DESTA MOCINHA AAAAAAAAAAAA

Postado 20/08/20 20:01

Impressionante! perturbador e cruel, capaz de estemecer e arrepiar a espinha de qualquer ser humano! Parabéns

11

Postado 21/08/20 11:58

Eliézer!!!!

Que elogios mais incríveis e maravilhosos!!! <3

Seu comentário me deixou imensamente feliz ao dizer que meu poema foi perturbador a esse ponto!!

Muito obrigada mesmo, e um abraço!! <3

Postado 21/08/20 12:04

Sem dúvidas senti falta de todos esse sangue e gritos, hahah!

Seu texto foi um expetaculo para as mentes insanas e/ou ocultas.

Sinto uma vontade insana de arrancar alguns ossos depois dessa magnífica leitura, obrigado!

Agradeço por compartilhar seu espetaculo e participar do desafio, uma parte de mim agradece por acorda-la! Ahhaah...

Assinado alguém que sorriu ao ler, <3

Postado 21/08/20 12:28

Eeeeebaaa * ---- *

Mais uma mente doentia e insana para o clubinho psicopata da Academia hahahaha <3

Uuuii arrancar ossos parece ser uma delícia, vamos arrancar uns ossos por aí juntas!!!

Eu que te agradeço por esse lindo comentário, senhorita Shizu <3

Um grande abraço <3

Postado 22/08/20 10:22

Me fez pensar em Jack o estripador...

Devia ser um tipo de sentimento assim que o dominava...

Parabéns pela mistura perfeita de horror e erotismo!

Postado 23/08/20 16:23

Senhorita Monise!! Que alegria e honra receber sua presença aqui em meu poema!!

Agora que você citou, realmente isso tudo faz lembrar do Jack...

Muito obrigada, de coração, por ter lido e vindo elogiar minha escrita <3

Abraços <3 <3 <3

Postado 31/08/20 07:15

É DISSO QUE O POVO GOSTA!!! É ISSO QUE A ACADEMIA DA CARNIFICINA VENERAAA!!

Ok, me controlei. É que em uma AC dominada pelo carinho, quando vemos a Carnificina aflorar, tenho vontade de panfletar e gritar.

É simplesmente macabra a forma como você mostrou os atos abomináveis dessa criatura repulsiva. Eu estou fascinada e encantada, de verdade.

Parabéns e muito obrigada por postar algo assim. <3333

Postado 31/08/20 16:09

AAAAAAAAAAAA QUE FELICIDADE SABER QUE VOCÊ GOSTOU DESSA PROFANAÇÃO AQUI HAHAHAHA <3

Muito obrigada mesmo, Flavinha, meu coraçãozinho assassino está muito feliz com esse seu comentário tão maravilhoso <3

Um grande abraço macabro para a senhorita <3

Postado 04/10/20 10:18

Se colocar esse poema de um lado e a autora de outro ninguém vai acreditar que são obra e criadora! hahaha

Mei, pq vc é tão sensacional? <3

Postado 18/10/20 23:52

Aaaaaa Joylinda e maravilhosa do meu coração, você me deixa até sem jeito com um comentário lindo desses <3

Muito obrigada, fico tão feliz que você gostou desse meu poeminha * - *

Um grande abraço <3

Postado 18/10/20 23:43

Sim, foi útil. Uma bela homenagem. Não consegui imaginar muita coisa, mas consegui sentir algo. Foi bem de raspão, mas eu senti. E foi confortável a sensação.

Postado 18/10/20 23:54

Aahh que pena que a reação não tenha sido tão intensa aí, mas valeu pelo menos um pouco a pena hahahaha

Muito obrigada por ter vindo ler!!

Abraços para o senhor <3

Postado 19/10/20 00:08

Kkkk. Eu tenho esse problema. Quando textos são inspirados em outras pessoas eu não consigo aproveitar muito bem a leitura e absorver. Me sinto invadindo a privacidade, fuçando onde não devia. O texto, em quesito qualidade, tá ótimo. Mas dado aos empecilhos na minha própria composição mental eu não consigo mergulhar na alma do texto. O que me deixa triste. Tem muito texto bom que tô perdendo por aqui graças a esse meu defeito. Hehe

Postado 22/10/20 23:13

Fiquei fascinada e arrepiada <3

me desculpe o comentário curto. Não consigo escrever muita coisa quando estou de queixo caído.

Postado 22/10/20 23:32

Olá, senhorita Camomila!!

Fico tão feliz que você tenha vindo ler esse meu poema!!

Seu comentário mesmo curto foi completamente encantador e me deixou imensamente feliz e agradecida!!

Um grande abraço <3

Postado 27/10/20 13:01

Olha, fazia muito tempo que não lia algo assim, de verdade, mas eu achei bem surpreendente a cadência do seu texto. A forma como você foi crescendo a tensão e o pavor da cena durante o poema foi feita de uma forma muito inteligente (e particularmente eu sou fã dessa cadência separada por vírgula). O leitor fica às cegas lendo um texto sobre uma tortura que na verdade não é tão explícito só para que tudo seja quebrado com a palavra ''adorável'' no final! UAUASHUS

Essa parte do adorável inclusive me fez rir bastante, mas não porque ficou ruim, mas porque quebrou toda a tensão anteriormente. é uma palavra destoante que encaixou muito bem no impacto final do seu texto.

Apesar do tema ser preocupante, a forma como você construiu me agradou bastante. Ótimo texto!

Postado 29/10/20 15:23

Olá, Sr. Gustavo!!

Sinto-me extremamente feliz com seu comentário! Muito me alegra saber que o crescimento da tensão foi tão apreciado por sua pessoa!

E no final... "adorável" HAHAHAHAHA

Admito que não sou tão boa com quebras de expectativa, então fico grata por ter funcionado aqui hahaha

Muito obrigada mesmo!

Um abraço <3

Postado 06/12/20 12:07

Ola Yukari!

Vim remexer seu perfil e dei de cara com essa coisa maravilhosa.

Como é bom libertar nosso lado herético às vezes e soltar a criaturinha trevosa que está adormecida em nosso amago.

Tá! Acho que eu faço isso muito “aleatório isso”

Mas toda a sensação do prazer pelo vil, impudico e brutal num texto amoral e poético causa um paradoxo do caos no leitor onde, o errado se torna preferencial, aceitável e alcançável, naquele tempo de leitura é como experimentar e consentir algo proibido.

Acompanhar a beleza sombria e voraz das suas palavras é como sair das correntes da pregação da “luz” que nos é imposta em tudo integralmente.

Parabéns! Minha besta interior agradece.

Abraços!