Na porta da cozinha!
Monise
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 07/10/20 08:43
Editado: 26/01/21 11:43
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 10
Comentários: 6
Total de Visualizações: 406
Usuários que Visualizaram: 12
Palavras: 287
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de catorze anos

Esta obra participou do Evento Academia de Ouro 2020, indicada na categoria Mistério.
Para saber mais sobre o Evento e os ganhadores, acesse o tópico de Resultados.

Notas de Cabeçalho

Não sei se faz juz ao estilo literário, mas foi o que me ocorreu ao ver a imagem. Espero que apreciem...

Capítulo Único Na porta da cozinha!

A pequena senhorinha continuava horrorizada! Tudo bem que lhe haviam dado muito dinheiro para que fechasse a boca, mas aquela cena não lhe saía da cabeça.

Como podiam ter feito aquilo com um pobre ser desarmado e tão vulnerável? Eram assim os americanos, se é diferente, é uma ameaça e deve ser eliminado sem demora.

Tinha constantes pesadelos, assistira toda a cena por entre uma fresta da cortina e aqueles olhos, lhe cortavam o coração!

Aquele pobre ser, era muito diferente dos humanos, por certo, mas tinha um quê de bondade e inteligência...

A cena da polícia executando a pobre criatura ainda estava em sua mente, afinal, se dera nos fundos de sua casa, quase na porta da cozinha!

A criatura encurralada fazia sons que pareciam suplicar clemência e misericórdia, mas o que recebeu?! Tiros que fizeram seu sangue jorrar para todos os lados...

Tinha inúmeros pesadelos com o sangue da criatura marcando um X sobre a América e os Extraterrestres com suas naves jogando bombas de ácido fazendo os humanos virarem chiclete gosmento no chão, era apavorante, não aguentava mais!

Com o dinheiro a senhorinha viajou para fugir de tudo aquilo e decidiu que nunca mais voltaria para casa, resolveu que iria morar na Itália, bem longe da loucura americana.

Ali, naquela pequena vila, encontraria paz...

As flores, as pessoas, as casas antigas, quase que a faziam esquecer de todo aquele sangue na parede...

Mas será que a criatura era um ET ou uma mutação feita em laboratório? Jamais saberia...

Todas as noites, ao ver o céu estrelado, chorava e rogava aos ETs que se viessem para vingança soubessem que ela simplesmente lamentava tudo isso e jamais seria capaz de impor a qualquer ser tal suplício...

❖❖❖
Apreciadores (10)
Comentários (6)
Comentário Favorito
Postado 22/10/20 00:51

Ohhuu!~ pobre criatura, de partir meu coração.

Mas acho que não seriam somente o norte americanos, todos nós somos assim, em algum nível temos medo do desconhecido, mas alguns tem coragem de tentar conhecer seus medos... Estou divagando novamente, desculpe.

Adorei seu conto, eu ficaria um pouco como a velhinha me sentindo culpada por não ter feito nada para ajudar, mesmo que bem assustada com o que quer que seja essa criatura.

Mutante ou não, Et ou não, todos merecem viver (a menos que tentem me matar...) hahahha.

Obrigado por compartilhar sua obra e participar do desafio, fiquei impressionada com sua criatividade eu nunca pensaria em uma história como essa vendo essa imagem, meus sinceros parabéns!

Assinado uma pequena vampira, <3

Postado 22/10/20 00:55

Agraciada pelo seu comentário.

Desculpe, mas estou rindo desse trecho: "todos merecem viver (a menos que tentem me matar)" kkkk, realmente é isso mesmo!

Obrigada por tirar um tempinho para ler!

Postado 07/10/20 17:16

Que obra mais linda e trágica temos aqui * - *

No começo eu estava achando que era algum humano, depois comecei a achar que era algum animal...

Mas então entendi que era algo, uma criatura diferente...

Fiquei tão triste, pobre criaturinha... será que era um ET? Será que era uma mutação criada em laboratório?

Nunca saberemos... Mas vamos, junto com a senhorinha chorar por essa morte tão triste e covarde...

Lindo texto, eu amei <3

Um abraço <3

Postado 07/10/20 18:00

Fico feliz que tenha gostado.

Obrigada pelo carinho e apoio!

Postado 07/10/20 23:11

Esse é um belíssimo (e trágico) retrato de como o ser humano lida com seres diferentes, seres que podem ameaçar seu egocentrismo!

Todas as possibilidades que se passaram em minha cabeça (um ser humano, um animal e o ET) são plausíveis a tamanha crueldade dessa espécie que acredita dominar a terra!

Parabéns, Monise! Um belo e triste texto que traz uma boa reflexão!

:)

Postado 07/10/20 23:34

Concordo plenamente com sua percepção, o ser humano é muito cruel mesmo.

Obrigada por comentar! Beijinhos!!!

Postado 08/10/20 22:21

Humanos tendem a matar aquilo que eles acreditam que possa vir a ser uma ameaça. É sempre assim.

Gostei da sua visão da imagem. Parabéns!

Postado 08/10/20 22:25

Obrigada!

Postado 10/10/20 20:44

Deuses... É a segunda obra envolvendo ET's que leio hoje e acho que estou começando a querer ver um kkkkkk

A tragédia dessa narrativa é real... Coitadinha dessa senhora! Esse final me massacrou.

Obrigada por compartilhar conosco!

Parabéns, Monise ♥

Postado 10/10/20 22:09

Que bom que você gostou. O final realmente é uma triste reflexão sobre a realidade.

Obrigada por comentar! Beijinhos!!!

Postado 20/11/20 21:55

Nossa, Srta Monise... Isso foi tão triste de ler... E confesso que imaginei uma divisão bem menos nobre dos Homens de Preto realizando esse tipo de operação contra os alienígenas. Sua obra também me fez lembrar/perceber que nunca abordei sobre tal temática (vida/terror alienígena).

Por isso, eu sinceramente lhe agradeço e parabenizo por mais uma postagem agradabilíssima e inspiradora! Adorei essa mescla sutil, trágica e perfeita entre Terror/Horror e Mistério, a senhorita arrasou novamente!

Atenciosamente,

um ser que de vem em quando olha para o céu em busca de aniquilação, Diablair.

Outras obras de Monise

Outras obras do gênero Ação

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Ficção Científica