Seu tempo acabou
Francisco
Tipo: Lírico
Postado: 02/05/17 16:14
Gênero(s): Drama Poema
Tags: Matanza
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 46seg a 1min
Apreciadores: 3
Comentários: 2
Total de Visualizações: 389
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 125
[Texto Divulgado] "Por trás da janela" E se a sua imaginação se confundisse com a realidade?
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Capítulo Único Seu tempo acabou

Cara, você vai sofrer!

Por isso, não venha ver,

Minha fúria crescer

A ponto de eu ferver.

Eu estava de boa no bar,

E você chegou para fumar.

Nada errado, se não me importunar,

Mas você decidiu se sentar...

A raiva tomou conta de mim.

Eu ia lhe arrancar o rim,

Mas a moça com lábios carmim,

Levou-me ao seu camarim.

Volto cansado,

Todo errado,

Com o cabelo bagunçado,

Mas não acabado.

Foi uma distração,

Mas a combustão,

De lhe arrancar o coração,

Continuou a milhão.

Você já tinha partido.

Mas a ódio que eu sinto

Vai ser lhe transferido,

Com ferro bem aquecido.

Hoje, você se escapou

Mas seu tempo acabou.

Você vai perceber que errou,

Ao notar que a faca já lhe furou.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Matanza é a lei!

Apreciadores (3)
Comentários (2)
Comentário Favorito
Postado 03/05/17 21:54 Editado 03/05/17 21:56

A impressão que tive ao ler estes versos foi a de que a motivação do eu-lírico foi um tanto quanto aleatória sem, no entanto, conseguir passar um quê de insanidade, psicopatia ou mesmo um surto nem nada do tipo (pois a dama demoveu-o daquilo com seus encantos até que rapidamente, dada a teórica intensidade dos sentimentos/intenções envolvidos), o que aos meus olhos fez o poema perder um pouco da essência malevolente/insana que poderia/deveria permear a obra.

Todavia, é sempre bom ver alguém adoecer um pouco mais aqui no site...

Bom poema, monsieur!

Atenciosamente,

Um ser fazendo hora extra neste mundo, Diablair.

Postado 03/05/17 22:06

hahahaah, pois é... O cara, pra mim, queria matar por matar. Mas, quando surgiu a oportunidade de fazer algo melhor (se envolver com a mulher), ele o fez. Depois, com tempo de sobra, a vontade de matar voltou, hehehehe.

Muito obrigado pelo comentário, Diab. Sempre uma honra recebe-los!

Postado 18/11/17 17:57

Direto ao ponto, tal como a faca!

Adorei esse poema, muito bem escrito e desenvolvido, além de reter toda a atenção! <3

FAZ MAIS DESSES POR FAVOR

#ad01 - 36/90

Postado 23/11/17 22:28

Hehehe. Muito obrigado.

Queria fazer mais desses, mas é complicado! Hehehe.